Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/19036
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_DanielDeFreitasNunes.pdf3,06 MBAdobe PDFView/Open
Title: Quem quer ser professor no Brasil : uma análise a partir de variáveis socioeconômicas de estudantes de licenciatura
Authors: Nunes, Daniel de Freitas
Orientador(es):: Silva, Kátia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro da
Assunto:: Professores de ensino fundamental - formação
Professores - aspectos sociais
Professores - aspectos econômicos
Issue Date: 23-Dec-2015
Citation: NUNES, Daniel de Freitas. Quem quer ser professor no Brasil: uma análise a partir de variáveis socioeconômicas de estudantes de licenciatura. 2015. xiv, 126 f., il. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A presente pesquisa apresenta um trabalho de compilação e tratamentos de variáveis socioeconômicas de estudantes de licenciaturas no Brasil a partir dos microdados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes do Ministério da Educação – ENADE/MEC compreendendo uma amostra de 197.625 alunos sendo que destes 78.088 são de instituições públicas e 119.537 de instituições privadas. Metodologicamente, o trabalho caracteriza-se como um estudo quantitativo, com especial interesse na descrição e discussão de variáveis socioeconômicas, no qual também lança-se mão da técnica estatística de análise multivariada Análise de Correspondência. Objetivamente, buscou-se, inicialmente, descrever variáveis tais como sexo, cor/raça, idade e nível de escolaridade dos pais no intuito de proporcionar um panorama socioeconômico introdutório da amostra trabalhada. Subsequentemente, objetivou-se verificar associação entre variáveis tais como curso/renda/cor, curso/sexo/renda, curso/hábitos de estudo, curso/ situação laboral/hábitos de estudo a partir das categorias administrativas (públicas e privadas) das Instituições de Ensino Superior e dos cursos que compõem a amostra. Discute-se, a partir da metodologia proposta e do instrumental empregado, que o Brasil apresenta um perfil de estudantes de licenciaturas oriundos de famílias com baixa renda e pouca tradição escolar, o que permite inferir que tratam-se de estudantes socioeconomicamente mais identificados com a classe trabalhadora, embora a renda apresente variação de acordo com os cursos trabalhados. Considera-se a partir daí que este perfil socioeconômico de estudante trabalhador implica diretamente nos motivos pela escolha do curso de licenciatura e consequentemente no perfil deste futuro professor: observa-se que estudantes na condição de trabalhadores dedicam menos tempo para frequência à biblioteca e estudos semanais. Sintetiza-se a partir destas considerações que a discussão em torno da profissionalidade ou profissionalização docente precisa levar em consideração o peso de questões socioeconômicas no que diz respeito a composição de uma identidade de classe.
Abstract: This research presents a work of compilation and treatment of socioeconomic variables of teacher training students in Brazil from the microdata of the Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes do Ministério da Educação – ENADE/MEC comprising a sample of 197.625 students and of these 78.088 are from public institutions and 119.537 from private institutions. Methodologically, the work is characterized as a quantitative study, with particular interest in the description and discussion of socioeconomic variables, which also launches hand of the multivariate statistical technique called analysis of correspondence. Objectively, we sought to initially describe variables such as sex/race/color, age and schooling parents in order to provide an introductory socio-economic overview of the sample. Subsequently, the objective was to assess the association between variables such as undergraduate course/income/color, undergraduate course/sex/income, undergraduate course/study habits, undergraduate course/employment status/study habits from the administrative categories (public and private) of the universities and the courses that make up the sample. It discusses, from the methodology proposed that Brazil presents a profile of undergraduate students from families of low incomes and little education, which can be inferred that these students are most identified to the working class although the income presents variation according to the undergraduate courses. It is considered from there that the worker student socioeconomic profile directly implies on the reason for the choice of the degree course and consequently on the profile of this future teacher: it is observed that workers students spend less time to attend to the library and weekly studies. Is synthesized from these considerations that the discussion of professionalism and professionalization needs to consider the weight of socioeconomic issues regarding the composition of a class identity.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.04.D.19036
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/19036/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.