Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/21486
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_MatiasAlejandroFranchini.pdf4,53 MBAdobe PDFView/Open
Title: Trajetória e condicionantes do compromisso climático nas potências latino-americanas : Argentina, Brasil, Colômbia, México e Venezuela. 2007-2015
Authors: Franchini, Matías Alejandro
Orientador(es):: Viola, Eduardo José
Assunto:: Política internacional
Governança global
Mudanças climáticas
Issue Date: 3-Oct-2016
Citation: FRANCHINI, Matías Alejandro. Trajetória e condicionantes do compromisso climático nas potências latino-americanas: Argentina, Brasil, Colômbia, México e Venezuela. 2007-2015. 2016. 406 f., il. Tese (Doutorado em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: O objetivo dessa tese é indagar sobre a trajetória e condicionantes do compromisso climático nos maiores países da América Latina no período 2007-2015. Isto é, em que medida e por que a Argentina, o Brasil, a Colômbia, o México e a Venezuela, operam como obstáculos ou catalizadores para o processo de estabilização do sistema climático? Como tal, a pesquisa envolve um esforço duplo: uma inferência descritiva orientada a avaliar o nível de compromisso climático de cada país; e uma inferência causal orientada a explorar os condicionantes que poderiam dar conta dos níveis diferenciados de compromisso observados. O esforço descritivo envolve duas partes complementares, a criação e aplicação de um índice que expressa em uma escala numérica de 0 a 10 o grau de compromisso climático de um país em um determinado momento e; um estudo de caso qualitativo que analisa a trajetória do compromisso climático em cada um dos países no período considerado. O movimento de inferência causal, utilizando o método comparativo, analisa como opera em cada um dos casos uma série de fatores que a literatura e a própria pesquisa empírica nos cinco casos coloca como potenciais condicionantes do compromisso climático. A pesquisa mostra, de um lado, que o avanço do compromisso climático nos países estudados tem sido modesto, inclusive nos casos brasileiro e mexicano, os mais moderados da amostra. Do outro lado, achamos evidência de que o papel da liderança climática, o perfil de inserção internacional, a posição no sistema internacional e, a percepção do custo-benefício das políticas de mitigação, condicionam o nível de compromisso climático das potências latino-americanas no período considerado. A qualidade do regime político e a capacidade de mitigação também aparecem associados ao nível de compromisso climático. ___________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This dissertation analyzes the trajectory and drivers of climate commitment in the major Latin- American powers between 2007 and 2015. This is, whether and why Argentina, Brazil, Colombia, Mexico and, Venezuela are drivers of mitigation or intensification of the climate crisis? Hence, two research efforts are present: a descriptive inference that aims to assess the level of climate commitment of each country and; a causal inference that explores the drivers behind the different levels of climate commitment observed across countries. The descriptive inference has two parts that are complementary; an index that measures climate commitment in a 10 points scale and; a qualitative assessment of each case. Both movements focus on the trajectory of GHG emission and climate policy. The descriptive inference, using the comparative method, analyzes the impact of a set of potential drivers of climate commitment on each country. The set of drivers comes from the literature and the empirical research on the five cases. The research concludes, one hand, that the progress in terms of climate commitment among these countries has been modest, even in the less conservative cases, Mexico and, Brazil. On the other hand, the research finds evidence that the climate leadership, the international profile of the country, its position in the international system and, the cost-benefit analysis regarding climate policies, influence the level of climate commitment in Latin-American powers. Also, the quality of the political regime and the mitigation capacity of each country are correlated with climate commitment.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:IREL - Doutorado em Relações Internacionais (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21486/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.