Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2685
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_ValiaBravoEgana.pdf2,02 MBAdobe PDFView/Open
Title: Perfil de expressão de miRNAs endócrinos em ilhotas pancreáticas : modulação da sua expressão por citocinas proinflamatórias associadas com a etiologia da Diabetes tipo 1
Authors: Bravo-Egaña, Valia
Orientador(es):: Pastori, Ricardo L.
Felipe, Maria Sueli Soares
Assunto:: Inflamação
Diabetes
Genética molecular
Issue Date: 12-Dec-2009
Citation: BRAVO-EGAÑA, Valia. Perfil de expressão de miRNAs endócrinos em ilhotas pancreáticas: modulação da sua expressão por citocinas proinflamatórias associadas com a etiologia da Diabetes tipo 1. 2008. 149 f., il. Tese (Doutorado em Biologia Molecular)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: MicroRNAs (miRNAs) são os produtos gênicos não-codantes (~19-22 nucleotídeos) com um papel chave no regulamento pós-transcricional inibindo a expressão gênica através da união seletiva a seqüências complementares de RNA mensageiro. Nossos resultados indicam que os miRNAs isolados com métodos atualmente usados para preparação de RNA são instáveis assim como também seus cDNAs correspondentes. Estas observações têm grande importância em estudos de análise de expressão de miRNAs. Além, nosso laboratório é pioneiro em determinar perfis específicos de miRNA em ilhotas pancreáticas humanas e de roedores normais assim como em ilhotas expostas à ação de citocinas diabetogênicas pró-inflamatórias. O miR-7 resultou ser o miRNA mais abundante da porção endócrina das ilhota e o miR-375 o mais abundante no pâncreas. Ambos os miRNAs aumentaram sua expressão durante o desenvolvimento pancreático, assim como também, em ilhotas tratadas com citocinas pró-inflamatórias por 6 horas. Estas observações sugerem que o miR-7 e o miR-375 desempenham um papel importante não apenas durante o processo de desenvolvimento e de manutenção do fenótipo das ilhotas mas também nos sinais de sobrevivência nos primeiros estágios da resposta inflamatória. A pesquisa dos miRNAs e de seus mRNAs alvos pode tornar-se uma ferramenta valiosa para o diagnóstico e tratamento de doenças tais como o diabetes. ___________________________________________________________________________________ ABSTRACT
MicroRNAs (miRNAs) are non-coding gene products (~19–22 nucleotides) that play a key role in post-transcriptional regulation by inhibiting gene expression through selective binding to complementary messenger RNA sequences. Our early results indicated that miRNAs isolated with currently used methods for RNA preparation are unstable and so are their corresponding cDNAs. These observations should be of great interest to all researches that outsource RNA samples for miRNA gene array analysis. We are first to determine specific miRNA signatures in normal pancreatic islets as well as in islets exposed to pro-inflammatory (diabetogenic) cytokines. MiR-7 emerged as the most abundant endocrine islet miRNA and miR-375 as the most abundant intra-islet miRNA. Both miRNAs increased their expression during pancreatic development as well as in islets treated with pro-inflammatory cytokines for 6 hours. This suggests that miR-7 and miR-375 play an important role not only in development and islet phenotype maintenance but also in the survival signaling at the early inflammatory response. The research of miRNAs and their target mRNAs could be a valuable tool in diagnostics by indicating the early onset of diseases such as diabetes and by finding new therapeutic targets to treat them.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2008.
Appears in Collections:CEL - Doutorado em Biologia Molecular (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2685/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.