Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/21025
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_FábioAntôniodeOliveira.pdf6,51 MBAdobe PDFView/Open
Title: Coprólitos dos sítios paleontológicos Peirópolis e Serra da Galga (membro Serra da Galga, Formação Marília) da região de Uberaba, Minas Gerais, Brasil
Other Titles: Coprolites from the paleontological sites Peirópolis and Serra da Galga (Serra da Galga member, Marília Formation) of Uberaba, Minas Gerais, Brazil
Authors: Oliveira, Fábio Antônio de
Orientador(es):: Santucci, Rodrigo Miloni
Assunto:: Formação Marília
Sítios paleontológicos
Tafonomia
Issue Date: 26-Jul-2016
Citation: OLIVEIRA, Fábio Antônio de. Coprólitos dos sítios paleontológicos Peirópolis e Serra da Galga (membro Serra da Galga, Formação Marília) da região de Uberaba, Minas Gerais, Brasil. 2016. xvii, 107 f., il. Dissertação (Mestrado em Geologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: A região de Uberaba, em Minas Gerais, contém rica fauna de vertebrados em rochas do Membro Serra da Galga, Formação Marília, Grupo Bauru, de idade maastrichtiana. Entretanto, em meio à grande diversidade faunística, os elementos vegetais que compõem a paleobiota são praticamente ausentes no registro fóssil. Associados aos fósseis de vertebrados também foram encontrados grande quantidade de coprólitos em duas localidades, aqui chamadas de Sítio Peirópolis e Sítio Serra da Galga. Até o momento, estes coprólitos foram pouco estudados. Em campo, foram coletadas 340 amostras e, posteriormente, preparadas e analisadas em laboratório. Com a determinação de parâmetros como: peso, densidade,composição química e conteúdo, foi possível separar 199 coprólitos verdadeiros e 141 nódulos inorgânicos (pseudocoprólitos). Algumas amostras de coprólitos foram selecionadas e submetidas a uma preparação palinológica com HCl 10% e HF 40%. Os coprólitos foram divididos em quatro morfotipos, comumente associados a organismos de formas e tamanhos variados. O estudo tafonômico com base em caracteres morfológicos tais como desgaste, presença ou marcas de seixos e rachaduras de ressecamento revelaram a ocorrência de mistura temporal e espacial desse material para os dois sítios estudados. Neste trabalho também apresentamos os primeiros registros de parte da vegetação que existiu onde hoje se encontram os sítios Peirópolis e Serra da Galga. Foram encontrados tipos polínicos como Classopollis, Equisetosporites, Gnetaceaepollenites, Cycadopitese Podocarpidites. O conjunto polínico demonstra que parte da vegetação era representada por elementos arbustivos (gnetófitas), arbóreos (coníferas) e cicadáceas que viviam emum ambiente de clima árido. Aparentemente, os coprólitos depositados em local com presença de seixos passaram por longo período de seca, como indicam os palinomorfos encontrados, e foram posteriormente transportados em períodos de maior umidade. O mesmo padrão tafonômico pode ter ocorrido para os demais fósseis dessas localidades, que ocorrem em elevada abundância na região. Dessa forma, esse aspecto tafonômico se torna um importante parâmetro a ser levado em conta em futuros estudos sobre a paleobiota da região.
Abstract: The region of Uberaba, Minas Gerais state, contains a rich maastrichtian vertebrate fauna collected from rocks of the Serra da Galga Member, MariliaFormation, Bauru Group. Despite the great faunal diversity, the fossil record ofplants, except for a few exceptions, is completely unknown. Together with vertebrate fossils, a large amount of coprolites has been also found in two locations, here called Peirópolis Site and Serra da GalgaSite. There are few studies about these coprolites until now. In this study, 340 samples has been collected, prepared, and analyzed in the laboratory. Parameters such as weight, density, chemical composition, and content were determined. From this samples, 199 true coprolites have been identified whereas 141 samples have been assigned as to inorganic nodules (pseudocoprolites). Some coprolite samples were selected and subjected to a palynological preparation by using HCl 10% and HF 40%. The coprolites were divided into four morphotypes, commonly associated with varied shapes and sizes organisms. The taphonomic study based on morphological characters such as wear, presence or casts of pebbles, and dissecation cracks revealed the occurrence of time averagingand spatial mixingfor the samples of both sites. Moreover, we also present the first clues on how the vegetation, at the time of deposition of the rocks of the Peirópolis and Serra da Galga sites, looked like. The following palynological types were found: Classopollis, Equisetosporites, Gnetaceaepollenites, Cycadopites, and Podocarpidites. This palynomorph set shows that the vegetation was represented by shrubby elements (gnetophytes), arboreal (conifers), and cycads living in an arid climate environment. Apparently, the coprolites deposited in a place with the presence of pebbles underwent long exposure periods,as indicated by the palynomorphs found inside them. Afterwards, they were transported during periods of higher humid. The same taphonomic pattern may have occurred to other fossil in these sites, which occur in high abundance on the region. Thus, this taphonomic aspect becomes an important parameter to be taken into account in future studies about the biota found in these deposits.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Pós-Graduação em Geologia, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2016.04.D.21025
Appears in Collections:IG - Mestrado em Geologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/21025/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.