Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/20251
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_HeitorCamposdeSousa.pdf9,21 MBAdobe PDFView/Open
Title: Demografia e autotomia caudal de dois lagartos endêmicos de uma savana neotropical
Authors: Sousa, Heitor Campos de
Orientador(es):: Colli, Guarino Rinaldi
Assunto:: Lagarto - Savana
Demografia
Sazonalidade
Issue Date: 15-May-2016
Citation: SOUSA, Heitor Campos de. Demografia e autotomia caudal de dois lagartos endêmicos de uma savana neotropical. 2016. vii, 130 f., il. Dissertação (Mestrado em Ecologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Atualmente, conhecer como a variação do clima e os distúrbios afetam as taxas vitais dos animais e que, consequentemente, levam a mudanças no crescimento populacional é essencial para a mitigação dos efeitos antrópicos. O fogo é um distúrbio importante em ecossistemas inflamáveis de todo o mundo, incluindo campos e savanas. Porém, sabe-se pouco sobre os efeitos do clima e do fogo sobre populações animais, especialmente no hotspot de biodiversidade do Cerrado. A autotomia caudal é uma adaptação antipredatória extrema entre os lagartos, que quando estudada em conjunto com a demografia pode elucidar questões sobre interações entre predador-presa e sobre os custos que ela pode gerar aos indivíduos. A demografia e a autotomia caudal de dois lagartos endêmicos do Cerrado (Micrablepharus atticolus e Tropidurus itambere) foram estudadas com marcação-recaptura sob efeito de regimes de queima com diferentes graus de severidade e portanto de abertura do hábitat. Ambas as espécies possuem reprodução sazonal, com recrutamento na estação chuvosa. A supressão do fogo e queimadas prescritas bianualmente no final da estação seca (maior severidade) prejudicam as duas espécies, pois diminuem o recrutamento e a sobrevivência a longo prazo. Tais resultados são decorrentes provavelmente da mudança do habitat e do microclima aos indivíduos e ao desenvolvimento dos ovos. Em Micrablepharus atticolus a autotomia caudal não está correlacionada com a eficiência de predação, mas sim com a intensidade de predação, pois no regime de queima de abertura do hábitat intermediário, há menor frequência de caudas partidas e maior sobrevivência. Em ambas as espécies, os custos da autotomia (condição corporal, crescimento e sobrevivência) foram baixos, exceto em machos de T. itambere, provavelmente porque estes ficam mais expostos a predadores ao defender territórios. Portanto, sugere-se a necessidade da prescrição de queimadas submetidas no começo da estação seca (junho - agosto) para a persistência das duas espécies.
Abstract: Nowadays, knowledge on how the climate variation and disturbances affect the vital rates from the animals and that, consequently, lead to changes on the population growth is essential for the mitigation of the anthropic effects. Fire is an important disturbance in fire-prone ecosystems worldwide, including grasslands and savannas. However, we know little about the effects of climate and fire upon animal populations, specially in the Cerrado biodiversity hotspot. In the other side, tail autotomy is an extreme antipredatory adaptation among lizards and when studies integrate with demography we may elucidate questions about predator-prey interactions, and about the cost that it might generate to the individuals. We studied with mark-recapture procedures the demography and the tail autotomy of two endemic lizards from Cerrado (Micrablepharus atticolus e Tropidurus itambere) under fire regimes with different degrees of severity and habitat openness. Both species present seasonal reproduction, with recruitment at the rainy season. Fire suppression and burns prescribed biannually in the end of the dry season (higher severity) harm both species, because of decreased recruitment and survival in the long-term. These results are probably due to changes on habitat and microclimate for the individuals and the egg development. In Micrablepharus atticolus, tail autotomy frequencies were not related to predation efficiency, but to predation intensity, because we found higher survival and lower autotomy frequency than expected by chance in the fire regime with intermediate degree of habitat openness. In both species, costs related to autotomy (body condition, body growth and survival) were low, except in males of T. itambere, probably because this class of individuals stay more exposed to predators when defending territories. Therefore, this study suggests the need of prescribed burns submitted in the beginning of the dry season (june - july) for the persistence of both endemic species.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2016.03.D.20251
Appears in Collections:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20251/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.