Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19826
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_MarcusViniciusLiraFerreira.pdf2,78 MBAdobe PDFView/Open
Title: Classes lexicais e gramaticalização : adjetivos em línguas geneticamente não relacionadas
Authors: Ferreira, Marcus Vinicius de Lira
Orientador(es):: Salles, Heloísa Maria Moreira Lima de Almeida
Assunto:: Adjetivos - língua portuguesa
Lexicografia
Levantamento tipológico
Tipologia funcional
Língua portuguesa - adjetivos
Classes lexicais
Issue Date: 1-Apr-2016
Citation: FERREIRA, Marcus Vinicius de Lira. Classes lexicais e gramaticalização: adjetivos em línguas geneticamente não relacionadas. 2015. x, 262 f., il. Tese (Doutorado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Diferentes de outras categorias lexicais como substantivos e verbos, que são, com raras e controversas declarações ao contrário, encontradas em todas as línguas, adjetivos são um tan-to problemáticos no sentido em que há línguas em que autores dizem que eles não existem (como em Yup’ik Central do Alasca) e línguas em que as descrições identificam não só uma, mas múltiplas categorias de adjetivo (em japonês, por exemplo). Suas propriedades sintáticas também diferem substancialmente em diferentes línguas, tornando ainda mais difícil prover uma explicação satisfatória de quais são suas propriedades e o que exatamente eles são. Tendo analisado as descrições de sessenta línguas numa amostra controlada para afiliação genética e proximidade areal, esse levantamento funcional tipológico dividiu as palavras identificadas como adjetivo, ou encontradas na função atributiva quando adjetivos não foram encontrados, em grupos distintos de acordo com suas propriedades morfossintáticas e buscou correlaciona-las com as diferentes propriedades das línguas, assim como seu relacionamento com substan-tivos e verbos na língua. Entre os resultados, sobressai-se o fato de que apenas quatro das lín-guas investigadas apresentam mais de uma classe de adjetivo: Cavineña (América do Sul), Japonês (Eurásia), Manange (Sudeste Asiático e Oceania) e Mani (África). Caberá aprofundar a investigação das propriedades dessas línguas a fim de explicar o isolamento desse fenômeno em relação às línguas examinadas.
Abstract: Unlike other lexical categories such as nouns and verbs, which are, with very few contro-versial claims to the contrary, found in all languages, adjectives are quite problematic in the sense that while there are languages in which authors claim they are lacking (such as Central Alaskan Yup’ik), there are also language descriptions that identify not just one, but multiple adjective classes (in Japanese, for instance). Its syntactic properties also differ substantially across different languages, making it all the more difficult to devise a satisfactory explanation of what its properties are and what exactly it is. Having analysed the grammatical descriptions of sixty languages in a sample controlled for genetic affiliation and areal proximity, this func-tional typological survey has divided the different words labelled as adjective, or found in the attributive function when adjectives were not found, into distinct groups according to its mor-phosyntactic properties and sought correlations between them and the different properties of the languages, along with its relationship with nouns and verbs in the language. Among the results, the fact that only four of the languages analysed present more than one class of adjec-tives stands out: Cavineña (South America), Japanese (Eurasia), Manange (Southeast Asia and Oceania), and Mani (Africa). It is necessary to investigate further the properties of these languages in order to explain the isolation of this phenomenon in relation to the examined languages.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-graduação em Linguística, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.12.T.19826
Appears in Collections:LIP - Doutorado em Linguística (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19826/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.