Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2872
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_CarolinaRezendeMdaSilva.pdf2,05 MBAdobe PDFView/Open
Title: Caracterização genética e filogenética de isolados do hantavírus circulante no Distrito Federal, Brasil
Authors: Silva, Carolina Rezende Melo da
Orientador(es):: Maranhão, Andréa Queiroz
Brígido, Marcelo de Macedo
Assunto:: Hantavirus
Viroses
Distrito Federal (Brasil)
Issue Date: 2007
Citation: SILVA, Carolina Rezende Melo da. Caracterização genética e filogenética de isolados do hantavírus circulante no Distrito Federal, Brasil. 2007. 111 f., il. Dissertação (Mestrado em Biologia Molecular)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: O gênero Hantavirus é composto por vírus envelopados de genoma segmentado de RNA fita simples negativo. Na América, alguns membros desse gênero são os agentes etiológicos da síndrome cardiopulmonar associada a hantavírus. No Brasil, seis linhagens distintas de hantavírus foram identificadas: Juquitiba, Castelo dos Sonhos, Araraquara, Araucária, Anajatuba e Rio Mearim. Um surto de hantavirose em 2004 teve grande impacto no Brasil, principalmente nas unidades federadas do Distrito Federal, Santa Catarina e Minas Gerais. Neste trabalho, foi realizada a caracterização genética dos segmentos S e M do hantavírus circulante em pacientes de HCPS do Distrito Federal. RNA viral foi extraído de três pacientes do surto de 2004, residentes em diferentes cidades do Distrito Federal. O segmento genômico S completo foi amplificado e seqüenciado para um dos pacientes e, para os outros dois, um fragmento de 700pb foi obtido. Dois fragmentos do segmento genômico M, um de 300pb localizado na seqüência codante de G1 e o outro de 400pb localizado na seqüência codante de G2, foram amplificados e seqüenciados para um dos pacientes. A partir das seqüências de nucleotídeos obtidas, análises de identidade de nucleotídeos e de Maximum likelihood permitiram a inserção do hantavírus circulante no Distrito Federal no contexto filogenético sul- americano. Nas árvores filogenéticas obtidas, os hantavírus associados aos três pacientes formam um ramo monofilético e apresentam a linhagem Araraquara como o hantavírus mais próximo. A linhagem sul-americana Maciel é a segunda mais relacionada aos hantavírus do Distrito Federal.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2007.
Appears in Collections:CEL - Mestrado em Biologia Molecular (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2872/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.