Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/23225
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_ThiagoOliveiradaSilvaNovaes.pdf1,89 MBAdobe PDFView/Open
Title: Humanos sem natureza : as técnicas de reprodução assistida e o anonimato no parentesco
Authors: Novaes, Thiago Oliveira da Silva
Orientador(es):: Machado, Lia Zanotta
Assunto:: Manipulação genética
Análise do discurso
Reprodução assistida
Issue Date: 7-Apr-2017
Citation: NOVAES, Thiago Oliveira da Silva. Humanos sem natureza: as técnicas de reprodução assistida e o anonimato no parentesco. 2016. 266 f., il. Tese (Doutorado em Antropologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Este estudo se interessa em apresentar e analisar os discursos de pessoas nascidas por doação anônima de sêmen e óvulo, comparando legislações e técnicas de reprodução assistida operantes em 6 diferentes países: Brasil, Inglaterra, Austrália, Estados Unidos da América, Canadá e França. Valendo-se de material empírico recolhido inteiramente na Internet, o desafio proposto visa selecionar dentre os abundantes textos, falas e processos jurídicos encontrados, aqueles que proporcionam o maior rendimento para o questionamento sobre a presença do anonimato na construção da identidade dos filhos nascidos por meio de doação de material genético, observando que muitos buscam conhecer sua origem genética, e se amparam na noção compartilhada de unidade da espécie. Além dos discursos, a presente tese se dedica a desenvolver uma abordagem complementar, tecnográfica, enfatizando os processos de manipulação genética que implodem, em nossos termos, a categoria de natureza, tornando-a um conceito obsoleto para gestão dos domínios envolvendo a reprodução de homossexuais, e abrindo espaço para novos formatos familiares e construções de gênero. Identificando a concretização de gestos técnicos sobre estágios pré-embrionários e sobre gametas, delineia-se um ponto de vista crítico em relação à imposição feita à construção da identidade de indivíduos biológicos, que sofrem com uma intervenção antes de adquirirem seu estatuto de pessoa. Passam a ter de conviver com o segredo sobre seu nascimento, ou a saber de sua condição modificada, resultante não apenas do desejo de seus pais, mas da vontade de médicos e de uma indústria altamente lucrativa que promove a reprodução humana. Situada frente ao imaginário do progresso tecnológico típico das sociedades tecnocientíficas, a pesquisa intenta revelar e comparar trajetórias pessoais, apontando a necessidade de alternativas epistemológicas para os estudos sobre a reprodução humana assistida, buscando contribuir na construção de uma ontologia do futuro do humano informacional.
Abstract: This study is interested in presenting and analysing the discourses of people conceived through anonymous sperm and egg donation, comparing laws and assisted reproductive technologies operating in 6 different countries: Brazil, United Kingdom, Australia, USA, Canada and France. Drawing on empirical data collected entirely from the Internet, the challenge proposed is to select from an abundance of texts, speeches and legal processes which provide us with the greatest return in our inquiry about the presence of anonymity in identity development of donor-conceived people, noting that many seek to know their genetic origin, referring to a shared notion of unity of the biological species. Beyond the speeches, this thesis is dedicated to developing a complementary technographic approach, emphasizing the genetic manipulation processes that implode, in our terms, the category of nature, making it an obsolete concept for managing domains which involve homosexuals’ reproduction, and establish new horizons for family forms and gender constructions. By identifying the implementation of technical gestures on pre-embryonic stages and gametes, we affirm a critical point of view of the imposition made to the construction of the biological individual’s identity who suffer from interventions before acquiring their personhood and live with secrets of their birth, or those who know of their modified condition as a result not only from their parents desires, but the will of physicians and a highly profitable industry that promotes human reproduction. Facing the typical imaginaries of technological progress present in techno-scientific societies, this research attempts to reveal and compare personal trajectories, pointing to the need of epistemological alternatives for the studies of assisted human reproduction, seeking to contribute to building an ontology for the future of the informational human.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:DAN - Doutorado em Antropologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/23225/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.