Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19570
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_DenisedeLimaCostaFurlanetto.pdf7,12 MBAdobe PDFView/Open
Title: Políticas indutoras (pró-saúde) e a reorientação da formação de profissionais da área da saúde para o fortalecimento do SUS
Authors: Furlanetto, Denise de Lima Costa
Orientador(es):: Pinho, Diana Lúcia Moura
Assunto:: Saúde - estudo e ensino
Saúde - avaliação
Formação profissional - saúde
Sistema Único de Saúde (Brasil)
Ministério Público
Issue Date: 25-Feb-2016
Citation: Furlanetto, Denise de Lima Costa. Políticas indutoras (pró-saúde) e a reorientação da formação de profissionais da área da saúde para o fortalecimento do SUS. 2015. xxi, 344 f., il. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A formação profissional na área de saúde é de extrema importância para a construção, manutenção e consolidação de modelos de saúde. Busca-se atualmente obter um profissional com o perfil que atenda as necessidades em saúde das pessoas. Dentre diversas políticas indutoras de mudanças na formação, uma importante iniciativa foi a implantação do Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde) em 2005. O Programa Pró-Saúde busca induzir a integração ensino-serviço, com o foco na reorientação da formação profissional em saúde, assegurando uma abordagem integral do processo saúde-doença com ênfase na Atenção Primária. Este estudo tem por objetivo avaliar a implementação das ações do Pró-Saúde em três cursos de graduação, Enfermagem, Medicina e Odontologia, que representam as áreas que compõem a equipe mínima da Estratégia Saúde da Família (ESF). Este trabalho foi dividido em etapas, sendo que inicialmente foi realizada revisão da literatura. Na segunda etapa foi construído e validado um instrumento, com escala de Likert, baseado nos eixos temáticos propostos no Programa Pró-Saúde. A terceira etapa consistiu na aplicação do instrumento aos acadêmicos e docentes dos cursos de graduação de Odontologia, Enfermagem e Medicina da IES incluída no estudo. Na quarta etapa, foi realizado um aprofundamento da análise das experiências com a implementação do Pró-Saúde, por meio da realização de entrevistas. Os resultados quantitativos do presente estudo demonstraram que cada curso vivencia momentos diferentes de reestruturação curricular. Há por parte de professores e estudantes dos três cursos analisados, o reconhecimento de que mudanças estão ocorrendo, ainda que de forma tímida em algumas dimensões, e de que o Pró-Saúde tem o potencial de ser uma referencial de apoio importante nessa missão. Os cursos de Enfermagem e Odontologia, quando comparados ao curso de Medicina, apresentam uma tendência maior à transição do perfil especialista para o perfil profissional de especialista para o perfil generalista. Quanto ao currículo, observou-se que há convergência entre os três cursos em relação à necessidade de discussões e reformulação curricular. Além disso, constatou-se que quanto maior o quantitativo de reformulação ocorrida, observa-se mais avanço em direção à reorientação da formação. Da análise qualitativa, pôde-se apreender que, apesar desse reconhecimento, os nós críticos ainda são fortes e se manifestam na forma de barreiras, dificuldades, resistência e equívocos, os quais devem ser considerados na elaboração de ações de enfrentamento ao cenário. As diferenças observadas entre os três cursos são pertinentes ao momento de cada curso no processo de reestruturação. Entretanto, é importante destacar as similaridades verificadas entre eles. A abertura ao diálogo, as discussões presentes e as inquietações manifestadas, demonstram o importante momento de abertura na busca de uma aproximação entre todos os envolvidos. Verificou-se ainda, avanços em que outras frentes, como a integração entre áreas, cursos e entre a universidade e os serviços de saúde. A mudança de perfil profissional ainda requer outras estratégias para o fortalecimento, já que essas requerem transformações de maior complexidade. Pode-se concluir que apesar de existirem ações em andamento para que se coloque em prática todas as propostas do Pró-Saúde, ainda há muito a ser feito para se alcançar uma formação profissional para os cursos de graduação em Enfermagem, Medicina e Odontologia que atendam as necessidades do SUS.
Abstract: The health professional qualification is extremely important for the construction, maintenance and consolidation of health models. The current proposal is to obtain a professional with the profile that meets these changes and that can meet people's health needs. Among other health professional training inducing policies, a major initiative was the implementation of National Programme for Re-orientation of Health Professional (Pro-Saúde) in 2005, which is a joint action between the Ministry of Health and Ministry of Education. The Pro-Saúde Programme intend to promote the teaching-service integration, in order to promote changes in the teaching-learning process and reorientation of professional training in health, ensuring a comprehensive approach to the health-disease process with an emphasis on primary care. This research project aims to evaluate the implementation of Pro-Saúde proposals in three undergraduate courses, Nursing, Medicine and Dentistry, which represent the areas that initially composed the staff of the Family Health Strategy (ESF). This research project was developed in stages. The first stage included the literature review. In the second stage the construction and validation of an instrument was made, a Likert scale questionnaire, based on the themes proposed in the Pro-Saúde Programme. The third stage of the study refers to the instrument's application to students and lecturers of Dentistry, Nursing and Medicine undergraduate courses of the university where the research was developed. In the fourth stage, was conducted a deeper analysis of the experiences with the implementation of the Pro-Saúde, with semi-structured interviews. The quantitative results of this study demonstrated that each course experiences different moments of curricular reorientation. The lecturers and students from the three courses analyzed recognize that changes are taking place, even if in slow paces in some aspects, and that the Pro-Saúde has the potential to be an important support for that mission. The Nursing and Dentistry degree courses, when compared to Medicine, present trends to transition from the specalist professional profile to the general practitioner profile. Regarding the curriculum, it was observed that there is agreement among the three courses that there is a need for discussions a curricular reformulation. Besides, it could be seen that the greater the curricular restructuration, more advances were observed into the direction of professional re-orientation. From the qualitative analysis could be drawn that, despite this recognition, we still have the critical force that it appears as barriers, difficulties, resistance and misunderstanding, which should be considered for the development of proposals to address this scenario. Comparing, there are expected The differences seen in the three courses should consider the timing of each course within the restructuring process. However, it is important to note the similarities found among them. The ongoing dialogues, discussions and concerns demonstrate an important moment to bring together all those involved. It was found that other approaches, as the integration between areas, integration between university and health services, as well as the changes in the professional profile require further strategies, as these issues involves changes that are more complex to be achieved. The study results suggest that although there are actions underway, in order to put into practice all the proposals of the Pro-Health, much remains to be done to achieve a professional training for undergraduate courses in Nursing, Medicine and Dentistry that meet the needs of the SUS.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.11.T.19570
Appears in Collections:PCL - Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19570/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.