Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/20543
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_AfonsoArinosdeFariasGonçalves.pdf738,21 kBAdobe PDFView/Open
Title: Impactos da adoção do padrão contábil IFRS no Brasil : houve redução na percepção do risco de seleção adversa pelos credores não bancários das empresas de capital aberto brasileiras?
Authors: Gonçalves, Afonso Arinos de Farias
Orientador(es):: Fernandes, Bruno Vinícius Ramos
Assunto:: Assimetria informacional
Empréstimos
Seleção adversa
Debênture
Issue Date: 26-May-2016
Citation: GONÇALVES, Afonso Arinos de Farias. Impactos da adoção do padrão contábil IFRS no Brasil: houve redução na percepção do risco de seleção adversa pelos credores não bancários das empresas de capital aberto brasileiras?. 2016. 92 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis)—Programa Multi-institucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Universidade de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasília, 2016.
Abstract: As organizações são propelidas a informar sobre si de maneira que outros interessados em suas operações também possam verificar o uso dos seus recursos financeiros por elas. O investidor deve receber informações úteis para sua tomada de decisão no momento em que decida direcionar os seus recursos financeiros. Mesmo assim, ainda existe uma desigualdade nas informações sobre os eventos econômicos e transações financeiras obtidas pelos diversos agentes com algum envolvimento com a organização. Há uma assimetria da informação entre os diversos interessados na organização e a própria e ela não é percebida igualmente entre os interessados na organização. Visando lidar com este problema, foi publicado pelo InternationalAccounting Standards Board (IASB) um novo padrão contábil, o Internacional Financial Reporting Standards ou Padrões Internacionais de Relatório Financeiro (IFRS). O Brasil tornou obrigatória a publicação dos demonstrativos financeiros neste padrão em 2010. Dadas as diferentes perspectivas sobre o risco de uma empresa pelos diversos credores, espera-se que a introdução do IFRS no Brasil, tenha proporcionado uma redução maior das taxas de juros cobradas por credores não bancários que aquelas cobradas pelos bancos. O objetivo deste trabalho consistiu em verificar, a partir das informações contábeis de empresas de capital aberto bem como das taxas de juros cobradas das mesmas, a possível redução na assimetria de informação percebida pelos bancos e pelos debenturistas após a adoção do padrão contábil IFRS no Brasil em 2010. Para investigar empiricamente o objetivo acima, foram estabelecidos os objetivos específicos, que foram investigados empiricamente: i) verificou-se se a taxa de juros bancária foi significante e negativamente afetada após a introdução do padrão contábil IFRS no Brasil; ii) verificou-se se a taxa de juros das debêntures foi significante e negativamente afetada após a introdução do padrão contábil IFRS no Brasil e iii) verificou-se se as taxas de juros bancárias e as taxas de juros das debêntures foram diferentemente impactadas após a introdução do padrão contábil IFRS no Brasil. Foram utilizadas informações contábeis de uma amostra de 22 empresas com ações negociadas na BM&FBovespa ininterruptamente desde o quarto trimestre de 2003 até o quarto trimestre de 2014. O trabalho trouxe como contribuição a utilização como dados segregados das variáveis dependentes, as taxas de juros, cobradas por bancos e pagas nas debêntures, retiradas das Notas Explicativas. Os resultados indicam que houve benefícios para os debenturistas em relação ao risco de seleção adversa e redução da assimetria da informação, a introdução do padrão contábil IFRS no Brasil em 2010, tendo em vista a variável dummy utilizada para IFRS ter sido significante a 5% para a regressão com a taxa de juros das debêntures. O mesmo não aconteceu para o bancos. Além disto, também há indicações de que o efeito sobre as taxas de juros cobradas por debenturistas foi negativamente afetada pela adoção. Uma possível conclusão é que a introdução do padrão contábil IFRS implicou na redução da assimetria da informação entre os debenturistas e as empresas. Não houve como concluir que os bancos foram beneficiados. Das variáveis de controle utilizadas, apenas CDI e DOLAR foram significativas nos dois modelos. Estes, por sua vez, apresentaram pouco poder explicativo, pois observou-se baixos valores para R2 e o teste F das regressões. Para futuras pesquisas, sugere-se o aumento da amostra utilizada, bem como a utilização de outras proxies para verificar o nível de risco percebido pelos bancos e debenturistas.
Abstract: Organizations in general are induced to inform about themselves in such a manner that third parties interested in their operations can also verify the proper use of their financial resources. Investors must receive useful information regarding their decision-making when they decide to invest their financial resources. Nevertheless, there still exists an inequality of information concerning economic events and financial transactions obtained by the several agents with some involvement with the organization. There is asymmetric information among the several interested in the organization and the organization itself, and the agents interested do not perceive it equally. To deal with this problem, the International Accounting Standards Board (IASB) has published a new accounting standard, the International Financial Reporting Standards. Brazil has made compulsory the publication of financial statements according to this standard in 2010. Given the different risk perspectives of a company by its creditors, it is expected that the introduction of IFRS in Brazil has provided a greater reduction in interest rates charged by non-bank creditors than those charged by banks. This study is aimed at verifying, regarding accounting information of public companies as well as the interest rates charged by them, a possible reduction of the information asymmetry perceived by banks and bondholders after the adoption of the IFRS accounting standards in Brazil. To investigate empirically this fact, specific goals were established: i) to check whether interest rates charged by banks were significantly and negatively affected after the introduction of the introduction of the IFRS in Brazil, ii) to check whether the interest rates on bonds were significantly and negatively affected after the introduction of the introduction of the IFRS accounting standards in Brazil, and iii) to check whether the bank interest rate charged by banks and the interest rates on bonds were differently affected after the introduction of the IFRS in Brazil. Accounting information in a sample of 22 companies with stocks traded at BM&FBovespa from the 4th quarter of 2003 to the 4th quarter of 2014. The study brought as contribution the use data segregated from dependent variables interest rates charged by banks and by bondholders taken from explanatory notes. The results indicate that there has been benefits to bondholders with respect to the risk of adverse selection and reduction of information asymmetry, because of the introduction of the IFRS in Brazil in 2010, since the associated dummy variable was found significant at 5% in the regression with the bond interest rate. The same was not observed with interest rate charged by banks. Besides, there has been signs that interest rates charged by bondholders were negatively affected by IFRS adoption. A possible conclusion is that the introduction of IFRS brought a reduction of the information asymmetry between bondholders and companies. It was not possible to conclude that banks have been benefited. Among the control variables used, only CDI and the exchange rate were significant in both models. The regressions presented low explanatory power since low values of R2 and the F-test. With respect to future research, we suggest the use of a larger sample, as well as the use of other proxies to verify the level of risk perceived by banks and bondholders.
Description: Dissertação (mestrado)—UnB/UFPB/UFRN, Programa MultiInstitucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2016.02.D.20543
Appears in Collections:CCA - Mestrado em Ciências Contábeis (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20543/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.