Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2299
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eunice Dias Tiago.pdf1,06 MBAdobe PDFView/Open
Title: Autopercepção em relação à condição clínica de saúde bucal em idosos não-institucionalizados portadores de próteses totais
Other Titles: Self-perception in relation to clinical status of oral health in noninstitutionalized elderly people's complete dentures weares
Authors: Tiago, Eunice Dias
Orientador(es):: Elias, Antônio Carlos
Assunto:: Idosos - saúde
Prótese dentária
Saúde bucal
Issue Date: 25-Nov-2009
Citation: TIAGO, Eunice Dias. Autopercepção em relação à condição clínica de saúde bucal em idosos não- institucionalizados portadores de próteses totais. Brasília. 2006. 192 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: Objetivo: Este estudo foi realizado com o objetivo de correlacionar a condição clínica funcional de pacientes idosos portadores de próteses totais com autopercepção da condição bucal. Material e Métodos: Estudo transversal usando amostra não-aleatória, realizado em Taguatinga (RA III) no Distrito Federal. Participaram da investigação 140 pessoas, com faixa etária a partir de 60 anos de idade, funcionalmente independentes, freqüentadores e/ou associados dos 4 grupos ou associação de idosos pertencentes à GVI- Gerência de Valorização do Idoso. Uma entrevista foi feita sobre as características sócio-demográficas, condições das próteses, e o indicador GOHAI. Realizou-se exame clínico para verificar a condição clínica funcional das próteses totais com teste de retenção e estabilidade. Testes estatísticos foram aplicados com o objetivo de determinar a associação entre as variáveis clínicas e o indicador GOHAI e identificar os preditores da autoavaliação. Resultados: Houve uma maior porcentagem de indivíduos do sexo feminino (87,9%) com uma prevalência de estomatite protética (57,1%), de queilite angular (19,3%) e hiperplasia protética (17,9%). Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes do GOHAI considerando gênero, estado civil ou grau de escolaridade. A autopercepção feita através do GOHAI foi positiva, com 39,3% avaliando sua condição como alta e 29,3% como moderada. A média do GOHAI para os idosos entre 60 e 70 anos foi de 31,43 sendo que para os idosos acima de 70 anos, o resultado encontrado foi um pouco maior 31,95. Quase 70% do total dos idosos examinados, tiveram alta ou moderada percepção de saúde bucal. O índice GOHAI provou ser aplicável à população do estudo através do teste de confiabilidade Alfa de Cronbach de 0,784 ou seja, 78,4%. As variáveis associadas à auto-avaliação foram: quantidade e viscosidade da saliva, movimentos mandibulares, movimentação da prótese durante a mastigação, a fala, o sorriso e teste de retenção e estabilidade na região anterior. Conclusões: A percepção da saúde bucal foi positiva e teve influência das condições clínicas das próteses totais. Nesta população o índice GOHAI mostrou-se um instrumento eficiente para medir dados subjetivos. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
AObjective: The purpose of this study was to correlate the clinical functional status of older people complete dentures wear with self-perception of oral health. Methods: A cross- sectional study with a non-random sample was made in Taguatinga, Distrito Federal, with 140 subjects, aged 60 years and over, functionally independent and who used to go to 4 groups of a GVI- Gerência de Valorização do Idoso. An interview was applied with questions about social characteristics of the sample, the clinical condition of the complete dentures and the GOHAI index. A clinical examination was made to test the functional status of the complete dentures try appllying tests of retention and stability . Statical tests was applied to determine the association among the clinic variables and the GOHAI index and to identify the self-perception predictors. Results: In this study had a higher percentage of women (87,9%) and with a significant prevalence of stomatitis (57,1%), cheilits angular (19,3%) and a hyperplasia due to dentures (17,9%). There were no statistical differences of the GOHAI index concerning gender, civil status or instruction. The GOHAI's self-perception was positive, with a high count in 39,3% of the sample and 29,3% moderate. The mean GOHAI's count for older people aged 60 to 70 years was 31,43 and with 70 was 31,95. About 70% of subjects examined had a high or moderate selfperception count of oral health. The GOHAI index proved to the reliable for this population by the application of the Cronbach's Alpha Test of 0,784 or 78,4%. The variables associated to selfperceptions were: quantity and quality of saliva, functional mandibular movement, complete denture movements when chewing, when speeching, when smiling, and retention and stability tests in the anterior region of the dentures. Conclusions: The perception of oral health was positive and had the influence of the complete denture's clinical condition. In this population, the GOHAI index was efficient as a measure for the measurement of subjetive data.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2006.
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2299/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.