Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2499
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE Fabricia Teixeira Borges.pdf2,59 MBAdobe PDFView/Open
Title: “Tem tantos jeitos de ver!” Um estudo sobre os significados de olhar nas perspectivas de quatro mulheres de Goiânia.
Authors: Borges, Fabrícia Teixeira
Orientador(es):: Barbato, Silviane Bonaccorsi
Assunto:: Significação (Psicologia)
Issue Date: 4-Dec-2009
Citation: BORGES, Fabrícia Teixeira. “Tem tantos jeitos de ver!” Um estudo sobre os significados de olhar nas perspectivas de quatro mulheres de Goiânia. 2006. 235 f. Tese (Doutorado em Psicologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: Neste estudo defendemos que os significados são construídos histórica e culturalmente nas atividades sociais em uma dinâmica polifônica em que estão em jogo as relações entre os conhecimentos contextualizados anteriormente e as atividades de co-construção de novos conhecimentos. O objetivo foi analisar a construção do conceito de Olhar por meio da identificação de permanências e modificações dos significados que o compuseram em entrevista de histórias de vida, sobre a atividade de fotografar e depois as participantes assistiram ao filme “Janelas da Alma” (2001). Para se alcançar esse objetivo, utilizamos a fotografia, o filme e entrevistas de caráter narrativas e episódicas. Os procedimentos de construção dos dados e a análise dos dados seguem o paradigma qualitativo, utilizando-se a análise temática dialógica da conversação para tratamento das entrevistas de história de vida e sobre as Neste estudo defendemos que os significados são construídos histórica e culturalmente nas atividades sociais em uma dinâmica polifônica em que estão em jogo as relações entre os conhecimentos contextualizados anteriormente e as atividades de co-construção de novos conhecimentos. O objetivo foi analisar a construção do conceito de Olhar por meio da identificação de permanências e modificações dos significados que o compuseram em entrevista de histórias de vida, sobre a atividade de fotografar e depois as participantes assistiram ao filme “Janelas da Alma” (2001). Para se alcançar esse objetivo, utilizamos a fotografia, o filme e entrevistas de caráter narrativas e episódicas. Os procedimentos de construção dos dados e a análise dos dados seguem o paradigma qualitativo, utilizando-se a análise temática dialógica da conversação para tratamento das entrevistas de história de vida e sobre as Neste estudo defendemos que os significados são construídos histórica e culturalmente nas atividades sociais em uma dinâmica polifônica em que estão em jogo as relações entre os conhecimentos contextualizados anteriormente e as atividades de co-construção de novos conhecimentos. O objetivo foi analisar a construção do conceito de Olhar por meio da identificação de permanências e modificações dos significados que o compuseram em entrevista de histórias de vida, sobre a atividade de fotografar e depois as participantes assistiram ao filme “Janelas da Alma” (2001). Para se alcançar esse objetivo, utilizamos a fotografia, o filme e entrevistas de caráter narrativas e episódicas. Os procedimentos de construção dos dados e a análise dos dados seguem o paradigma qualitativo, utilizando-se a análise temática dialógica da conversação para tratamento das entrevistas de história de vida e sobre as fotografias. Participaram do estudo quatro mulheres de Goiânia (Sol, Dama-da-Noite, Estrela e Lua), sendo duas casadas e duas separadas e com pouco hábito de ir ao cinema. As mulheres que participaram do estudo, trabalham e são mães. Os resultados indicaram que as atividades sociais exercidas pelas mulheres orientavam seus conceitos iniciais sobre o Olhar. Há uma íntima relação entre suas atividades principais e sua concepção do que é o Olhar. Mesmo que não exerçam o papel de esposa, como Sol e Dama da Noite, este posicionamento é constantemente abordado como característica feminina, assim como a sensibilidade, a religiosidade, o sexto sentido, dependem da individualidade feminina. As características da “nova mulher” misturam-se com os valores antigos, destacando-se a circularidade da cultura. Assistir ao filme “Janelas da Alma” foi uma atividade que possibilitou a mudança dos significados que compõem o conceito de Olhar. As mudanças não são descontextualizadas das experiências das participantes, ao contrário, foram suas vivências que possibilitam uma nova composição dos significados que incluiu significados aprendidos na atividade de assistir ao filme. O fotografar também possibilitou uma nova reflexão sobre o Olhar mediada pela máquina de fotografia. A fotografia é a possibilidade de ver um mundo selecionado e mediado por um instrumento que registra. O fato de ficar registrado altera a forma de olhar. A pose, tal como Barthes comenta, é o que fica registrado, não em uma folha de papel, mas em um momento do pensamento. A pose é o Olhar apreendido pela câmera de fotografia, mas também é o Olhar internalizado pelo registro do pensamento na atividade de fotografar. O momento imortalizado em sua forma estática serve como mediador de uma futura memória. As mudanças nas fotos após assistirem ao filme aconteceram de uma posição individualizada para um universo social mais amplo. As fotos iniciais falavam principalmente do que as participantes eram e do que gostavam, enquanto aquelas tiradas depois do filme permitiram uma reflexão por parte das participantes acerca do mundo e sua abrangência passou a ser mais social e reflexiva envolvendo discussões sobre os valores, as dificuldades do mundo contemporâneo e o melhor jeito de se viver. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Meanings are historically and culturally built in social activities according to a polyphonic dynamics in which there is a game between internalized knowledge and the co-construction of new knowledge. This study aimed at identifying and analyzing which meanings of the concept of looking at something remained and/or were modified throughout activities in which four women - Sun, Pickerelweed, Star and Moon, were interviewed, took photos and watched the movie “Janelas da Alma”(2001), by João Jardim e Walter Carvalho. Two women participating in the study were married, two were separated, all of them were mothers, worked and had little practice in going to the movies. In order to achieve the objective, data construction was also mediated by photos, narrative and episodic interviews. Data were submitted to a dialogical thematic conversation analysis. Results indicated that their social activities oriented the initial activities on the concept of the gaze. There was a relation between the women main activities in daily life and the concept of the gaze. Although Sun and Pickerelweed were not married, this position was redundantly mentioned as a characteristic of being woman as well as sensibility, religiosity, sixth sense were interpreted as dependent on the woman individuality. Old values of being woman were mixed to new ones - a process resulting from the circular dynamics of culture. The activity of watching the film turned change in meanings possible as a cultural product directed to the reflection about the inner gaze. Changes were contextualized in what was lived by the participants and turned possible new meanings compositions learned in the activity of watching the film. Taking photos also favored a new reflection on the concept of “looking at” mediated by the camera. Taking photos implies watching a selected world mediated by a tool that records something. What remains registered alters the way of looking at something. A pose, as Barthes commented, is what remains registered not in a piece of paper, but in a thought moment. A pose is the “looking at” caught by a camera, but it is also the “looking at” internalized by the recording of the thought in the activity of taking a photo. The immortalized moment in its static form functions as a mediated look at a future memory. Changes in the concept of “looking at ”after the four women watched the movie amplified their ways of looking from an individualized to an amplified world to be looked at. The initial photos took by those participants elicited whom they were and what they liked to do and those took after the movie session allowed a reflection about the world and enclosed a more social view of the concept involving discussions about values, the difficulties of the contemporary world and about a better way to live.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006.
Appears in Collections:IP - Doutorado em Psicologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2499/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.