Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/22662
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_PriscillaPerezdaSilvaPereira.pdf2,24 MBAdobe PDFView/Open
Title: Consumo materno de cigarro e bebidas alcóolicas durante a gestação e o baixo peso ao nascer
Authors: Pereira, Priscilla Perez da Silva
Orientador(es):: Pereira, Maurício Gomes
Assunto:: Fumo
Bebidas alcoólicas
Mulheres grávidas
Recém-nascidos - peso baixo
Recém-nascidos
Baixo peso ao nascer (BPN)
Issue Date: 17-Feb-2017
Citation: PEREIRA, Priscilla Perez da Silva. Consumo materno de cigarro e bebidas alcóolicas durante a gestação e o baixo peso ao nascer. 2016. 106 f., il. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Introdução: O baixo peso ao nascer (BPN) é um indicador de saúde pública que reflete as condições de vida da mãe bem como a qualidade dos cuidados prestados durante o ciclo gravídico. Entre os fatores associados ao BPN estão os hábitos de vida da gestante. O consumo de cigarro e bebidas alcoólicas durante a gestação pode interferir no crescimento e desenvolvimento fetal. Objetivos: Analisar a associação entre o consumo materno de cigarro e de bebidas alcóolicas durante a gestação e o BPN nos países das Américas e em uma região do Nordeste brasileiro. Métodos: Foram realizadas duas revisões sistemáticas da literatura com metanálise incluindo estudos de coorte e caso-controle conduzidos nos países das Américas. A primeira revisão sistemática investigou a associação entre o fumo materno durante a gestação e o BPN e incluiu estudos publicados entre os anos de 1986 e 2016. E, a segunda revisão sistemática analisou a associação entre o uso de bebidas alcóolicas e o BPN com estudos publicados entre os anos de 1983 e 2016. A qualidade metodológica dos estudos incluídos foi avaliada por meio da escala Newcastle-Ottawa. Nas duas revisões sistemáticas foram realizadas metanálises com efeito randômico para obtenção da medida de Odds Ratio (OR) e de seu respectivo Intervalo de Confiança (IC 95%). A heterogeneidade entre os estudos foi investigada por meio de metarregressões e análises por subgrupo. O terceiro estudo desenvolvido nesta tese foi do tipo caso-controle e incluiu 1.612 puérperas e seus respectivos recém-nascidos na região do Vale do São Francisco, Nordeste do Brasil. Foram realizadas análises de regressão linear simples, regressão logística e utilizado um modelo aditivo para analisar a interação entre o cigarro e o álcool. Resultados: O fumo materno foi associado ao baixo peso ao nascer nos países das Américas (OR 2,00; IC 95%: 1,77; 2,26; I2: 66,3%). As metarregressões e análises de subgrupo indicaram que essa associação independe de aspectos metodológicos ou região das Américas. O consumo materno de álcool não foi associado ao BPN nas Américas (OR: 1,06; IC 95%: 0,94; 1,20; I2: 73,9%). No Nordeste brasileiro o consumo materno de mais de 10 cigarros ao dia foi associado ao BPN (OR: 3,87; IC 95%: 1,85-8,10), assim como o alto consumo de álcool (OR: 2,10; IC 95%: 1,23; 3,58). A interação entre o álcool e o fumo consumidos durante a gestação não foi estatisticamente significativa. Conclusão: Esta tese reforça a evidência que o BPN está associado ao consumo materno de cigarro e bebidas alcóolicas durante a gestação. Apesar de não ter sido encontrada associação para o baixo a moderado consumo isso não é indício que o uso dessas substâncias seja seguro. A recomendação de se evitar o uso do álcool e cigarros durante a gestação ainda é a melhor opção para as gestantes.
Abstract: Introduction: Low birth weight is a public health indicator that reflects maternal health conditions and the healthcare quality delivered during pregnancy. The maternal lifestyle is one of the factors associated with low birth weight. Both alcohol and cigarettes consumption during pregnancy may interfere in fetal growth and development. Aim: To analyze the association between maternal consumption of cigarettes and alcohol beverages during pregnancy and the low birth weight in countries of the Americas and in a region located in the Northeast of Brazil. Methods: Two systematic reviews with meta-analyses were conducted including cohort and case-control studies carried out in countries of the Americas. The first systematic review investigated the association between maternal smoking during pregnancy and low birth weight and included studies published between the years 1986 and 2016. The second one analyzed the association between the consumption of alcoholic beverages and low birth weight with included studies published between the years 1983 and 2016. The methodological quality of the studies was assessed using the Newcastle-Ottawa scale. In both meta-analyses, the random-effects model was used to obtain the Odds Ratio with its confidence interval. The between-study heterogeneity was investigated through meta-regressions and subgroup analyses. The third study developed in this thesis was a case-control, including 1,612 mothers and their newborns in the region of Vale do São Francisco, in the Northeast region of Brazil. In the data analysis, simple and logistic regression models were conducted; besides, an interaction model was carried out to analyze effect modification between cigarettes and alcohol consumption during pregnancy. Results: Maternal smoking was associated with low birth weight in the countries of the Americas (OR 2.00; CI 95%: 1.77; 2.26; I2: 66.3%). Meta-regressions and subgroup analyses indicate that this association occurs regardless of methodological aspects and the region of the Americas. The consumption of alcoholic beverages was not associated with low birth weight in the Americas (OR: 1.06; CI 95%: 0.94; 1.20; I2: 73.9%). In the Brazilian Northeast, the maternal consumption of more than 10 cigarettes a day was associated with low birth weight (OR: 3.87; CI 95%: 1.85; 8.10), as well as the high level of alcohol consumption (OR: 2.10; IC 95%: 1.23; 3.58). The interaction between alcohol and smoking were not statistically significant. Conclusion: This thesis reinforces that low birth weight is associated with the maternal consumption of cigarettes and alcoholic beverages during pregnancy. The lack of association between low birth weight and a low to moderate consumption of substances does not suggest that this consumption is secure. Avoiding the consumption of these substances by pregnant women is still the best recommendation.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/22662/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.