Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2869
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert_ Sandra Cristina.pdf1,07 MBAdobe PDFView/Open
Title: Modelos para estimativa de viagens geradas por instituições de ensino superior
Other Titles: Models for estimating trips genera ted in higher education institutions
Authors: Souza, Sandra Cristina Ferreira de
Orientador(es):: Jacques, Maria Alice Prudêncio
Assunto:: Viagens
Ensino superior
Transportes
Sistema viário
Engenharia civil
Issue Date: 22-Aug-2007
Citation: SOUZA, Sandra Cristina Ferreira de. Modelos para estimativa de viagens geradas por instituições de ensino superior. 170 f. 2007. Dissertação (Mestrado em Transportes)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: A implantação de empreendimentos considerados como PGVs, como é o caso das Instituições de Ensino Superior (IES), apesar de em geral promover o desenvolvimento das cidades, pode agravar ainda mais os problemas do tráfego (motorizado e não motorizado) nas vias urbanas. Por isso, estudos voltados à avaliação dos impactos dos PGVs em geral, e em particular das IES, são importantes para fornecer subsídios para a definição de ações voltadas à minimização dos problemas apresentados com a implantação desses empreendimentos. Este trabalho teve como objetivo determinar taxas e desenvolver modelos de geração de viagens para os principais modos de transporte utilizados pelos usuários das IES localizadas no Distrito Federal, que são: automóvel, ônibus e a pé. No desenvolvimento dos modelos, buscou identificar as variáveis intervenientes na geração das viagens desses usuários. Foi utilizada uma metodologia especificamente elaborada para permitir estudos dessa natureza, incluindo a caracterização do padrão das viagens dos usuários, desenvolvida pelo grupo do Programa de Pós-Graduação em Transportes da UnB que atua na área de PGVs, do qual esta pesquisadora é parte integrante. Essa metodologia inclui instrumentos e procedimentos a serem adotados para a coleta e tratamento de dados relacionados às viagens realizadas por alunos, professores e funcionários das IES, e de dados das próprias instituições. Os resultados do trabalho indicaram que dentre as variáveis explicativas testadas, somente o número de alunos é que apresentou significância estatística para explicar o número de viagens observadas (atraídas e produzidas). Foi verificado, também, a opção por mudança no modo de transporte utilizado. Os usuários de ônibus foram os que mais se declararam dispostos a essa mudança, optando pelo automóvel. Já entre os usuários do automóvel que gostariam de mudar de modo de transporte, o metrô foi a alternativa mais indicada. O estudo permitiu, também, uma ampla caracterização do padrão de viagens dos alunos das IES. Para os professores e funcionários essa caracterização, embora realizada, ficou prejudicada em função da pouca disposição desses usuários em colaborar com a pesquisa. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Although Traffic Generating Centers (TGC), as is the case of Higher Education Institutions (HE Institutions), have fostered city development, they may lead to the worsening of traffic problems (motorized and non-motorized) on urban roadways. Thus, both general TGC impact studies as well as those specifically related to HE Institutions, are important in providing subsidiaries for actions destined to minimize problems arising from the setting up of Traffic Generating Centers. This study aims to establish measures as well as develop trip generating models for the main modes of transport used by higher education commuters in the Federal District: automobile and bus users as well as pedestrians. With a view to identifying intervening variables in generating user commuter trips, a method was specially elaborated. Further, a profile of commuter trends, developed by the TGC research group, part of the Postgraduate Program in Transport Studies at the University of Brasília was also considered in this study. This method included instruments and procedures to be adopted in data collection and analysis related to trips made by students, professors and staff and other information from these HE Institutions. Results indicated that among the explicatory variables tested only the number of students was statistically representative in showing the number of traffic observed (simulated and produced). Also, changes in the mode of transport were considered. The bus commuter group expressed most interest in switching to automobiles. The study allowed for an overall categorization of higher education student travel patterns. At the same time, it was not possible to draw up a similar categorization for professors and administrative staff given this group’s time constraints to collaborate in this research study.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2007.
Appears in Collections:ENC - Mestrado em Transportes Urbanos (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2869/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.