Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19494
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_WalescaDeFatimaMonteiro.pdf2,08 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTannuri-Pianto, Maria Eduarda-
dc.contributor.authorMonteiro, Waleska de Fátima-
dc.date.accessioned2016-02-15T10:33:05Z-
dc.date.available2016-02-15T10:33:05Z-
dc.date.issued2016-02-15-
dc.date.submitted2015-08-21-
dc.identifier.citationMONTEIRO, Waleska de Fátima. O casamento inter-racial pode reduzir a desigualdade educacional?: uma comparação entre 2002 e 2012. xiii, 111 f., il. Tese (Doutorado em Economia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/19494-
dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, Brasília, 2015.en
dc.description.abstractEm um contexto de desigualdade econômica, estudos que abordam casamento inter-racial e desigualdade tem ganhado importância no meio acadêmico. A contribuição deste trabalho está em alinhar os debates sobre estes dois temas no cenário brasileiro e responder a seguinte pergunta: o casamento entre diferentes raças pode reduzir a desigualdade para as próximas gerações? Usando a metodologia proposta por Juhn, Murphy e Pierce (1993 e 1991), com dados da PNAD para os anos de 2002 e 2012, encontramos que tanto para jovens entre 14 e 17 anos como para jovens entre 18 e 25 anos, o casamento inter-racial não contribui para a redução da desigualdade entre grupo de branco e não branco. Porem, outras características individuais como: mãe com nível superior de escolaridade, por exemplo, contribuem para a redução da desigualdade. Além disso, a desigualdade educacional vem reduzindo ao longo do tempo.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleO casamento inter-racial pode reduzir a desigualdade educacional? : uma comparação entre 2002 e 2012en
dc.typeTeseen
dc.subject.keywordCasamentoen
dc.subject.keywordIgualdadeen
dc.subject.keywordEducaçãoen
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.en
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.26512/2015.08.T.19494-
dc.description.abstract1In a context of economic inequality, studies on interracial marriage and inequality have gained importance. The contribution of this work is to align the discussions on these two subjects in the Brazilian scenario and answer the following question: Marriage between different races can reduce inequality for the next generations? Using the methodology proposed by Juhn, Murphy and Pierce (1993 and 1991), with PNAD data for the years 2002 and 2012, this paper founds that for both young people between 14 and 17 and between 18 and 25 years, interracial marriage does not contribute to reducing inequality between white and non-white group. However, other individual characteristics such as mother with higher education level, for example, contribute to reducing inequality. Furthermore, educational inequality has reduced over time.-
Appears in Collections:ECO - Doutorado em Economia (Teses)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19494/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.