Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2573
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert_Ana Paula Perillo.pdf3 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos da suplementação de creatina associada ao exercício resistido na função renal, hepática e na composição corporal
Authors: Ferreira, Ana Paula Perillo
Orientador(es):: Fontana, Keila Elizabeth
Assunto:: Exame bioquímico
Suplementação nutricional
Efeito ergogênico
Composição corporal
Exercício resistido
Efeitos adversos
Issue Date: 2008
Citation: FERREIRA, Ana Paula Perillo. Efeitos da suplementação de creatina associada ao exercício resistido na função renal, hepática e na composição corporal. 2008. 110 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: A creatina como suplementação nutricional tem se popularizado e sido indiscriminadamente utilizada por apresentar ganho de massa magra e melhora do desempenho de atividades que envolvam exercícios de curta duração e alta intensidade. Porém, as intercorrências advindas do seu uso não estão totalmente elucidadas. Os efeitos adversos, principalmente em relação à sobrecarga renal e/ou hepática, foram tratados neste estudo através de avaliações bioquímicas sobre uma amostra de 35 desportistas divididos em três grupos de consumo (PLA: placebo, CRE1: 0,03g de creatina por kg de massa corporal por dia e CRE2: 5g de creatina por dia) durante oito semanas de treinamento. Os voluntários foram avaliados, através de medidas antropométricas, quanto ao ganho de massa magra e composição corporal. Para avaliação da composição corporal utilizou-se o protocolo de sete dobras e os perímetros de braço e coxa. Os participantes foram submetidos a um programa de treinamentocom exercícios resistidos constituídos de três séries, variando entre 8 a 12 repetições em cada série, com intervalo de um minuto, quatro ou mais vezes por semana e não sofreram intervenção na composição de suas dietas, que foram registradas e analisadas. Houve ganho ponderal, de 2,1% (CRE1) e 3,5% (CRE2) e a massa corporal magra aumentou significativamente entre os grupos PLA–CRE1 e PLA–CRE2 (P<0,01). Entre o PRÉ e o PÓStreinamento foi registrado aumento das circunferências de braço tenso, coxa, circunferência muscular do braço e da perna e índice de massa magra do braço nos tratamentos CRE1 e CRE2 (P<0,01). Todos os resultados dos exames bioquímicos realizados permaneceram dentro das faixas de normalidade. Quanto à função renal a creatinina aumentou significativamente nos grupos suplementados com creatina, porém sem sair dos valores de normalidade. Os valores dos exames da função hepática diminuíram em quase todas as frações, em todos os tratamentos, entretanto sem significância estatística. Estes resultados contribuíram no esclarecimento dos efeitos advindos do uso de creatina, permitindo o uso mais seguro deste suplemento nutricional. Concluiu-se que ocorreu ganho de massa magra para os grupos suplementados com creatina, independentemente das dosagens oferecidas, e de forma segura, não encontrando efeitos adversos nas funções hepáticas e renais. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The use of creatine as nutritional supplement has become popular and has been widely used because of its effect on mass gain and as a performance-enhancing supplement on short duration, high intensity exercises. The intercurrence of its usage has yet to be clarified. The adverse effects, especially in relation to kidney and liver overload, were treated on this study through biochemical analysis on 35 volunteers, divided in 3 study groups (PLA: Placebo, CRE1:daily ingestion 0,03g creatine/kg of bodyweight, CRE2: daily ingestion of 5g creatine/kg of bodyweight) during a 8 week period. The volunteers were submitted to anthropometric measurements in relation to muscle mass and body composition (skinfolds, arm and anterior thigh circumferences). The volunteers were in a resistance exercise program and did not have a dietary change (observed). The exercise program consisted in 3 sets, with 8 to 12 repetitions each, and a minute break between sets, 4 times a week. The overall gain was of 2.1% (CRE1) and 3.5% (CRE2) and the fat-free mass gain was significant among the supplemented groups compare to placebo (P<0.01). Between the pre and post treatments an increase in the arm and leg circumferences in both treatments CRE1 and CRE2 was found (P<0.01). All the biochemical tests made throughout the study were within the normality range. The kidney function had a significant increase with the creatine but without being abnormal. In relation to the liver function, it presented lower performance in all treatments without statistical significance. The results contributed to the enlightment on the usage of creatine supplementation allowing a safer use. In conclusion the fat-free mass increased in creatine supplemented groups, independent of the dosage used and in a safe manner without adverse affects on liver and kidney functions.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2573/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.