Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/28794
Files in This Item:
File SizeFormat 
ARTIGO_PsicologiaMassasContexto.pdf888,96 kBAdobe PDFView/Open
Title: Psicologia das massas : contexto e desafios brasileiros
Other Titles: Psychology of masses : context and brazilian challenges
Authors: Jesus, Jaqueline Gomes de
Assunto:: Globalização
Mobilização
Identidade social
Psicologia social
Issue Date: 2013
Publisher: Associação Brasileira de Psicologia Social
Citation: JESUS, Jaqueline Gomes de. Psicologia das massas: contexto e desafios brasileiros. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 25, n. 3, p. 493-503, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-71822013000300003. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822013000300003&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 27 ago. 2020.
Abstract: A interpenetração de valores e práticas sociais entre culturas, no contexto da globalização, é baseada na interdependência econômica dos países, em meios de transportes mais eficazes, na comunicação aberta e em mobilizações massivas. O fenômeno das massas ou multidões tem sido objeto de vários estudos, especialmente pelas Ciências Sociais. A Psicologia, porém, pouco tem contribuído na discussão. Uma das dimensões dessa realidade é a formação de novos movimentos sociais, que buscam modelos alternativos de apoio e organização e têm conduzido, ao redor do mundo, mobilizações de rua que superam seus objetivos iniciais, a exemplo dos distúrbios em Londres e da Primavera Árabe. Este artigo apresenta um histórico do conceito de massas, sua abordagem como construto psicossocial, o desenvolvimento do conceito e os desafios para sua pesquisa e aplicação no âmbito da Psicologia Social brasileira.
Abstract: Interpenetration of values and social practices between cultures, in the context of globalization is based on the economical interdependency of countries, on more effective transportation means, on the open communication and in massive mobilizations. The phenomenon of the masses or crowds has been subject of several studies, especially by the Social Sciences. Psychology, although, has contributed little in the discussion. One of the dimensions of this reality is the formation of new social movements that seek alternative models of support and organization, and have led, around the world, street mobilizations which surpass their original aims, like London Riots and Arab Spring. This article presents a history of the concept of masses, its approach as psychosocial construct, the development of the concept and the challenges to its research and application in brazilian Social Psychology.
Licença:: Psicologia & Sociedade - (CC BY-NC) - Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons. Fonte: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822013000300003&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 27 ago. 2020.
DOI: https://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822013000300003
Appears in Collections:PST - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/28794/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.