Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/30437
Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_ParticipacaoEletronicaRelacoes.pdf907,52 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBraga, Lamartine Vieirapt_BR
dc.contributor.authorGomes, Ricardo Corrêapt_BR
dc.date.accessioned2017-12-07T05:19:22Z-
dc.date.available2017-12-07T05:19:22Z-
dc.date.issued2016-06pt_BR
dc.identifier.citationBRAGA, Lamartine Vieira; GOMES, Ricardo Corrêa. Participação eletrônica e suas relações com governo eletrônico, efetividade governamental e accountability. Organizações & Sociedade, Salvador, v. 23, n. 78, p. 487-506, jul./set. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302016000300487&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 13 dez. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1984-92307878.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/30437-
dc.description.abstractNo alvorecer do século XXI, os modelos tradicionais já não conseguem dar respostas satisfatórias às demandas da sociedade, precipitando uma nova reinvenção do Estado. Esse período corresponde, por um lado, à emergência de modernas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), ubíquas e interativas. Por outro lado, essa fase é marcada pela crescente fragmentação do poder estatal, em paralelo com o aumento proporcional de regimes democráticos no mundo. Nesse contexto, emerge a “Governança Responsiva”, modelo orientado por princípios de responsabilização, transparência e participação, no qual a efetividade se vincula a seu atributo-chave: a responsividade. Portanto, torna-se fundamental aprofundar o entendimento dessa mudança de paradigma, em particular no que tange ao papel desempenhado pelo governo. O presente artigo tem como objetivo analisar as relações entre a participação eletrônica e três aspectos-chave: governo eletrônico, efetividade governamental e responsabilização dos agentes públicos (accountability). Para tanto, lançou-se mão de uma abordagem dedutiva e objetiva da qual derivou uma estratégia de trabalho de natureza quantitativa, com emprego do método de análise bivariada denominado correlação linear de Pearson. Em suma, constatou-se que altos índices de desenvolvimento do governo eletrônico estão correlacionados a altos índices de participação eletrônica. Além disso, verificou-se que quanto mais elevado o nível de participação eletrônica, mais elevado o nível de efetividade governamental e também de responsabilização dos agentes públicos.pt_BR
dc.language.isoptpt_BR
dc.publisherEscola de Administração da Universidade Federal da Bahiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleParticipação eletrônica e suas relações com governo eletrônico, efetividade governamental e accountabilitypt_BR
dc.title.alternativeElectronic participation and its relationship with e-government, government effectiveness and accountability-
dc.typeArtigopt_BR
dc.subject.keywordAdministração públicapt_BR
dc.subject.keywordParticipação socialpt_BR
dc.subject.keywordGoverno eletrônicopt_BR
dc.subject.keywordEfetividade governamentalpt_BR
dc.subject.keywordResponsabilidade (Direito)pt_BR
dc.rights.licenseOrganizações & Sociedade - Este é um artigo publicado em acesso aberto (Open Access) sob a licença Creative Commons Attribution, que permite uso, distribuição e reprodução em qualquer meio, sem restrições desde que o trabalho original seja corretamente citado (CC BY 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92302016000300487&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 13 dez. 2017.-
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.1590/1984-92307878pt_BR
dc.description.abstract1At the dawn of the XXI century, traditional models are no longer able to give satisfactory answers to the society demands, precipitating a new reinvention of the State. This corresponds, on the one hand, to the emergence of modern Information and Communication Technologies (ICT), ubiquitous and interactive. On the other hand, this phase is marked by the increasing fragmentation of State power in parallel with the proportional increase of democratic regimes around the world. In this context emerges the “Responsive Governance”, a model driven by principles of accountability, transparency and participation, where effectiveness is linked to its key attribute: responsiveness. This article aims to analyze the relations between electronic participation and three key aspects: e-government, government effectiveness and accountability. To do so, it employed a deductive and objective approach which derived a working strategy of quantitative nature using a bivariate analysis method called the Pearson correlation. In short, it was found that high rates of development of government are correlated with high levels of electronic participation. Furthermore, it was found that the higher the level of electronic participation the higher the level of government effectiveness and also accountability.-
Appears in Collections:ADM - Artigos publicados em periódicos

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/30437/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.