Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/20566
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_FlávioSantosTavares.pdf40,3 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPereira, Patrícia Nóbrega Rodrigues-
dc.contributor.authorTavares, Flávio Santos-
dc.date.accessioned2016-05-26T20:36:26Z-
dc.date.available2016-05-26T20:36:26Z-
dc.date.issued2016-05-26-
dc.date.submitted2015-07-10-
dc.identifier.citationTAVARES, Flávio Santos. Devem as porcelanas serem re-silanizadas após a contaminação?. 2015. 69 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/20566-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2015.en
dc.description.abstractO objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de agentes contaminantes, técnica de descontaminação e re-aplicação de silano na resistência de união ao microcisalhamento em cerâmicas vítreas e vítreas modificadas. As hipóteses nulas testadas foram os contaminantes e descontaminantes e aplicação de nova camada de silano não influenciam na resistência de união do cimento resinoso. Quarenta e dois blocos de cerâmica feldspática (SIR), e quarenta e dois blocos de cerâmica de dissilicato de lítio (EMX) foram divididos em 14 grupos para o experimento. Os blocos foram subdivididos em subgrupos, de acordo com o agente contaminante (sangue ou saliva), com o agente descontaminante (ácido fosfórico [E], álcool [A], ou água [W]), e re-aplição do silano (sim [S] ou não [N]). A limpeza/descontaminação foi realizada ao esfregar ácido fosfórico (E), álcool (A) ou água (W) ativamente por 1 minuto com micropinceis. Após a descontaminação, foi aplicada nova camada de silano em metade das amostras. As seguintes combinações de cerâmica, contaminação, limpeza e re-silanização foram escolhidas: Para cada tipo de cerâmica (SIR ou EMX); 6 blocos sem contaminação ou re-silanização (controle); 18 blocos para cada contaminante (sangue ou saliva) sendo que, destes 6 blocos para cada descontaminante (E; A; W) e somente metade dos grupos descontaminados foram re-silanizados. Todas as amostras foram testadas com microcisalhamento utilizando máquina de ensaios (Bisco shear Bond Tester) a velocidade de 0,5 mm/min e os valores da média e desvios padrões de resistência de união foram calculados. Os testes estatísticos usados foram: ANOVA-três critérios para cada tipo de cerâmica para testar a influência das variáveis dependentes (contaminante, limpeza e re-silanização), e ANOVA-um critério foi usado para cada tipo de cerâmica e contaminante para testar as combinações de limpeza e re-silanização. Os testes de post hoc foram realizados pelo teste de Tukey. Em todas as análises a significância foi de 5% (⍺=5%). Após o teste de microcisalhamento, para as cerâmicas SIR os valores variaram de 11,5 MPa à 14,4 MPa e para as cerâmicas EMX variaram de 12,1 MPa à 18,3MPa. As análises de ANOVA-três critérios para cerâmica SIR demonstram que não houve diferença estatisticamente significante (p>0,05) entre as variáveis independentes (contaminante, limpeza e re-silanização) e os valores de resistência de união; na cerâmica EMX a análise de ANOVA-três critérios demonstrou que as variáveis independentes contaminante (p<0,001) e limpeza (p=0,029) foram estatisticamente significativas e a re-silanização não o foi (p=0,073). ANOVA-um critério para cerâmica SIR revelou que não houve diferença estatisticamente significante entre controle, métodos de limpeza e re-silanização para contaminação com sangue (p=0,160) e saliva (p=0,862) e para cerâmica EMX, o teste revelou para o contaminante sangue diferenças estatisticamente significantes entre as combinações de limpeza (A e E) sem re-silanização (p<0,05) e o controle, para o contaminante saliva diferença estatisticamente significante para a combinação de limpeza com E sem re-silanização (p<0,05). A contaminação com sangue influenciou negativamente os valores de resistência de união ao microcisalhamento para as cerâmicas EMX. Os métodos de limpeza propostos recuperaram os valores de resistência de união ao microcisalhamento para as cerâmicas testadas. A re-aplicação de nova camada de silano não influenciou os valores de resistência de união.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleDevem as porcelanas serem re-silanizadas após a contaminação?en
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordCerâmicaen
dc.subject.keywordContaminação microbianaen
dc.subject.keywordCimentação adesivaen
dc.subject.keywordSilanoen
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.en
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.26512/2015.07.D.20566-
dc.description.abstract1This study evaluated the effect of blood and saliva contamination of the ceramic surfaces after hydrofluoric etching and silanation, and the effect of decontamination and re- silanation. Forty-two feldspathic ceramic blocks (SIR) and forty two lithium disilicate ceramic blocks (EMX) were obtained from CAD/CAM cuts and divided into 14 groups. For each ceramic two contaminants (blood or saliva) were tested. Decontamination was performed by rubbing the contaminated surface with alcohol (A), phosphoric acid (E) or water (W) by means of a microbrush. After the decontamination, half of the specimens were re-silanated . The following combinations of ceramic, contaminations, cleaning and re-silanation were performed: for each type of ceramic (SIR or EMX) 6 blocks did not receive any contamination or re-silanation (control); 18 blocks were contaminated with blood or saliva. Of these 18 blocks, 6 blocks were either decontaminated with acid, ethanol, or water (A, E, W). Then, half of the decontaminated groups were re-silanated. All the specimens were submitted to microshear test using the Bisco Shear Bond Tester (0.5mm/min). The means and standard deviations of shear bond strength were calculated in MPa. The values of each group were compared by three way analysis of variance (ANOVA), for which the contamination, cleaning and re-silanation were the three variables. The one-way ANOVA and post hoc Tukey tests were performed to each ceramic and contamination to test the combination of cleaning and re-silanation. All the analyses were performed with the value of statistical significance set at 5% (⍺=0,05). After debonding, the mean bond strength values for SIR ceramic were 11,5 MPa to 14,4 MPa and for EMX ceramic were 12,1 MPa to 18,3 MPa. The three-way ANOVA showed that for SIR there was no statistical significant difference (p>0,05) among the variables (contaminant, cleaning and re-silanation) and mean shear bond strength. For EMX the three-way ANOVA showed that the independent variables contaminant (p<0,001) and cleaning (p=0,029) were statistically significant while not for re-silanation (p=0,073). One-way ANOVA to ceramic SIR showed no statistically significant difference among control, cleaning and re-silanattion for the contamination with blood (p=0,160) and saliva (p=0,862). For EMX, the contaminant blood showed statistically significant difference between the combinations of cleaning (A e E), no re-silanation (p<0,05) and the control. For the contaminant saliva, the combinations of cleaning with E and not re-silanation (p<0,05) were statistically significant different.-
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20566/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.