Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2617
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_BrunoViniciusRamosFernandes.pdf518,91 kBAdobe PDFView/Open
Title: Evidências de bolhas de preços no mercado acionário brasileiro
Authors: Fernandes, Bruno Vinícius Ramos
Orientador(es):: Medeiros, Otávio Ribeiro de
Assunto:: Bolha de preços
Dividendo
Preços das ações
Cointegração
Causalidade Granger
Issue Date: 2008
Citation: FERNANDES, Bruno Vinicius Ramos. Evidências de bolhas de preços no mercado acionário brasileiro. 2008. 100 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis)-Programa Multiinstitucional e Inter-Regional de Pós- Graduação em Ciências Contábeis, Universidade de Brasília/UFPB/UFRN, Brasília, 2008.
Abstract: Atualmente, a existência de bolhas na formação dos preços dos ativos tem sido motivo de grande preocupação para governantes e investidores nos países onde há mercados de capitais relevantes. A existência do componente de bolha na formação dos preços pode ser indicada pelo seu desvio em relação ao seu valor fundamental. No caso das ações, uma suspeita de bolha de preços pode ser evidenciada quando os preços se deslocam em relação aos dividendos no longo prazo. O presente estudo buscou encontrar evidências sobre ocorrência de bolhas de preços no mercado acionário brasileiro no período de 1994 a 2007. Foram feitos testes no mercado de forma geral e em 17 setores classificados pelo banco de dados Economática®. Para testar a evidência de bolhas no mercado como um todo, foi utilizado o Ibovespa como proxy do preço médio das ações, e como indicador médio da distribuição de dividendos, foi construído um índice, de dividendos distribuídos, baseado nas próprias carteiras do Ibovespa no período. Foram feitos os testes de cointegração Engle-Granger e Johansen, com o objetivo de verificar se os citados índices mantiveram uma relação de equilíbrio de longo prazo. O resultado encontrado demonstra que não há cointegração entre o Ibovespa e o Idividendos, ou seja, as duas séries não mantiveram equilíbrio de longo prazo indicando a possibilidade de terem ocorrido uma ou mais bolhas na formação dos preços das ações. Os testes setoriais demonstram o mesmo resultado do teste geral, havendo fortes indícios da possibilidade de bolhas de preços nos 17 setores pesquisados. Com o objetivo de dar mais robustez aos resultados, também foram feitos testes de causalidade Granger nos índices e nos setores. A suposição teórica é que, se os preços das ações são função dos dividendos estes deveriam causar (preceder) aqueles. Os testes de causalidade Granger indicam que os dividendos não “Causam Granger” o Ibovespa e nos 17 setores, ao nível de significância de 1%, 82% dos setores não apresentaram nenhuma causalidade na direção dividendos – preços das ações, reforçando os resultados encontrados nos testes de cointegração. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Currently, the existence of bubbles in asset pricing has been the cause of great concern for government authorities and investors in countries with relevant capital markets. The existence of a bubble component in asset pricing can be inferred by its deviation with respect to its fundamental value. When it comes to stocks, the suspicion about a price bubble arises when stock prices deviate relative to dividends in the long run. The present study aimed at finding evidence on price bubble episodes in the Brazilian stock market from 1994 to 2007. Tests were carried out considering the stock market as a whole and also in stocks of 17 industrial sectors classified in Economatica®’s database. In order to test the evidence of bubbles in the market as a whole, the Bovespa average stock market index (Ibovespa) was used as a proxy of the average stock market price and an average dividend index was built based on Ibovespa’s stock portfolios in the period. Engle-Granger and Johansen cointegration tests were performed with the purpose of verifying whether the above mentioned indexes kept a long run equilibrium relationship. Our findings show that there is no evidence of cointegration between the Bovespa stock index and the Bovespa dividend index, which means that the two series have not kept a long run equilibrium relation indicating the possibility that one or more bubbles might have occurred during the focused period. The industrial sector tests show results similar to the general test, indicating strong evidence on the possibility of price bubbles in the 17 industry sectors analyzed. Aiming at yielding more robustness to the results, Granger causality tests were also carried out considering the market as a whole and by industrial sector. The theoretical assumption is that if the stock price is a function of dividends, the latter should Granger-cause (lead) the former. The Granger causality tests indicate that dividends do not Granger-cause Ibovespa and in the 17 industrial sectors, at the significance level of 1%, 82% of the sectors did not show any causality in the dividend – price direction, which confirms the results obtained in the cointegration tests.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa Multiinstitucional e Inter-regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2008.
Appears in Collections:CCA - Mestrado em Ciências Contábeis (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2617/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.