Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/21830
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_LíciaCamargoOrlandin.pdf1,52 MBAdobe PDFView/Open
Title: Desenvolvimento e avaliação da qualidade de massas alimentícias sem glúten à base de farinhas de sorgo (Sorghum bicolor (L) Moench)
Authors: Orlandin, Lícia Camargo
Orientador(es):: Botelho, Raquel Braz Assunção
Coorientador(es):: Figueiredo, Lúcio Flávio de Alencar
Assunto:: Massa alimentícia
Sorgo - alimentação
Grãos - valor nutritivo
Doença celíaca
Issue Date: 24-Nov-2016
Citation: ORLANDIN, Lícia Camargo. Desenvolvimento e avaliação da qualidade de massas alimentícias sem glúten à base de farinhas de sorgo (Sorghum bicolor (L) Moench). 2016. 91 f., il. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Atualmente há uma demanda crescente por produtos saudáveis e inovadores. No ramo de massas alimentícias não é diferente, podendo ser encontrado produtos à base de milho, arroz e, claro, o tradicional trigo. Porém, este último possui glúten, proteína associada à enteropatia glúten sensível, também conhecida como doença celíaca. Para os portadores da doença é muito importante manter uma dieta livre de alimentos que possuam tal proteína, sendo eles o trigo, o centeio, a cevada e aveia. Esta exigência leva à necessidade de se estudar outras fontes alimentícias para a produção de massas. O objetivo do estudo foi desenvolver massas alimentícias sem gluten e avaliar o efeito das diferentes variedades de cores do pericarpo na qualidade sensorial, qualidade de cozimento e atividade antioxidante a partir de farinhas de sorgo obtidas de grãos com ou sem taninos. Cinco das seis farinhas foram cedidas pela Embrapa Milho e Sorgo e a sexta foi obtida comercialmente (controle). A composição centesimal das massas foi baseada nos dados das farinhas obtidos por Oliveira (2016) e pelas tabelas TACO (2011) e TBCA –USP (s.d.). Foram realizadas análises de amilose, amido resistente, fenólicos totais, taninos totais e atividade antioxidante FRAP e DPPH. As massas alimentícias também foram avaliadas quanto às propriedades de tempo de cozimento, índice de absorção, aumento de volume e perda de sólidos solúveis na água de cocção. As seis massas também foram avaliadas sensorialmente quanto à aceitação por 121 avaliadores com escala hedônica estruturada de nove pontos. Os dados químicos e de cozimento foram coletados em 3 repetições, em triplicata, e analisados por Análise de Variância e Teste de Tukey. Os dados sensoriais obedeceram um delineamento de blocos completos casualizados com 121 provadores e analisados por ANOVA com Teste de Fisher (p<0,05). Pôde-se observar que as massas alimentícias formuladas com as farinhas de sorgo dos cultivares marrons BR 305 e 1167048 apresentaram os melhores resultados quanto aos teores de amido resistente (1,81g/100g e 2,9g/100g), compostos fenólicos (69,9g/100g e 42,8g/100g) e taninos (16,9g/100g e 9,43 mg de proantocianidina/100g). Para atividade antioxidante, os genótipos marrons também apresentaram os melhores resultados (DPPH 8,68 e 8,96 e FRAP 195,3 e 305). Para as análises qualitativas das massas, o genótipo BRS 330 obteve o melhor índice de absorção (3,66). O volume da massa não apresentou diferença estatística significativa, variando de 9,4mL a 10,7mL. Para perdas de sólidos solúveis, a massa alimentícia feita com a farinha de sorgo BRS 330 apresentou o maior valor e o menor foi apresentado pela massa de farinha comercial. Para aceitação, as amostras de massa alimentícia comercial obtiveram a melhor percentual de impressão global (56%) e a amostra BR 305 obteve para os demais parâmetros (aroma 15%, sabor 57% e cor 48%). Esses resultados mostraram que os taninos não influenciaram negativamente no sabor das massas, tampouco a coloração marrom do pericarpo sobre a cor do produto. A partir dos dados obtidos pode-se perceber que o sorgo é um alimento rico nutricionalmente, principalmente as variedades marrons com tanino, e que devem ser melhor aproveitadas para o desenvolvimento de alimentos. Para a utilização das massas à base de sorgo, outras formulações são necessárias para melhorar a aceitação das massas e a análise sensorial deverá ser aplicada especialmente com o grupo alvo de indivíduos consumidores de alimentos sem glúten. __________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Nowadays there is a growing demand for healthier and innovative products. For the pasta sector it’s not different. It can be produced from corn, rice and, of course, the traditional wheat. However, the later contains gluten, protein associated with the gluten sensitive enteropathy, also known as celiac disease. For those people, it’s very important to maintain a gluten free diet, keeping away ingredients like wheat, rye, barley and oat. For such reason it’s important to search for ingredients to replace the ones that are not allowed. The objective of this study is to develop pasta from 6 different types of sorghum flour. Five out of six flours were donated by Embrapa Milho e Sorgo and the sixth was commercially obtained (control). The nutritional composition was based on the data from flours obtained by Oliveira ( 2016), the TACO Table (2011) and TBCA USP ( s.d. ) . The analysis of amylose, resistant starch , phenolics compounds, tannins and total antioxidant activity FRAP and DPPH were obtained by chemical analysis. The pasta were also evaluated for their cooking time properties , weight gain and loss of soluble solids in the cooking water. They were also evaluated for sensory acceptance by 121 panelists with hedonic scale of nine points. Data were collected in 3 repetitions in triplicate and analyzed by ANOVA and Tukey test. The sensory data obeyed a randomized complete block design with 121 panelists and were analyzed by ANOVA with Fisher test (p <0.05). It was observed that the pasta made with the BR 305 and 1167048 cultivars showed the best results for resistant starch (1,81g/100g and 2,9g/100g), total phenolic contents (69,9g/100g and 42,8g/100g) and total tannins (16,9mg proanthocyanidin/100g, and 9,43mg proanthocyanidin/100g). For antioxidant activity, brown varieties also achieved the best results (DPPH 8,68 and 8,96 and FRAP 195,3 and 305). For the qualitative analysis, the BRS 330 genotype had the best absorption index (3,66), the mass volume ranged from 9,4mL to 10,7mL and soluble solids losses in pasta BRS 330 showed the highest value and the lowest was presented by the commercial pasta. For acceptance, the commercial pasta obtained the best percentage for global acceptance (56%) and the sample BR 305 obtained for the remaining parameters (15% aroma, flavor and color 57% 48%). From the data obtained can be seen that sorghum is a nutritious ingredient, especially the brown varieties and they should be better explored for the development of food. Keywords: Sorghum; Antioxidants; Pasta
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:NUT - Mestrado em Nutrição Humana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21830/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.