Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2073
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Mariana Philomeno.pdf5,07 MBAdobe PDFView/Open
Title: A Comunidade fitoplanctônica e a restauração do Lago Paranoá, Brasília-DF
Authors: Philomeno, Mariana Gomes
Orientador(es):: Fonseca, Claudia Padovesi
Assunto:: Biologia aquática - Paranoá, Lago (DF)
Ecologia de restauração - Paranoá, Lago (DF)
Ecologia aquática - Paranoá, Lago (DF)
Issue Date: Nov-2007
Citation: PHILOMENO, Mariana Gomes. A Comunidade fitoplanctônica e a restauração do Lago Paranoá, Brasília-DF. 2007. 669 f., il. Tese (Doutorado em Ecologia)-Departamento de Ecologia, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: O lago Paranoá situa-se na área urbana de Brasília-DF, e está em processo de restauração. A redução de nutrientes (em 1993) iniciou-se com o tratamento terciário de efluentes e, apesar da eficiência do processo, somente após o flushing (final de 1998) o lago apresentou indicação de oligotrofização, com modificações marcantes nas variáveis físicas, químicas e biológicas da água (como aumento da transparência da água e queda da clorofila-a). Foram realizadas coletas semanais no braço do Riacho Fundo em três fases da restauração, nos períodos climáticos de seca e de chuva: FASE 1 – antes do flushing (1997/1998), FASE 2 – logo após o flushing (1999/2000), e FASE 3 (2005) – seis anos após o procedimento. Para subsidiar a escolha do intervalo semanal, coletaram-se amostras de variáveis ambientais mensalmente em 2005. Foram analisados parâmetros físicos e químicos: transparência da água, pH, condutividade elétrica, temperatura da água, oxigênio dissolvido, fósforo total e três formas de nitrogênio; e parâmetros biológicos – relacionados à comunidade fitoplanctônica: clorofila-a, composição, riqueza, densidade de organismos, freqüência de ocorrência, abundância relativa, similaridade e agrupamento de indivíduos. Testes estatísticos mostraram correlações entre os períodos e entre as variáveis. As fases 1 e 2 diferem na maioria dos fatores abióticos e bióticos, exceto nutrientes. Poucos táxons fitoplanctônicos apresentavam elevadas densidades na fase 1 e, na fase 2, foi notória a substituição de Cyanobacteria por diversas algas, com distribuição relativamente homogênea (mais táxons descritores e grupos funcionais coexistindo) e menor densidade total. Entre as fases 2 e 3 há semelhança entre transparência da água, condutividade elétrica e clorofila-a, porém a comunidade fitoplanctônica apresenta distribuição menos homogênea na fase 3, Cyanobacteria em maior proporção e elevação da densidade total de organismos. As fases 1 e 3 são análogas com relação a pH e oxigênio dissolvido, além do reaparecimento da Cyanobacteria Cylindrospermopsis raciborskii (ausente na fase 2) e maior contribuição por Synechocystis aquatilis para o fitoplâncton total, como no início da fase 1. Na fase 1 o fitoplâncton total se correlaciona com oxigênio dissolvido, temperatura, nitrogênio total e nitrato, e na fase 3 com condutividade elétrica e clorofila-a. As análises sugerem que o ambiente está em fase de transição, alguns fatores indicam melhoria na qualidade da água, porém outros podem sugerir vocação do sistema ao retorno às condições anteriores ao flushing (eutrofização). ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Located at the urban area of Brasília-DF, the Paranoá lake is undertaking a restoration process. The nutrient reduction process started with a ternary sewage treatment (1993). Although it is a very efficient process, only after the flushing (late 1998), the lake presented some indications of oligotrophication with some noticeable modifications to the physical, chemical and biological water variables (such as a water transparency increase and chlorophyll-a decrease). Weekly gatherings were made on the Riacho Fundo’s branch on the three restoration phases, at the climatic periods of drought and rain: Phase 1 – Before the flushing (1997/1998), Phase 2 – right after the flushing (1999/2000) and Phase 3 (2005) – six years after the procedure. To subsidize the weekly interval selection, in the year of 2005, the environmental variable samples were gathered monthly. Physical and chemical parameters were analyzed: water transparency, pH, electrical conductivity, water temperature, dissolved oxygen, total phosphorus and three forms of nitrogen, and biological parameters – related to the phytoplanktonic community: chlorophyll-a, composition, richness, density of organisms, occurrence frequency, relative abundance, similarity and individual grouping. Statistic tests showed the correlations between the periods and the variables. With the exception of the nutrients, the Phases 1 and 2 differ from among the majority of the abiotoc and biotic factors. Only a few phytoplanktonic taxons presented high densities on the phase 1. On the phase 2, the substitution of Cyanobacteria by some alga was noticeable with a relatively homogeneous distribution (some more describer taxons and functional groups coexisting) and a smaller total density. Between phases 2 and 3, there is resemblance in the water transparency, electrical conductivity, and the chlorophyll-a but the phytoplanktonic community of the phase 3 shows a lesser homogeneous distribution, a greater proportion of Cyanobacteria and an elevation of the total organism density. The phases 1 and 3 are analogous towards the pH and dissolved oxygen, besides the reappear of the Cyanobacteria Cylindrospermopsis raciborskii (absent on the phase 2) and, as on the begining of the phase 1, a greater contribution by the Synechocystis aquatilis to the total phytoplankton. On the phase 1, the total phytoplankton correlates to dissolved oxygen, temperature, total nitrogen, and nitrate and, on the phase 3 with the electric conductivity and chlorophyll-a. The analysis suggests the ambient is on a transitional phase, some factors denote a water condition improvement although others might suggest a system’s vocation to a return to the conditions prior to the flushing (eutrophication).
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2007.
Appears in Collections:ECL - Doutorado em Ecologia (Teses)
UnB - Brasília 50 anos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2073/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.