Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2650
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_FabioVenturoli.pdf4,25 MBAdobe PDFView/Open
Title: Manejo de floresta estacional semidecídua secundária em Pirenópolis, Goiás
Authors: Venturoli, Fábio
Orientador(es):: Felfili, Jeanine Maria
Assunto:: Sucessão florestal
Matas ripárias
Matas secas
Savanas
Issue Date: 11-Dec-2009
Citation: VENTUROLI, Fábio. Manejo de floresta estacional semidecídua secundária em Pirenópolis, Goiás. 2008. 203 f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: As florestas estacionais semidecíduas secundárias, que ocorrem naturalmente fragmentadas no bioma cerrado, apresentam potencial para implantação de técnicas de manejo florestal sustentável, por possuírem inúmeras espécies madeireiras que foram e continuam sendo exploradas desordenadamente para abastecer o mercado consumidor. Nesse trabalho analisou-se a dinâmica de uma comunidade florestal semidecídua secundária, em Pirenópolis, Goiás, sob influência de um gradiente ambiental de umidade, determinado pela proximidade a um córrego em um extremo e um cerrado em outro, nas partes mais altas do relevo. O delineamento foi em blocos casualizados e as intervenções silviculturais (tratamentos) consistiram em liberação de competição, corte de cipós, plantio de enriquecimento e um controle. Estas foram consideradas de baixo impacto e visaram liberar da competição, árvores com características silviculturais desejáveis, testando a hipótese de que essas intervenções silviculturais vão acelerar o crescimento das árvores, sem favorecer a invasão por espécies oportunistas que possam interferir negativamente na dinâmica da regeneração natural. Após quatro anos da implantação do experimento, em 2007, foi analisada a dinâmica das espécies, em nível de populações e de comunidade. Durante esse período, a regeneração natural foi quantificada e qualificada, em nível de plântulas (H<1m) e arvoretas (H>1m e CAP<9cm), nas diferentes estações climáticas (chuvosa e seca), correlacionando-as com o estrato superior de árvores adultas, para verificar o estágio de sucessão atual da floresta, pela similaridade florística. Além disso, foram mensuradas as características ambientais das parcelas, que foram analisadas por meio de Análises de Correspondência Canônica, buscando identificar padrões de desenvolvimento e sucessão na comunidade que poderiam estar relacionados com os fatores ambientais. Os resultados encontrados permitiram concluir que a floresta estacional semidecídua secundária em estudo, respondeu favoravelmente ao sistema de manejo florestal proposto, confirmando a hipótese inicial. Nas populações, as taxas de mortalidade não estiveram relacionadas aos tratamentos silviculturais, nem aos ambientes, sugerindo que ocorreram seguindo a sucessão florestal natural na área. Na comunidade, a taxa de mortalidade média anual (1%.ano-¹) foi considerada baixa em relação a outros trabalhos, nessa mesma fisionomia e em outras formações florestais. Os incrementos diamétricos nas populações variaram de 0,26cm.ano-¹ na testemunha a até 0,31cm.ano-¹ nos tratamentos, diferindo-os significativamente com a testemunha (Mann-Whitney U, p<0,05). A população de plântulas foi mais dinâmica do que a de arvoretas, variando em função da estacionalidade climática e dos estágios de sucessão dessas populações. Os gradientes ambientais, de influência ripária ao cerrado influenciaram mais a composição florística em regeneração do que os tratamentos silviculturais, como esperado. A alta similaridade florística entre os estratos inferiores e superiores da floresta, confirmou o estágio avançado de regeneração dessa capoeira e seu potencial de manejo foi evidenciado também pela presença de espécies de alto valor comercial na regeneração natural, como Hymenaea courbaril, Astronium fraxinifolium, Virola sebifera, Copaifera langsdorffii, Apuleia leiocarpa, Aspidosperma discolor, Vochysia haenkeana, V. tucanorum, Qualea multiflora, Handroanthus inpetiginosus e Anadenanthera macrocarpa. O comportamento das espécies nativas introduzidas no sistema de enriquecimento, Myracrodruon urundeuva e Dipteryx alata, mostrou que é possível aumentar o valor comercial dessas florestas, para torná-las mais rentáveis economicamente, o que contribui para a conservação desses ecossistemas e na melhoria da qualidade ambiental. A qualificação do regime luz foi essencial para confirmar a hipótese de que o crescimento das espécies esteve relacionado aos tratamentos silviculturais. Foi constatado que as estações climáticas (seca e chuvosa) alteraram significativamente a cobertura do dossel, sendo que na estação seca a porcentagem de sombreamento no sub-bosque foi em média 20% menor do que na estação chuvosa. Entre os tratamentos esta variou de 93% a 94% na chuva a entre 77% a 80% na seca, contra 97% na chuva e 87% na seca, na testemunha. As informações obtidas através desse estudo de manejo florestal, em longo prazo, podem ser úteis para prognosticar o crescimento, em nível de populações, identificando e definindo o potencial das espécies nesse sítio. Concluiu-se que o manejo florestal estudado pode e deve ser difundido, inclusive como forma de viabilizar os projetos de manejo nos vários fragmentos florestais encontrados na região, conservando-os e gerando inúmeros benefícios ambientais e renda extra para a população rural. