Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2122
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissert_Gilda Ladeira A R Adorno.pdf668,6 kBAdobe PDFView/Open
Title: Angiogênese em carcinomas de mama : análise de expressão de fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) e suas correlações com outros fatores prognósticos
Authors: Adorno, Gilda Ladeira de Assis Republicano
Orientador(es):: Magalhães, Albino Verçosa de
Assunto:: Mamas - câncer
Câncer - prevenção
Issue Date: 2008
Citation: ADORNO, Gilda Ladeira de Assis Republicano. Angiogênese em carcinomas de mama: análise de expressão de fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) e suas correlações com outros fatores prognósticos. 2008. 118 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: O câncer de mama é a neoplasia mais freqüente entre mulheres no Brasil e em vários países. Seu comportamento biológico é muito heterogêneo e os riscos de fracasso terapêutico são variáveis. Fatores prognósticos são características capazes de influenciar os resultados de sobrevida, e as chances de recorrência. O reconhecimento destas variáveis permite selecionar pacientes de maior risco e oferecer estratégias de tratamento mais eficazes. O propósito deste estudo é determinar retrospectivamente a expressão de VEGF tecidual por estudo imunohistoquímico de 54 portadoras de câncer de mama e correlacionando o VEGF com outros fatores prognósticos tais como o estadiamento clínico, grau histológico, receptores hormonais, c-erbB2, MIB-1, p53 e dados clínicos quanto a recorrência e intervalo livre de doença. O progresso das técnicas de imuno-histoquímica vem sendo aplicado à pesquisa da angiogênese tumoral, tanto para determinação da densidade de microvasos com marcadores pan-endoteliais quanto na determinação da expressão tissular de VEGF com anticorpos específicos. O crescimento de um tumor é sempre acompanhado da formação de neovascularização para o suprimento de oxigênio e nutrientes. O carcinoma de mama como a maioria dos tumores sólidos deve adquirir um fenótipo angiogênico para que ocorra crescimento tumoral. Embora o fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) desempenhe um papel chave na promoção da angiogênese, seu lugar como fator prognóstico e a sua correlação com outros fatores prognósticos ainda é controversa. A análise estatística dos resultados mostrou significância na associação do VEGF com MIB-1 e c-erbB2, mas não evidenciou significância na sobrevida livre de doença. Em conclusão o VEGF não mostrou significância prognóstica nesta série de pacientes, mas revelou forte associação com c-erbB2 e MIB-1 fatores reconhecidamente eficazes no prognóstico do câncer de mama. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Breast cancer is the most frequent neoplasm among women in Brazil and in several countries. Its biological behavior is very heterogeneous and the risks of therapeutic failure are variable. Prognostic factors are characteristics that influence the chances of recurrence and survival. The recognition of these factors allows to select the patients of larger risk and to offer more effective treatment strategies. The growth of a tumor is always accompanied of neovascularization for supply of oxygen and nutritients. Breast carcinoma as most of the solid tumors should acquire an angiogenic phenotype to grow. The progress of the immunohistochemistry techniques have been applied in angiogenesis research for the determination of the tumor microvessel density using panendotelial markers, or in the determination of tissue VEGF using specific antibodies. Although vascular endothelial growth factor (VEGF) plays a key role in the promotion of angiogenesis, its place as prognostic factor and its correlation with other prognostic factors are still controversial. The purpose of this work is to determine the expression of VEGF in retrospect using the antibody VG-1 in immunohistochemistry assay of 54 patient of breast cancer and to correlate this with other prognostic factors as the tumor size, nodal involvement, histological grade, hormonal receptors, c-erbB2, MIB-1, p53 and clinical data as recurrence and disease-free interval. The statistical analysis did show strong significance in association of VEGF with MIB-1 and c-erbB2, but it did not show any significance with the 5 years disease-free interval. In conclusion VEGF did not show effectiveness to predict the outcome of this patient series, but revealed strong significance in association with c-erbB2 and MIB-1 prognostic factors strongly associated to breast cancer.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.
Appears in Collections:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2122/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.