Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/28596
Files in This Item:
File SizeFormat 
v10n3a13.pdf284,51 kBAdobe PDFView/Open
Title: Relação da circunferência do pescoço com a força muscular relativa e os fatores de risco cardiovascular em mulheres sedentárias
Relation of neck circumference and relative muscle strength and cardiovascular risk factors in sedentary women
Authors: Tibana, Ramires Alsamir
Teixeira, Tatiane Gomes
Farias, Darlan Lopes de
Silva, Alessandro de Oliveira
Madrid, Bibiano
Vieira, Alexandre
Franz, Carlos Bainy
Balsamo, Sandor
Souza Júnior, Tácito Pessoa de
Prestes, Jonato
Assunto:: Pescoço
Força muscular
Antropometria
Fatores de risco
Aptidão física
Estilo de vida sedentário
Doenças cardiovasculares
Neck
Muscle strength
Anthropometry
Risk factors
Physical fitness
Sedentary lifestyle
Cardiovasular disease
Issue Date: 2012
Publisher: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Citation: Einstein (São Paulo),v.10,n.3,p.329-334,2012
Abstract: OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi verificar a relação da circunferência do pescoço com a força muscular relativa e os fatores de risco cardiovascular em mulheres sedentárias. MÉTODOS: Estudo transversal, realizado com 60 mulheres pré-menopausadas (33,9±9,1 anos; 67,4±13,6kg; 1,57±0,06cm e 27,2±5,3kg/m²). Com base no valor da circunferência do pescoço, a amostra foi dividida em dois grupos: Grupo Circunferência <35cm (n=27) e Grupo Circunferência &gt;35cm (n=33), para efeito de comparação da força muscular relativa e dos fatores de risco cardiovascular. A correlação entre as variáveis foi testada por meio da correlação de Pearson e de Spearman; o nível de significância foi estabelecido em p<0,05. RESULTADOS: Os resultados demonstram que as mulheres com circunferência do pescoço &gt;35cm apresentaram maiores valores de massa corporal, circunferência da cintura, índice de adiposidade corporal, índice de massa corporal, pressão arterial sistólica, glicemia, hemoglobina glicada e volume de gordura visceral, quando comparadas ao grupo com circunferência do pescoço <35cm. Adicionalmente, o grupo com maior circunferência do pescoço apresentou menores valores de força relativa. CONCLUSÃO: A circunferência do pescoço parece ser um importante fator de predição de risco cardiovascular e perda de força relativa em mulheres sedentárias de meia idade.
OBJECTIVE: To verify the relation of neck circumference and relative muscle strength and cardiovascular risk factors in sedentary women. METHODS: A cross-sectional study with 60 premenopausal women (33.9±9.1 years; 67.4±13.6kg; 1.57±0.6cm and 27.2±5.3kg/m²). Based on the neck circumference, the sample was divided into two groups: Group Circumference <35cm (n=27) and Group Circumference &gt;35cm (n=33) to compare relative muscle strength and cardiovascular risk factors. The correlation between variables was tested by Pearson and Spearman correlations, with a significance level established at p<0.05. RESULTS: The findings revealed that women with neck circumference &gt;35cm presented higher values of body mass, waist circumference, body adiposity index, body mass index, systolic blood pressure, blood glucose, glycated hemoglobin and volume of visceral fat when compared with the group with neck circumference <35cm. Additionally, the group with larger neck circumference presented lower values of relative strength. CONCLUSION: Neck circumference seems to be an important predictive factor of cardiovascular risk and of relative strength loss in middle-aged sedentary women.
DOI: https://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082012000300013
Appears in Collections:Uso interno - em processamento

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/28596/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.