Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/21557
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_IngridAquinoAmorim.pdf1,94 MBAdobe PDFView/Open
Title: Análise de peptídeos de defesa do hospedeiro na osteoclastogênese mediada por RANKL in vitro
Authors: Amorim, Ingrid Aquino
Orientador(es):: Rezende, Taia Maria Berto
Coorientador(es):: Franco, Octávio Luiz
Assunto:: Remodelação óssea
Peptídeos
Osteoclastogênese
Sistema esquelético
Issue Date: 13-Oct-2016
Citation: AMORIM, Ingrid Aquino. Análise de peptídeos de defesa do hospedeiro na osteoclastogênese mediada por RANKL in vitro. 2016. 98 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: A remodelação óssea representa um processo de suma importância no sistema esquelético humano. Entretanto, um desequilíbrio na função ou ativação excessiva de osteoclastos pode resultar em extensas reabsorções ósseas. Nesse contexto, peptídeos de defesa do hospedeiro (PDHs) podem apresentar um potencial no desenvolvimento de novas terapias. Nessa perspectiva, o presente estudo avaliou o efeito dos peptídeos clavanina A, clavanina MO e LL-37, na supressão da osteoclastogênese in vitro mediada pelo ligante do receptor de ativação do fator nuclear kappa B (RANKL). Estes resultados foram comparados com medicações utilizadas clinicamente, hidróxido de cálcio P.A. e doxiciclina, em terapias endodônticas e periodontais, respectivamente. Os parâmetros analisados em culturas da linhagem celular RAW 264.7, com ou sem recombinante (r) RANKL, PDHs e controles clínicos, foram: (1) viabilidade celular pelo método de MTT; (2) produção de óxido nítrico (NO); e número de osteoclastos diferenciados, após coloração de fosfatase ácida tartarato resistente (TRAP). Os resultados demonstraram que os PDHs e os controles clínicos não foram citotóxicos às células, exceto na presença de 128 μg.mL-1 de doxiciclina após 72 h, na presença e ausência de rRANKL, que apresentou redução de cerca de 50% da viabilidade celular. A produção de NO foi mantida estável ou reduzida na presença de todas as concentrações dos PDHs e controles clínicos, comparados ao grupo controle, na ausência de rRANKL. Como esperado, a presença de rRANKL elevou sutilmente os níveis da produção de NO. No entanto, a presença dos PDHs e controles clínicos permitiram ora estabilidade, ora redução dos níveis de NO, quando comparados ao grupo controle, exceto na presença de 2 μg.mL-1 de doxiciclina após 7 dias, que promoveu aumento significativo na produção de NO. Na osteoclastogênese, todos os PDHs e controles clínicos foram capazes de reduzir a diferenciação de osteoclastos. Em conclusão, os PDHs podem atuar como potenciais supressores da osteoclastogênese in vitro. Dessa forma, o uso dos PDHs se apresenta como uma forma terapêutica promissora para o tratamento de reabsorções ósseas perirradiculares e periodontais. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Bone remodeling is an important process in the human skeletal system. Nevertheless, an imbalance in the osteoclast function or its excessive activation, may result in extensive bone resorption. In this context, host defense peptides (HDPs) may have a potential for novel therapies development. This study evaluated the potential of HDPs clavanin A, clavanin MO and LL-37 in down-regulate in vitro receptor activator of nuclear factor kappa B ligand (RANKL)-mediated osteoclastogenesis. HDPs results were compared to currently available medications for endodontic and periodontal therapies, calcium hydroxide P.A. and doxycycline, respectively. The parameters analyzed in cell line RAW 264.7 cultures stimulated with or without recombinant (r) RANKL and HDPs and clinical controls were: (1) cell viability by MTT method; (2) nitric oxide production (NO); and (3) number of differentiated osteoclasts, after tartrate-resistant acid phosphatase (TRAP) staining. Results showed that HDPs and clinical controls were not cytotoxic, except in the presence of 128μg.mL-1 of doxycycline after 72 h, in the presence and absence of rRANKL, which decreased about 50% the cell viability. The NO production was kept stable or reduced in the presence of all concentrations of HDPs and clinical controls, compared to the control group, in the absence of rRANKL. Otherwise, the presence of rRANKL subtly up-regulated the NO production levels. However, the presence of HDPs and clinical controls remained stable or reduced the NO production compared to the control group, except in the presence of 2 μg.mL-1 of doxycycline after 7 days, which up-regulated NO production. During the osteoclastogenesis process, all HDPs and clinical controls were capable of reducing the osteoclasts differentiation. In conclusion, host defense peptides can act as potential suppressors of in vitro osteoclastogenesis. Thus, HDPs represent promising drugs for periradicular and periodontal bone resorption treatments.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21557/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.