Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/2010
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_MariaEmiliaCGuimaroDiniz.pdf1,19 MBAdobe PDFView/Open
Title: Fecundidade e genética em Kalunga : busca de associação entre dados demográficos e marcadores moleculares num remanescente de quilombo brasileiro
Authors: Diniz, Maria Emília Cambraia Guimaro
Orientador(es):: Oliveira, Silviene Fabiana de
Assunto:: Genética de populações
Quilombos - identidade social
Comunidades quilombolas
Issue Date: 2008
Citation: DINIZ, Maria Emília Cambraia Guimaro. Fecundidade e genética em Kalunga: busca de associação entre dados demográficos e marcadores moleculares num remanescente de quilombo brasileiro. 2008. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Kalunga é um dos remanescentes de quilombo mais importante histórica e numericamente da região Centro-Oeste brasileira. Localiza-se na zona rural do nordeste do estado de Goiás e sua população é formada por descendentes de escravos que se organizam atualmente em subcomunidades por todo o seu território, sem a presença de isolamento geográfico entre elas. O presente trabalho tem por objetivo descrever os aspectos reprodutivos das mulheres kalungas e avaliar a possível influência de marcadores genéticos (Haptoglobina, Catalase, HLA-G 14pb e HLA-G G*0105N) sobre esses resultados. Kalunga apresenta uma estrutura populacional semelhante às demais áreas rurais do Brasil com o predomínio de indivíduos jovens, porém sua relação homem/mulher está semelhante a de áreas urbanas (0,88). A taxa de fecundidade de 5,51 é quase duas vezes a calculada para o Brasil. A maioria das mulheres tem o primeiro filho antes dos 21 anos e diversas gestações ultrapassam os 40 anos de idade materna, sendo o intervalo entre as gestações cerca de de 32 meses. As idades de menarca e menopausa estão dentro do previsto para outras regiões. Apenas 10% das mulheres utilizam qualquer tipo de método contraceptivo e aproximadamente 43% da população passou pelo processo de laqueadura. As freqüências gênicas e genotípicas de todos os marcadores analisados encontram-se dentro do descrito pela literatura, com a ressalva de que G*0105N possui freqüência mais elevada em populações afro-derivadas. Apenas a haptoglobina não se apresentou em Equilíbrio de Hardy-Weinberg (p=0,002) e indicou diferenciação genética entre as populações com e sem aborto (p=0,003) e mulheres com mais e menos de cinco filhos (p=0,044). A população Kalunga possui características bem peculiares ora assemelhando-se a populações urbanas e ora a populações rurais. Quando analisado de forma geral, este quilombo possui uma estrutura muito semelhante aos demais remanescentes de quilombos descritos na literatura, assim como à população rural brasileira. O aspecto significante das análises com os marcadores genéticos foi sugerir uma possível associação dos polimorfismos da haptoglobina com a ocorrência de abortos e o número de gestações. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Kalunga is one of the most historically and numerically important quilombo’s reminiscent of the Brazilian center-west region. It is located at the rural zone in the northeast of Goiás state end its population is formed by slaves’ descendents that organize themselves in subcommunities all over the territory without geographic isolation. The aims of this work are show the reproductive aspects of the Kalunga’s women and try to find possible influences of genetic markers (Haptoglobin, Catalase, HLA-G 14pb e HLA-G G*0105N) in these results. Kalunga has a populational structure similar to Brazilians’ rural zones, with predominance of young people, except the sex ratio that is nearly of the urban areas (0,88). The fecundity rate of 5,51 is almost twice of the Brazilian one. Most of the women have the first baby before 21 years old and a lot of gestations occurs over 40, being the space between them nearly 32 months. The years of menarche and menopause are in concordance with the literature data in other regions. Only 10% of women use any kind of contraceptive and around 43% of the female population did tubal ligation. The genotypic and genic frequencies of all markers are in conformity with the literature except G*0105N that has higher frequencies in afro-derived populations. Only the haptoglobin did not fulfill the Hardy-Weinberg Equilibrium (p=0,002) and shows genetic differences between women who had and had not abortions (p=0,003) and women with more and less than five pregnancies (p=0,044). The Kalunga population has characteristics very singulars, sometimes being similar to urban populations and sometimes like rural communities. When analysed in general, this quilombo has a similar structure to other reminiscents described in the literature, as the rural population of Brazil. The significant aspect of the genetic markers analysis was to suggest a possible association between haptoglobin polymorphisms, abortion and number of pregnancies.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/2010/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.