Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/20174
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_ChiaraGentile.pdf6,5 MBAdobe PDFView/Open
Title: Slow food na Itália e no Brasil : história, projetos e processos de valorização dos recursos locais
Authors: Gentile, Chiara
Orientador(es):: Franco, José Luiz de Andrade
Assunto:: Slow food
Desenvolvimento local
Capital social
Cultura
Issue Date: 12-May-2016
Citation: GENTILE, Chiara. Slow food na Itália e no Brasil: história, projetos e processos de valorização dos recursos locais. 2016. 412 f., il. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: O movimento SlowFood, após mais de 25 anos do surgimento, atua hoje em nível internacional, promovendo sistemas de produção e comercialização de alimentos que visam a sustentabilidade ambiental e social, em prol de produtos típicos e de pequenos produtores. No Brasil, o SlowFood vivencia uma história peculiar e alcança uma difusão notável. Este trabalho tem por objetivos (1) a reconstrução e interpretação históricas do surgimento e da difusão do movimento SlowFood na Itália e no Brasil; (2) o estudo da aplicação prática dos princípios pregados pelo movimento, seu papel e sua contribuição em projetos de valorização de produções alimentícias visando o desenvolvimento local (projetos Fortaleza); (3) a identificação e análise dos fatores socioculturais, institucionais e históricos que favorecem ou obstam a evolução exitosa de projetos de desenvolvimento embasados na valorização de recursos e do capital social territoriais. A pesquisa histórica sobre origem e evolução do movimento nos dois países está baseada em fontes bibliográficas e em fontes orais primárias, por meio de entrevistas com testemunhas-chave. A análise dos projetos foi realizada a partir da seleção de oito estudos de caso (quatro projetos na Itália, quatro no Brasil), por meio de visitas em campo, entrevistas, material fotográfico e fontes escritas. Isto foi alcançado por meio de levantamento de dados quantitativos e qualitativos sobre a história e o andamento dos projetos e de histórias de vida dos atores envolvidos. Entre os resultados principais, destaca-se que: (a) a conscientização e a preocupação com os aspectos sociais, políticos e ambientais relativos ao alimento, a seus processos produtivos e à sua procedência, por parte do público consumidor no Brasil e na Itália, refletem a conjuntura histórica e econômica peculiar que cada um dos dois países atravessa, mas, apesar de diferenças estruturais e culturais substanciais, existem sinais de aproximação; (b) no Brasil, desde o princípio, a atuação do movimento SlowFood toma o caminho da parceria governamental oficial e da gestão vertical, com consequências específicas sobre a configuração e atuação do movimento; (c) no âmbito dos projetos locais, o SlowFood funciona como agente e catalisador de percursos de desenvolvimento territorial apenas em contextos onde sua intervenção é acessória e integradora, quando as redes e as atitudes socioculturais idôneas à valorização dos recursos locais preexistem e independem da atuação do SlowFood; (d) existem conjuntos de fatores de diversas naturezas que propiciam ou dificultam o bom andamento dos projetos, os quais estão estritamente ligados à presença/ausência de capacitação e cultura cívica. Com base nisso, foi possível concluir que o SlowFood, no Brasil, achou âmbitos de atuação apropriados, dando vida a formas autóctones do movimento; que existem alguns tópicos socioculturais transversais interligando o desdobramento dos projetos realizados na Itália e no Brasil e em suas diferentes regiões; que, em relação a isso, não existe pré-determinação de tipo cultural ou institucional, mas sim existem variáveis históricas influentes e, ao mesmo tempo, espaço para a mudança. E, ainda, que os maiores e mais ricos repositórios de capital social primordial são representados por relações da mesma tipologia daquelas que constituem os obstáculos principais para a realização de boas práticas e da comunidade cívica.
Abstract: The Slow Food movement, since its creation more than 25 years ago, currently operates internationally, by promoting social and environmental sustainable systems of food production and food marketing and by promoting typical products and small producers. In Brazil, the Slow Food movement experiences a peculiar history and achieves a remarkable diffusion. This work aims to: (1) make a historical interpretation of the origin and diffusion of the Slow Food movement in Italy and Brazil; (2) study the implementation of the principles stated by the movement, its role and contribution in the enhancement of the projects of food production for the local development (Presidia projects); (3) identify and analyse the socio-cultural, institutional and historical factors that might support or hinder the successful evolution of the local resource appreciation and of the territorial capital based on developing projects. The historical research on the origin and the evolution of the movement in the two countries is based on literature sources and primary oral sources, by interviewing key witnesses. The analysis of the project was achieved through the selection of eight case studies (four projects in Italy and four in Brazil), through field work, interviews, photographic material and written sources. This was achieved by collecting qualitative and quantitative data on the project history and progress, also through the collection of the life stories of those involved. Among the main findings, it is possible to emphasize: (a) that awareness and concern of the Italian and Brazilian consuming public for the social, political and environmental aspects related to food production processes and food origins reflect the distinctive historical and economic conditions that each of the two countries goes through; but in despite of the substantial structural and cultural differences, there are approximation signals; (b) that in Brazil, from the beginning, the role of the Slow Food movement takes the peculiar way of official government partnership and vertical management, with specific consequences on the configuration of the movement and the movement action; (c) that within the framework of the local projects, Slow Food movement works as an agent and catalysis of territorial development paths merely in contexts where its intervention is subsidiary and integrating, where suitable networks and socio-cultural attitudes for the enhancement of the local resources pre-exist, without relying on the performance of Slow Food; (d) that there are sets of different factors that promote or hinder the smooth progress of projects, which are closely linked to the presence / absence of empowerment and civic culture. On that basis, it was concluded that the Slow Food movement in Brazil finds suitable areas of activity, giving rise to autochthonous forms of the movement. There are some cross socio-cultural topics linking the unfolding of the projects carried out in Italy and in Brazil, and among Brazilian and Italian different regions; in this respect, institutional or cultural pre-determination does not exist, but there are influential historical variables and, at the same time, there is space for change. Also, we can conclude that the best and richest primary social capital repositories are represented by relations of the same type from those that are the main obstacles to good practices and civic community realization.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2016.02.T.20174
Appears in Collections:CDS - Doutorado em Desenvolvimento Sustentável (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20174/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.