Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19653
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAPITULO_FilosofiaLinguagemPsicanalise.pdf224,01 kBAdobe PDFView/Open
Title: Filosofia da linguagem e psicanálise : contribuições a partir dos perlocucionários
Authors: Zanello, Valeska
Assunto:: Atos perlocucionários
Prosódia
Processo analítico
Filosofia da linguagem
Psicanálise
Issue Date: 2009
Publisher: Ex Libris
Citation: ZANELLO, Valeska. Filosofia da linguagem e psicanálise: contribuições a partir dos perlocucionários. In: ZANELLO, Valeska; CARNEIRO, Cláudia; MENDES, Maria Nilza (Org.). Fronteiras em Psicanálise. Guarapari: Exlibris, 2009. p. 139-148.
Abstract: Freud aponta a “magia” das palavras como âmago do processo de análise, seja na associação livre do paciente, seja nos efeitos da interpretação do analista. O presente artigo tem como fito utilizar o conceito de ato perlocucionário (Austin, 1991), proveniente da filosofia da linguagem ordinária, para compreender os usos e efeitos da palavra sobre o paciente, no processo analítico. Segundo Austin (1991), o ato perlocucionário é o efeito causado no ouvinte por se dizer alguma coisa. Defendeu-se a idéia de que a qualificação do modo de dizer, isto é, a entonação (prosódia) do conteúdo proferido pelo falante (no caso, a interpretação do analista) é fundamental para a compreensão desses efeitos.
Licença:: Autorização concedida ao Repositório Institucional da Universidade de Brasília (RIUnB) pela autora para disponibilizar o capítulo.
Appears in Collections:PCL - Livros e capítulos de livros

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19653/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.