Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19595
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_AnaPaulaPazAlvesArboés.pdf2,35 MBAdobe PDFView/Open
Title: Prevalência e fatores associados ao parto humanizado do Distrito Federal
Authors: Arboés, Ana Paula Paz Alves
Orientador(es):: Pereira, Maurício Gomes
Coorientador(es):: Silva, Marcus Tolentino
Assunto:: Parto humanizado
Humanização da assistência
Assistência perinatal
Sistema Único de Saúde (Brasil)
Indicadores de saúde
Issue Date: 28-Feb-2016
Citation: ARBOÉS, Ana Paula Paz Alves. Prevalência e fatores associados ao parto humanizado do Distrito Federal. 2015. 43 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Introdução: O parto constitui experiência singular e relevante na vida da mulher e a atenção prestada pelo serviço de saúde nesse momento deve ser humanizada, ou seja, deve direcionar toda atenção às necessidades do binômio materno-infantil. Objetivo: Estimar a prevalência e investigar os fatores associados a quatro indicadores de humanização do parto em um hospital público no Distrito Federal em 2015. Método: Trata-se de um estudo transversal analítico realizado com 110 puérperas assistidas no Hospital Regional do Paranoá. Os dados foram coletados por meio de entrevistas a partir de questionário. A análise dos dados consistiu na distribuição das variáveis de acordo com quatro indicadores de humanização do parto recomendados pelo Ministério da Saúde. Foi realizada a regressão de Poisson com variância robusta no software Stata 11.2. Resultados: Parte substancial das mulheres estava com o acompanhante durante o parto (49,1%), a maioria teve contato imediato com os filhos após o nascimento (54,6%) e recebeu informações satisfatórias sobre a assistência prestada no momento do parto (70,9%). Amamentar nos primeiros 30 minutos de vida foi o desfecho menos frequente (34,6%). O local de residência, o local de acompanhamento pré-natal, a posição de litotomia, a técnica de Valsalva, a realização de manobras e limpeza do canal de parto, a revisão uterina e o toque retal foram associados estatisticamente aos indicadores de humanização do parto. Conclusão: Há evidências da realização de condutas que viabilizam a humanização do parto no serviço de saúde investigado, fato que indica o avanço na prática das recomendações da política de humanização do parto e nascimento, apesar de ainda em estágio de implementação.
Abstract: Introduction: Childbirth is a unique and relevant experience in women's lives, and health units should provide a humanized care, ie they should direct all attention to the needs of both mom and child. Objectives: To estimate the prevalence and to investigate the associated factors with four childbirth humanization indicators in a public hospital in the Federal District in 2015. Methodology: This is an analytical cross-sectional study conducted with 110 mothers assisted in the Hospital Regional do Paranoá. Data were collected through interviews using a questionnaire. Data analysis consisted of relating the variables to the four childbirth humanization indicators recommended by the Ministry of Health. Poisson regression with robust variance was performed using the software Stata 11.2. Results: A substantial portion of women was accompanied during labor (49.1%), the majority of them had immediate contact with their children after birth (54.6%) and received satisfactory information about support provided at labor (70.9%). Breastfeeding in the first 30 minutes of life was the least frequent outcome (34.6%). The place of residence, place of prenatal care, the lithotomy position, Valsalva technique, conducting maneuvers and cleaning the birth canal, examination of the uterus and the digital rectal exam were statistically associated with the childbirth humanization indicators. Findings: Certain procedures contributing to childbirth humanization were found in the investigated health unit, which indicate progress towards the recommended procedures set forth by the childbirth humanization policy, while it still in the implementation stage.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.08.D.19595
Appears in Collections:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19595/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.