Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/20004
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_ CamilaCembrollaTelles.pdf2,18 MBAdobe PDFView/Open
Title: Viabilidade técnica e econômica do cultivo de alface em consórcio com hortaliças tradicionais
Authors: Telles, Camila Cembrolla
Orientador(es):: Junqueira, Ana Maria Resende
Assunto:: Lactuca sativa L.
Bertalha - cultivo
Alface - cultivo
Taro - cultivo
Agricultura alternativa
Horticultura - produtividade agrícola
Issue Date: 22-Apr-2016
Citation: TELLES, Camila Cembrolla. Viabilidade técnica e econômica do cultivo de alface em consórcio com hortaliças tradicionais. 2016. xiii, 80 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.
Abstract: Este trabalho teve como objetivo avaliar a viabilidade técnica e econômica da consorciação de alface com bertalha e taro. O experimento foi conduzido no período de outubro de 2014 a junho de 2015. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com sete tratamentos e quatro repetições, totalizando 28 parcelas. Os tratamentos foram os seguintes: monocultura de alface, monocultura de bertalha, monocultura de taro, consórcio duplo alface/bertalha, consórcio duplo alface/taro, consórcio duplo bertalha/taro e consórcio triplo alface/bertalha/taro. Durante o consórcio foram cultivados dois ciclos de alface, foram realizadas duas colheiras de bertalha e uma de taro. Os espaçamentos foram 0,25 x 0,25m para a alface, 1,0 x 0,6m para a bertalha e 1,0 x 0,3m para o taro. A maior produção de alface foi obtida no cultivo do seu primeiro ciclo, no arranjo em consórcio com bertalha e taro, com 270,5 gramas por planta. Para a bertalha o melhor desempenho foi observado em seu primeiro corte, no consórcio com alface (974,7 gramas por planta). A cultura do taro obteve maior produção no consórcio com a alface, com 7,6 quilogramas por planta. O índice de equivalência de área foi superior a 1,0 em todos os arranjos de consórcio. O índice de lucratividade foi superior a 85%, exceto para o cultivo da bertalha em monocultura. Os maiores valores de taxa de retorno foram observados no cultivo do taro em monocultura e em consórcio com alface, de 14,91 e 14,79, respectivamente. Os produtos obtidos apresentaram-se com qualidade comercial demanda pelo mercado.
Abstract: This study aimed to evaluate the effect of the intercropping in the performance of lettuce, bertalha and taro. They were observed productivity and economic aspect of the vegetables, and the economic viability of the system. The experiment was conducted from October 2014 to June 2015. The experimental design was completely randomized, with seven treatments and four replicates, totaling 28 plots. The treatments were: lettuce monoculture, bertalha monoculture, taro monoculture, double intercropping lettuce / bertalha, double intercropping lettuce / taro, double intercropping bertalha / taro and triple intercropping lettuce/ bertalha / taro. During taro crop cycle, there were two lettuce cycles and two bertalha harvest. The spacing were 0.25 x 0.25m for lettuce, 0.6 x 1.0m for bertalha and 0.3 x 1.0m for taro. The increased production of lettuce was obtained in the cultivation of its first cycle with bertalha and taro with 270.5 g per plant. For bertalha, the best performance was seen in its first cut, in intercropping with lettuce (974.7 grams per plant). The taro culture obtained higher production in intercropping with lettuce, with 7.6 kg per plant. The area equivalence index was greater than 1.0 in all intercropping arrangements. The profitability index was above 85%, except for the cultivation of bertalha in monoculture. The highest rate of return values were observed in taro cultivation in monoculture and intercropping with lettuce, 14.91 and 14.79, respectively. The products obtained were presented with commercial quality needed to market standards.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2016.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2016.02.D.20004
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronomia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/20004/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.