Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/29619
Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_EstadoMovimentosReforma.pdf232,88 kBAdobe PDFView/Open
Title: Estado, movimentos e reforma agrária no Brasil : reflexões a partir do Incra
Other Titles: State, movements and agrarian reform in Brazil : reflexions from the Incra
Authors: Penna, Camila
Rosa, Marcelo C.
Assunto:: Movimentos sociais
Estado
Política pública
Reforma agrária
Issue Date: May-2015
Publisher: CEDEC
Citation: PENNA, Camila; ROSA, Marcelo C. Estado, movimentos e reforma agrária no Brasil: reflexões a partir do Incra. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, São Paulo, n. 95, p. 57-86, maio/ago. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452015000200057&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 17 abr. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0102-6445057-085/95.
Abstract: Neste artigo, procuramos analisar um dos actantes centrais nos processos de reivindicação por terras no Brasil contemporâneo: o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Debatendo com a literatura que analisa as relações entre Estado e movimentos sociais por meio da constituição de políticas públicas, trazemos dois estudos de caso realizados no Incra, nos estados do Pará e de Pernambuco, na última década. Em ambos, a relação entre Estado e movimentos altera a forma e o tamanho do Instituto, transformando as funções e rotinas de seus servidores. Nossa principal conclusão é de que a heterogeneidade das conexões que formam o Incra tornam o Estado permeável simultaneamente na produção, distribuição e aplicação das políticas de reforma agrária, reforçando simultaneamente o papel do Estado e dos movimentos sociais nesse processo.
Abstract: In this paper we seek to analyse one of the major actants in the agrarian reform process in Brazil: the National Institute for Colonization and Agrarian Reform (Incra). In order to challenge the current literature on the formulation of policies through the state/movements relations we bring to case studies carried out in the states of Pernambuco and Pará after 2000 embracing bureaucrats, managers, activists and beneficiaries in a network of actions. We conclude that the heterogeneity of the Institute and state as whole contributes for a new understanding of Incra as not only the executor of the agrarian reform, but as an active producer of its contemporary meanings in the country.
Licença:: Lua Nova: Revista de Cultura e Política - Todo o conteúdo do artigo, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons (CC BY NC 4.0). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452015000200057&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 17 abr. 2018.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0102-6445057-085/95
Appears in Collections:SOL - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/29619/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.