Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/21479
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_CarolinaSoaresSousa.pdf1,37 MBAdobe PDFView/Open
Title: “Para que o Brasil continue” : memória e história de um grupo derrotado na política nacional (1933-1945)
Authors: Sousa, Carolina Soares
Orientador(es):: Muniz, Diva do Couto Gontijo
Assunto:: Memória
História - Brasil
Políticos
Oliveira, Armando de Salles, 1887-1945
Duarte, Paulo Alfeu Junqueira, 1899-1984
Brasil - história - Estado Novo, 1937-1945
Issue Date: 30-Sep-2016
Citation: SOUSA, Carolina Soares. “Para que o Brasil continue”: memória e história de um grupo derrotado na política nacional (1933-1945). 2016. 195 f. Tese (Doutorado em História)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Esta tese tem como objetivo o estudo da atuação de Armando de Salles Oliveira e Paulo Alfeu Junqueira Duarte dentro do grupo político armandista. Priorizamos seus protagonismos no jogo político regional e nacional do período de 1933 a 1945. Como se trata de um grupo derrotado, a memória construída acerca dessa experiência ignorou sua especificidade e incorporou-a no discurso homogeneizador e continuísta que conflui e deságua na “Era Vargas”. Com efeito, na historiografia e na memória social, a experiência política de Vargas entre 1930 e 1945 é representada como uma continuidade, um bloco coeso, que desconhece e constrói um silencio sobre os conflitos entre as elites e o governo federal e até mesmo intra elites. Desnaturalizar a leitura de continuidade naquele período é imperativo para compreender a atuação do grupo político armandista. É em São Paulo, com o pensamento e ação deste grupo, entre 1933-1945, que será desenvolvida com maior expressividade uma cultura de oposição ao varguismo. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This thesis aims to study the role of Armando de Salles Oliveira and Paulo Alpheus Junqueira Duarte within the political group Armandista and it prioritizes its protagonism in the regional and national political game of the period from 1933 to 1945. As the Armandista group is a defeated group, the memory built on this experience has ignored their specificity and incorporated it in the homogenizing and continuist discourse that converges and flows into the "Era Vargas". As a matter of fact, Vargas’ political experience between 1930 and 1945 in the historiographical work and in social memory is represented as a continuous process, a cohesive block that ignores and builds a silence on the conflict between the elites and the federal government and even amongst elites. It is imperative to denaturalize the reading of continuity of that period so as to understand the performance of the armandista political group. It is in São Paulo, with the thought and action of this group, that an oppositional culture to varguismo will be developed with greater expressivity during the period of 1933-1945.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Programa de Pós-Graduação em História, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:HIS - Doutorado em História (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21479/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.