Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/22526
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_SauloQuadrosSantiago.pdf2,37 MBAdobe PDFView/Open
Title: A inserção da América Latina no sistema centro-periferia, no contexto de finanças globalizadas : obervações para México, Brasil e Argentina
Authors: Santiago, Saulo Quadros
Orientador(es):: Amado, Adriana Moreira
Assunto:: Liquidez internacional
América Latina
Estruturalismo
Globalização
Issue Date: 14-Feb-2017
Citation: SANTIAGO, Saulo Quadros. A inserção da América Latina no sistema centro-periferia, no contexto de finanças globalizadas: obervações para México, Brasil e Argentina. 2016. 252 f. il. Tese (Doutorado em Economia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Esta tese analisa a vulnerabilidade externa da América Latina, resultante da sua inserção periférica no cenário internacional e da participação no processo de globalização financeira, a partir da década de 1990, com maior ênfase para o México, o Brasil e a Argentina. Para isso, chama-se atenção, inicialmente, para os argumentos utilizados pelo referencial teórico ortodoxo em defesa da liberalização e da globalização financeira, enfatizando os benefícios ressaltados por eles, em termos de estabilidade e crescimento. Em seguida, contrapõe-se esta concepção com as ideias pós-keynesianas, adotadas por este trabalho, destacando-se o impacto que as variáveis monetárias e financeiras exercem sobre as variáveis reais e, por isso, a influência que os fluxos internacionais de capital apresentam sobre o desempenho macroeconômico doméstico. Desenvolve-se, então, o argumento de que o aumento da integração financeira, em escala mundial, tornam as economias nacionais suscetíveis a variações na preferência pela liquidez internacional, que se refletem em oscilações nas taxas de câmbio e de juros e nos preços dos ativos. Estas, por sua vez, ficam mais frequentes e bruscas, devido à ascensão do comportamento especulativo, proporcionada pela liberalização dos mercados mundiais e pelas inovações financeiras. Uma vez realizadas essas observações teóricas, é fornecida uma interpretação ampliada do sistema centro-periferia, a partir da síntese entre os referenciais teóricos pós-keynesiano e estruturalista, que permite particularizar os impactos da globalização financeira sobre as economias periféricas. Obtém-se, então, uma caracterização ampla destas economias, em particular, das latino-americanas, abrangendo suas especificidades reais, monetárias e financeiras. A partir disso, analisam-se a sua inserção periférica nos mercados globais, as suas consequências em termos de aumento da volatilidade macroeconômica, com efeitos sobre investimento, crescimento e emprego. Enfatiza-se que os países latino-americanos recorrem a financiamentos junto aos mercados externos, em face da dependência tecnológica em relação aos países centrais e do baixo grau de desenvolvimento dos sistemas financeiros domésticos. Ademais, argumenta-se que a reduzida liquidez de suas moedas resulta na emissão de dívidas externas denominadas predominantemente em moeda estrangeira e que a baixa competitividade autêntica dificulta a obtenção de divisas, em montante suficiente para honrar os compromissos externos. Ao final, verifica-se, a partir de dados empíricos, o elevado grau de exposição das economias da América Latina a variações na preferência pela liquidez internacional, obtendo evidências de que os países da região podem ser classificados como unidades especulativas ou mesmo Ponzi.
Abstract: This thesis analyzes Latin America external vulnerability as a consequence of its way of insertion in international scenario and of its participation in financial globalization process, since 1990s, putting greater emphasis on Mexico, Brazil and Argentina. For this purpose, it gives attention initially to arguments adopted by orthodox theoretical framework in defense of liberalization and financial globalization, emphasizing the benefits highlighted by them, in terms of stability and growth. Then, mainstream arguments are contrasted with post-Keynesian ideas, adopted by this thesis, which emphasize the impacts that monetary and financial variables have on real ones and which are more skeptical about the effects of international capital flows on domestic macroeconomic performance. It explores the argument that financial integration on a global scale increases national economies susceptibility to variations in international preference for international. These variations provoke fluctuations in exchange rate, interest rates and asset prices, which become more frequent and abrupt due to the rise on speculative behavior, encouraged by global markets liberalization and financial innovations. After that, it is provided a wide interpretation about center-periphery system, obtained through from a synthesis between post-Keynesian and structuralist theoretical frameworks, in order to deeply particularize financial globalization impacts on peripheral economies. Therefore, a broad characterization of these economies is obtained, particularly Latin American ones, covering their real, monetary and financial specificities. From this theoretical framework, peripheral insertion in global markets and its consequences in terms of increased macroeconomic volatility, with effects on investment, growth and jobs, are analyzed. Furthermore, it is highlighted that Latin American countries rely on abroad financing, due to technological dependence on central economies and to low development of domestic financial systems. Moreover, it is argued that their currencies have low liquidity, which results in external debt denominated mainly in foreign currency, and that their low competitiveness difficult generation of foreign currency cash flows, in an amount sufficient to honor external commitments. Finally, empirical data support evidence that Latin American economies are highly vulnerable to variations in preference for international liquidity, being classified as speculative or Ponzi units.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Economia, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:ECO - Doutorado em Economia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/22526/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.