Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2024
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_CarlosAlbertoLeitaoFerraz.pdf753,5 kBAdobe PDFView/Open
Title: A cobrança pelo uso e poluição da água : o caso da sub-bacia do rio de ondas no oeste da Bahia
Authors: Ferraz, Carlos Alberto Leitão
Orientador(es):: Nogueira, Jorge Madeira
Assunto:: Água - uso
Água - poluição
Recursos hídricos - conservação
Recursos hídricos - impostos
Issue Date: 10-Jul-2008
Citation: FERRAZ, Carlos Alberto Leitão. A cobrança pelo uso e poluição da água: o caso da sub-bacia do rio de ondas no oeste da Bahia. 2008. 115 f. Dissertação (Mestrado em Economia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Nessas últimas três décadas ocorreram significativos avanços nos estudos e pesquisas sobre a cobrança pelo uso da água. Entretanto, a possibilidade real de aplicação da cobrança tem provocado dúvidas e inquietações na sociedade, principalmente devido aos poucos trabalhos desenvolvidos em que a cobrança foi efetivamente implantada. O principal objetivo desta pesquisa é analisar a aplicabilidade da cobrança pelo uso e poluição da água (modelo CEIVAP) à realidade da sub-bacia do rio de Ondas, no Oeste da Bahia, considerando as limitações dos dados existentes na literatura, principalmente, em relação ao consumo de água por cultura e os instrumentos de gestão disponíveis. Na etapa inicial do trabalho, foram pesquisados e consolidados os dados dos principais usuários de água da sub-bacia. Em seguida, foi simulada a aplicação do modelo CEIVAP de cobrança pelo uso da água, com pequenas alterações baseadas em faixas de preços. Foi analisado o impacto econômico sobre as principais culturas agrícolas e setores usuários. Os resultados obtidos foram comparados com as condicionantes do modelo aplicado. A área de estudo foi a sub-bacia do rio de Ondas, localizada na fronteira agrícola do Oeste baiano, com uma área de 5.141 km², onde a atividade econômica preponderante é o agronegócio, em que se destacam as produções de soja, algodão, milho e café. As simulações realizadas demonstraram que a cobrança na sub-bacia do rio de Ondas é viável, desde que sejam gerados pequenos impactos econômicos nos setores usuários. Contudo, ela não pode ser tão baixa que não induza a mudanças no comportamento dos usuários dos recursos hídricos. A maneira de implementar a cobrança e a conseqüente arrecadação deve ser pautada em variáveis e critérios de justiça, eficiência e sustentabilidade ambiental.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2008.
Appears in Collections:ECO - Mestrado em Economia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2024/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.