Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/20694
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_AisanainPáltuKamaiwrá.pdf11,16 MBAdobe PDFView/Open
Title: O Kwaryp de Kanutari : uma abordagem linguística e etnográfica
Authors: Kamaiwrá, Aisanain Páltu
Orientador(es):: Cabral, Ana Suelly Arruda Câmara
Assunto:: Índios - aspectos sociais
Índios - linguística
Índios Kamaiurá
Índios - línguas
Índios - cultura popular
Índios - educação
Issue Date: 9-Jun-2016
Citation: KAMAIWRÁ, Aisanain Páltu. O Kwaryp de Kanutari: uma abordagem linguística e etnográfica. 2015. 538 f., il. Tese (Doutorado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Esta tese de doutorado é uma descrição de um ritual do Kwaryp por um indígena, que foi ele mesmo o “dono do morto”, Kanutari, homem importante, fonte de conhecimento da tradição cultural Kamaiurá. A presente tese versa sobre essa edição específica do Kwaryp e focaliza particularmente a função educativa do ritual para os Kamaiurá, descreve estratégias retóricas usadas nos disursos do Kwaryp que os tornam tão eloquentes e didáticos, e apresenta o ritual como um instrumento de renovação da tradição cultural e identidade do povo Kamaiurá, assim como de fortalecimento das alianças dos Kamaiurá com os outros povos alto xinguanos. As estratégias retóricas correspondem ao uso de expressões de modalidade, de aspecto, de interjeições, assim como do uso intenso de simbolismo sonoro característico dos seus ideofones, os quais juntos perfilam também o modo respeitoso e poético por meio do qual os Kamaiurá se comunicam uns com os outros em momentos solenes de sua história. Esta tese se beneficiou enormemente dos trabalhos sobre a cultura e a sociedade Kamaiurá, com ênfase no Kwaryp e nas funções e papéis dos líderes Kamaiurá por Junqueira (2004, 2007, 2010), por Junqueira e Vitti (2009), por Agostinho (1974) e por Galvão (1964). Sobre o conhecimento linguístico da língua Kamaiurá, a pricipal fonte foi Seki (2000). Outras referências bibliográficas fundamentais para este trabalho foram os estudos de Rodrigues (1952, 1953, [1980] 2012) sobre o Tupinambá, principalmente por terem sido inovadores no tratamento de aspecto e modalidade, assim como os estudos de Cabral (2000, 2007) sobre modalidade alética e epistêmica em línguas Tupí-Guaraní, em geral, e Kracke (1989), pioneiro no tratamento de modalidade epistêmica em uma língua Tupí-Guaraní, o Parintintín. Ainda sobre a noção de modalidade, nos orientamos pelos trabalhos de Guencheva e Landaburo (2007) e de Palmer (1986). Muito importante para esta tese foram os estudos sobre dêixis e modalidade nos discursos em sociedades indígenas brasileiras de autoria de Urban ( 1986,1989) e de Basso (2008a, 2008b).
Abstract: This doctoral dissertation describes a Kwaryp ritual by an Indigenous academic who was himself the “owner of the dead”, Kanutari, an important man, source of knowledge of the Kamiurá cultural traditions. The present dissertation deals with a specific Kwaryp edition, and focus particularly on the educative function of the ritual for the Kamaiurá, as well as on the rhetoric strategies used in the Kwaryp discourses, which make them so eloquent and didactics, characterizing the ritual as a tool of renewal of Kamaiurá cultural identity, as well as a tool for the strengthening of Kamaiurá alliances with other Xingu indigenous people. The rhetoric strategies correspond to the use of modality, aspect and interjection expressions, as well as the intense use of sound symbolism characteristic of Kamaiurá idiophones, which together also characterize the respectful and politic way by means of which the Kamaiurá communicate which each other in solemn moments of their history. This doctoral dissertation had been greatly benefited from the works on the Kamaiurá culture and society, and fundamentally on the Kwaryp ritual by Junqueira (2004, 2007, 2010), by Junqueira and Vitti (2009), by Agostinho (1974), and by Galvão (1974). On the linguistic Knowledge of the Kamiurá language, the main reference had been Seki (2000). Other important linguistic references were Rodrigues (1952, 1953, [1980] 2012) on the Tupinambá language, essentially for being the pioneer studies dealing with modality and aspect in a Tupí-Guaraní language, the Tupinambá, as well as the studies by Cabral (2000, 2007) on epistemic and aletic modality in Tupí-Guaraní languages, and by Kracke (1989), pioneer on the study of aletic and epistemic modality in a Tupí-Guaraní language, the Parintintin. With respect to the notion of modality, we have had as guide Palmer (1986) and Guencheva and Landaburo (2007). Very important for this dissertation were the studies on deixis and modality in Brazilian indigenous discourses by Urban (1986,1989), and by Basso (2008a, 2008b).
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.05.T.20694
Appears in Collections:LIP - Doutorado em Linguística (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20694/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.