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The seasonal semi-deciduous secondary forests, which occur naturally fragmented in the cerrado biome, should be managed due to the presence of many timber species with commercial value, which were and still are being deliberately explored in order to supply the consumer market. In this study the dynamics of a semideciduous secondary forest community was analyzed in Pirenópolis, Goiás, Brazil. The environment is a sloping secondary forest bordering the riverine vegetation around Grota da Mina stream in one side and a cerrado vegetation on another side of the study-site. In 2003, 16 plots were established that were submitted to four treatments, three involved thinning, cutting vines and enrichment with native species and one control. The design was randomized blocks following a humidity gradient. The treatments were considered of low impact, mainly aiming to increase the growth of trees by reducing competition, testing the hypothesis that these treatments will increase the growth of the trees without allowing exotic grasses invasion that may cause a negative interference on the natural regeneration dynamics. After four years, in 2007, the species population and community dynamics were examined. During this period, the seedlings (H <1m) and poles (H> 1m and CAP <9cm) natural regeneration was quantified and qualified during the wet and dry seasons, correlating them with the trees (CAP>9cm), to check the current stage of the forest succession by the floristic similarity. In addition, the environmental characteristics of plots were measured and analyzed by Analysis of Canonical Correspondence, trying to identify patterns of development and succession in the community that could be related to environment. The results indicated that this seasonal semi-deciduous secondary forest management was successful, confirming the hypothesis. The mortality rates were not related to the treatments or to the environment, suggesting that occurred naturally in the forest succession. In the species community, the annual mortality rate (1%.y-¹) was low compared to other studies in that same physiognomy and in other forest formations. The diameter increase ranged from 0.26cm.y-¹ (control) to 0.31cm.y-¹ (treatments) and significant differences was found compared to the control (Mann-Whitney U, p <0.05). The seedlings population was more dynamic than the poles depending on the weather seasons. The regeneration was more influenced by the environmental gradients than the treatments, as expected. The high floristic similarity between the seedlings, poles and trees confirmed the advanced stage of regeneration of this secondary forest and its potential for management was also evidenced by the presence of high commercial value species in natural regeneration, such as Hymenaea courbaril, Astronium fraxinifolium, Virola sebifera, Copaifera langsdorffii, Apuleia leiocarpa, Aspidosperma discolor, Vochysia haenkeana, tucanorum, Qualea multiflora, Handroanthus inpetiginosus and Anadenanthera macrocarpa. The development of Myracrodruon urundeuva and Dipteryx alata introduced in the forest (enrichment) confirmed that it is possible to increase the commercial value of these forests making them more economically profitable, which contributes to the conservation of these ecosystems and improving the environmental quality. The degree of light inside the forest were essential to confirm the hypothesis that species growing was related to the treatments. It was found that the weather seasons changed the coverage of the canopy. In the dry season, the shade was 20% lower than in the rainy season. Among the treatments, the shade ranged from 93% to 94% in the rain to 77% to 80% in the dry season, compared to 97% in the rain and 87% in the dry season on the control plots. The information obtained through this forest management study, in long term, may be useful to predict growth, identifying and defining the potential of the species in this site. It was concluded that the studied forest management should be divulged, even as a way to make viable the forest projects management in the forest fragments found in the region, preserving them and generating numerous environmental benefits and extra income for the rural population.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, 2008.
Appears in Collections:EFL - Doutorado em Ciências Florestais (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2650/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.