Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/21427
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_DéboraEuclydesMarianodaCosta.pdf1,81 MBAdobe PDFView/Open
Title: Atividade antioxidante e antimicrobiana da erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil) em carne de peito de frango
Other Titles: Antioxidant and antimicrobial activity of yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hil) in chicken breast meat
Authors: Costa, Débora Euclydes Mariano da
Orientador(es):: Racanicci, Aline Mondini Calil
Coorientador(es):: Santana, Ângela Patrícia
Assunto:: Antioxidantes
Escherichia coli
Erva-mate
Antimicrobiano
Carne bovina
Carne de frango
Issue Date: 9-Sep-2016
Citation: COSTA, Débora Euclydes Mariano da. Atividade antioxidante e antimicrobiana da erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil) em carne de peito de frango. 2016. xv, 93 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Animais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito antioxidante e antimicrobiano da adição de extrato liofilizado de erva-mate em carnes de peito de frango, para aumentar o tempo de prateleira. Os peitos de frango frescos foram divididos em cinco tratamentos: controle negativosem extrato (CN), 0,05% (0,05EM), 0,10% (0,1EM), 0,15% (0,15EM) e 0,20% (0,2EM) de extrato de erva-mate. Para avaliação da atividade antioxidante foi analisado periodicamente o acúmulo dos compostos secundários da oxidação lipídica através do método de TBARS (Thiobarbituric Acid Reactive Substances) nos dias 0, 2, 4, 6, 8 e 10 em almôndegas cozidas e armazenadas a 4ºC. No estudo da atividade antimicrobiana foram realizadas contagens de bactérias mesofílicas totais, psicotróficas e bolores e leveduras a cada dois dias (dia 1, 3, 5 e 7) na carne de peito de frango crua armazenada a 7ºC. Ainda foi realizado o teste de difusão em disco frente a E. coli e ao P. mirabilis previamente isolados da carne de frango, utilizando diferentes concentrações do extrato (125mg/ml, 250mg/ml, 550mg/ml, controle negativo (solução salina 0,85%) e erva-mate pura). A adição de 0.10%; 0.15% e 0.20% do extrato de erva-mate foi eficiente na proteção dos lipídios durante o cozimento, uma vez que não houve diferença significativa (P>0.05) nos valores de TBARS entre as almôndegas cruas e cozidas. A adição do extrato de erva-mate reduziu (P <0.0001) a produção de compostos secundários da oxidação lipídica, agindo como um antioxidante natural em almôndegas pré-cozidas durante 10 dias de armazenamento refrigerado, independente da concentração utilizada, quando comparado com o CN. Foi observada uma regressão quadrática (P<0,0001) entre os tratamentos, indicando que os valores de TBARS diminuíram à medida que a concentração de extrato aumentou, sendo possível estimar a concentração de 0,18% como a mais eficiente no controle da oxidação nas condições do estudo. A contagem de bactérias mesofílicas e psicotróficas foi reduzida (P< 0,05) com o aumento da inclusão do extrato somente no primeiro dia de armazenamento. Para bolores e leveduras, a contagem foi reduzida linearmente (P<0,05) quando armazenado por um dia e de forma quadrática (P<0,05) no terceiro dia a medida que a inclusão do extrato aumentou. A aplicação dos tratamentos no teste de difusão em disco apresentou regressão de segundo grau (P<0,0001) tanto para a E. coli quanto para o P. mirabilis, sendo que quanto maior a concentração de mate, maior o halo de inibição formado, sendo que o tratamento com o mate puro foi o mais eficiente contra ambas as bactérias. Em conclusão, a adição do extrato de erva mate mostrou efeito antimicrobiano in vitro frente às bactérias avaliadas, porém quando adicionado diretamente nas amostras de carne de peito de frango não exerceu controle do crescimento microbiano durante os 7 dias de armazenamento resfriado, não contribuindo para a extensão do tempo de prateleira. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The objective of this study was to investigate the antioxidant and antimicrobial effects of the addition of yerba mate extract on chicken breast meat to increase the shelf life. Fresh chicken breast meat was divided into five treatment: negative control with no extract (NC), 0.05% (0,05EM), 0.10% (0,1EM), 0,15% (0,15EM) and 0.20% (0,2EM) of yerba mate extract. In order to evaluate the antioxidant effect, TBARS method (Thiobarbituric Acid Reactive Substances) was applied in pre-cooked meatballs to measure the accumulation of secondary lipid oxidation compounds during cooking on days 0, 2, 4, 6, 8 and 10 of chilled storage (4 °C). The antimicrobial activity was evaluated in raw chicken meat stored at 7 °C by counting the amount of total mesophilic bacteria, psychrotrophic bacteria,molds and yeasts every two days (days 1, 3, 5 and 7). E. coli and P. mirabilis isolated from the chicken meat was used to perform a disc diffusion test using different extract concentrations (125mg/ml, 250mg/ml, 550mg/ml, negative control (solution saline 0.85%) and pure yerba mate). The addition of 0.10%; 0.15% and 0.20% yerba mate extract effectively protected lipids during cooking, since no differences (P>0.05) were found in TBARS values between raw and cooked samples. The addition of yerba mate extract to chicken meatballs reduced (P <0.0001) the production of secondary lipid oxidation compounds acting as a natural antioxidant in pre-cooked meatballs during 10 days of chilled storage regardless the concentration used, when compared to NC. It was observed a quadratic regression (P <0.0001) in which TBARS values reduced as the addition of yerba mate increased and it was possible to estimate that 0,18% of yerba mate was the most effective concentration to control lipid oxidation in this study. The total mesophilic and psychrotrophic bacteria count was statistically reduced (P <0.05) as the addition of yerba mate increased only on day 1. For molds and yeasts, increasing yerba mate addition reduced linearly (P<0,05) the count on day 1 and quadratically (P<0,05) on day 3. Increasing addition of yerba mate extract also increased (P<0,0001) inhibition for E. coli and P. mirabilis and the treatment with pure yerba mate showed the most effective treatment against both bacteria. The yerba mate extract showed in vitro antimicrobial activity against the studied bacteria, however, did not exhibited microbial growth control when added to raw chicken breast meat during 7 days of chilled storage, not contributing to the extent of shelf life.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Ciência Animal (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21427/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.