Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/22445
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_FabrícioClaudinoEstrelaTerraTheodoro.pdf1,49 MBAdobe PDFView/Open
Title: Diferenciação entre as formas cutânea e mucosa da leishmaniose tegumentar americana a partir de características clínico epidemiológicas e exames imunológicos em área endêmica de L. (V.) braziliensis
Other Titles: Differentiation between the cutaneous and mucosal forms of american tegumentary leishmaniasis from clinical epidemiological features and immunological tests in an endemic area of L. (V.) braziliensis
Authors: Theodoro, Fabrício Claudino Estrela Terra
Orientador(es):: Sampaio, Raimunda Nonata Ribeiro
Assunto:: Leishmaniose tegumentar
Leishmaniose - diagnóstico
Leishmaniose mucosa
Issue Date: 9-Feb-2017
Citation: THEODORO, Fabrício Claudino Estrela Terra. Diferenciação entre as formas cutânea e mucosa da leishmaniose tegumentar americana a partir de características clínico epidemiológicas e exames imunológicos em área endêmica de L. (V.) braziliensis. 2016. xii, 109 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Introdução: a Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é uma doença negligenciada tanto em relação a métodos diagnósticos de baixa complexidade como em relação ao tratamento pelo uso de medicação extremamente tóxica e sem esquemas terapêuticos com associações medicamentosas há mais de 100 anos. O diagnóstico preciso das formas clínicas de LTA é importante porque a forma mucosa requer maior tempo de tratamento com drogas tóxicas, tem uma evolução crônica, uma alta taxa de recorrência, podendo gerar deformidades e morte. Métodos: nosso objetivo foi estudar o perfil clínico e exames laboratoriais de pacientes tratados em clínica de referência para LTA no HUB-UnB, no Centro-Oeste do Brasil entre 2001-2014, para diferenciar a forma mucosa (LM) da cutânea (LC), utilizando análise multivariada. Resultados: de 1019 pacientes com lesões suspeitas, 737 tiveram LTA. A análise univariada mostrou que os pacientes com LM, quando comparado aos LC, tinham maior idade média (p <0,001), maior duração da doença (p <0,001), menor número de lesões (p <0,001), maior diâmetro no teste de Montenegro (IDRM) e maiores títulos na imunofluorescência indireta (IFA) (p = 0,001). A análise multivariada mostrou que um fator de confusão pode ter influenciado os resultados da análise univariada e os valores tornaram-se não significativos. Conclusões: maior diâmetro da IDRM, títulos elevados da IFA, bem como os pacientes de maior duração idade e da doença, estão associados à forma LM, mas não podem ser utilizados como único critério para diferenciação.
Abstract: Introduction: the American Cutaneous Leishmaniasis (ACL) is a neglected disease both in relation to low-complexity diagnostic methods as compared to treatment by the use of highly toxic drug with no therapeutic regimens in combination therapy for over 100 years. The accurate diagnosis of the clinical forms of ATL is important because the mucosal form requires longer treatment with toxic drugs, has a chronic evolution, a high recurrence rate and cause disfiguring scars and death. Methods: Our objective was to study the clinical profile and laboratory tests from patients treated at a referral clinic for ATL at HUB-UnB in Midwest Brazil from 2001 to 2014 to differentiate mucosal (ML) from cutaneous (CL) forms using a multivariate analysis. Results: Of 1019 patients with suspicious lesions, 737 had ATL. Univariate analysis showed that patients with ML, when compared to CL, were older (p<0.001), had longer disease duration (p < 0.001), lower number of lesions (p<0.001), higher values of Montenegro skin test (MST) (p=0.042) and tittles of indirect immunofluorescence assay (IFA) (p=0.001). Multivariate analysis showed that a confounder influenced the univariate analysis result. Conclusions: High titles of MST and IFA, as well as patients with higher age and disease duration, could be associated with the form ML, but this information cannot be used as the sole criterion for differentiation.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências Médicas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Ciências Médicas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/22445/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.