Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19274
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_AryanneGonçalvesAmaral.pdf2,7 MBAdobe PDFView/Open
Title: A flora herbáceo-arbustiva do Cerrado : aspectos ecológicos e fitogeográficos
Authors: Amaral, Aryanne Gonçalves
Orientador(es):: Munhoz, Cássia Beatriz Rodrigues
Assunto:: Cerrados
Fitogeografia
Cerrados - inventários
Flora
Issue Date: 25-Jan-2016
Citation: AMARAL, Aryanne Gonçalves. A flora herbáceo-arbustiva do Cerrado: aspectos ecológicos e fitogeográficos. 2015. ix, 79 f., il. Tese (Doutorado em Botânica)—Universidade de Brasília, 2015.
Abstract: O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro e é considerado a última fronteira agrícola do planeta e um dos hotspots mundiais. A flora do Cerrado é rica e diversificada, com cerca de 12.000 espécies de fanerógamas e com altos níveis de endemismo. A paisagem é constituída predominantemente por formações savânicas, levando a alta riqueza florística no estrato herbáceo-arbustivo, com cerca de 9.000 espécies. Os padrões florísticos e ecológicos das comunidades de plantas no Cerrado são essencialmente associados com as diferenças encontradas nas condições ambientais. A avaliação da influência destes preditores em diferentes escalas espaciais pode fornecer um panorama importante sobre o funcionamento dos ecossistemas onde essas comunidades estão inseridas, pois esta avaliação é capaz de detectar as relações da riqueza, diversidade, distribuição e composição das espécies com os fatores abióticos de maior influência em diferentes níveis espaciais. Avaliando a flora herbáceo-arbustiva em dois capítulos, nós comparamos, no primeiro deles, aspectos florísticos e ecológicos de três sítios de Cerrado no Brasil Central e estimamos a contribuição relativa dos componentes ambientais e espaciais na cobertura das espécies herbáceo-arbustivas em micro, meso e macroescala, indicando em qual destas três escalas as comunidades apresentam maior variação. Observamos que a maior estimativa de variação na abundância pode ser relacionada ao ambiente estruturado no espaço, e que a macroescala deteve a maior parcela de variação das comunidades, indicando altas medidas de beta diversidade para a flora analisada. No segundo capítulo, em análise inédita, os padrões fitogeográficos e de riqueza do estrato herbáceo-arbustivo do Cerrado foram quantitativamente analisados com base em 5.039 modelos de distribuição de espécies (Species Distribution Modelling – SDM), apontando áreas de hotspots e nove regiões fitogeográficas, das quais três, representaram a região core do Cerrado e seis mostraram afinidades florísticas com outros biomas brasileiros. As regiões fitogeográficas aqui apontadas são apoiadas por estudos anteriores realizados com a flora lenhosa, mas, ao mesmo tempo, indicaram que estas delimitações para algumas regiões do componente lenhoso devem ser revistas com base em nossos achados. Os resultados também mostraram que a atual rede de unidades de conservação no Cerrado não protege efetivamente a maioria da flora herbáceo-arbustiva e que uma rápida e vigente mudança no uso da terra ocorre em áreas com altos níveis de riqueza, sendo portanto, necessários novos estudos que melhorem a rede de conservação da flora nessas regiões ameaçadas.
Abstract: The Cerrado is the second largest Brazilian biome and it is considered the last agricultural frontier on the planet and one of the hotspots on Earth. The Cerrado’s flora is rich and diverse, harboring around 12,000 species of phanerogams and high levels of endemism. The landscape consists mainly of savanna formations, leading to high species richness in the herb-shrub layer, which contains approximately 9,000 species. The floristic and ecological patterns of plant communities in the Cerrado are essentially associated with differences in environmental conditions. The evaluation of the influence of these predictors at different spatial scales can provide an important overview of the ecosystems' functioning, by detecting the responses of species richness, diversity and distribution to abiotic factors at different spatial levels. Evaluating the herb-shrub flora of the Cerrado into two chapters, we compared, in the first one, the floristic and ecological aspects of three areas in Central Brazil to estimate the relative contribution of environmental and spatial components in the herb-shrub species’ coverage in micro, meso and macroscale, indicating in which of these three scales, communities have higher variation. The abundance variation was related to the spatially structured environmental fraction, and the macroscale held the communities largest variation, indicating high measures of beta diversity for the analyzed flora. In the second chapter, in unprecedented analysis, phytogeographic and richness patterns of the Cerrado’s herb-shrub flora were quantitatively analyzed based on 5,039 significant species distribution models (SDMs). These significant models were used to produce areas with high predited richness and nine phytogeographic regions, where three of them represent Cerrado’s core region and the other six show floristic affinities with other Brazilian biomes. These phytogeographic regions are supported by previous studies of the woody flora, but at the same time they indicate that these floristic groups should be reviewed based on our findings. The results also showed that the current network of protected areas in the Cerrado do not protect most of the herb-shrub flora effectively and a quick and effective land-use change occurs in areas with high levels of richness. Taking our results into consideration, we think that it is important to discuss all the possibilities regarding conservation plans' design for the Cerrado vegetation, in order to improve the conservation of flora from the threatened regions.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica, Programa de Pós-graduação em Botânica, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.08.T.19274
Appears in Collections:BOT - Doutorado em Botânica (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19274/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.