Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/1899
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_RodolfoLopesCazon.pdf3,1 MBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos do processo de destreinamento sobre a saúde de ex-atletas de alto rendimento
Authors: López Cazón, Rodolfo
Orientador(es):: Alonso López, Ramón Fabian
Assunto:: Esportes - treinamento
Atletas - aspectos psicológicos
Atletas - aspectos sociais
Atletas - aspectos fisiológicos
Issue Date: 8-Oct-2009
Citation: LÓPEZ CAZÓN, Rodolfo. Efeitos do processo de destreinamento sobre a saúde de ex-atletas de alto rendimento. 2008. 101 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: O presente estudo trata sobre o destreinamento desportivo vinculado ao desenvolvimento do esporte de alto rendimento. Tal questão, conforme a pesquisa enunciada aqui, não possui um tratamento adequado junto aos ex-atletas de alto rendimento, independentemente do desenvolvimento desportivo dos países. O objetivo da pesquisa foi caracterizar os problemas de saúde dos atletas aposentados, do ponto de vista fisiopatológico, psicológico e social. A amostra utilizada em nossa pesquisa foi constituída por 245 (duzentos e quarenta e cinco) ex-atletas, dentre os quais 50 (cinqüenta) atletas brasileiros, 30 (trinta) atletas chilenos e 165 (cento e sessenta e cinco) atletas cubanos, na faixa etária de 19 (dezenove) e 75 (setenta e cinco) anos, sendo a experiência como atleta ativo de 14,7 (quatorze vírgula sete) anos, aproximadamente. Participaram também, 112 (cento e doze) treinadores, dentre os quais 56 (cinqüenta e seis) treinadores brasileiros, 11 (onze) treinadores chilenos e 45 (quarenta e cinco) treinadores cubanos, com uma experiência no trabalho como treinadores de alto nível de 13,7 (treze vírgula sete anos) anos. A pesquisa contou ainda com a participação de 3 (três) médicos desportivos brasileiros. Para a obtenção dos dados, utilizaram-se diversos questionários aplicados aos ex-atletas, treinadores e médicos, cada qual com diferentes questões. Inicialmente, os resultados mostraram que a maioria dos ex-atletas afastaram-se bruscamente da carreira desportiva. Com relação às afecções psicológicas, as que mais se destacaram foram: depressão, ansiedade e estresse. Em relação ao ponto de vista fisiopatológico, as cardiopatias e a obesidade foram as enfermidades com maiores incidências. Identificou-se ainda que, a manifestação da maioria do ex-atletas na não repercussão social sobre o afastamento de sua vida desportiva. Os ex-atletas, ao serem perguntados sobre a orientação que receberam durante o período que treino de seus treinadores sobre o processo de destreinamento, a maioria respondeu não ter essa orientação. No caso dos treinadores, a maioria não repassa tal informação aos seus atletas, mas reconhecem a importância de uma orientação no momento do afastamento dos mesmos. Os médicos pesquisados têm um alto conhecimento sobre o processo estudado e todos concordam com a importância do conhecimento do processo de destreinamento dos ex-atletas. Deste modo, este estudo concluiu que o destreinamento desportivo é uma problemática que aparece em diferentes países com as mesmas características, sendo fato presente através da falta de conhecimentos dos treinadores e atletas junto ao fato de tal processo não constar na reflexão do término da carreira desportiva junto aos pesquisados. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
In the present work it is presented a study about Sports Un-training (sports retirement), a current theme related to the development of high-performance sports and until this moment has not had proper treatment, regardless of the sports development of nations. The goal of the research was characterize the health problems of retired athletes, from a physio-pathological, psychological and social perspective. The sampling utilized in our research was constituted of 245 former athletes, 50 Brazilians, 30 Chileans and 165 Cubans aged 19 to 75 and with average experience of nearly 14.7 years as active athletes. We also had the participation of 112 trainers/coaches, among them 56 Brazilians, 11 Chileans and 45 Cubans, with experience as high level coaches for 13.7 years. There were also three Brazilian sports physicians. In order to obtain the data we utilized several questionnaires which were given to former athletes, coaches and physicians, each one with different features. The results showed that most former athletes were swiftly taken away from their sports career. Psychological problems and depression, anxiety and stress were the most recurrent problems and from the physicalpathological perspective, the heart problems and obesity had the highest incidence; most former athletes pointed out that their retirements did not have any social repercussion. Regarding the orientation the athletes receive from their coaches regarding the untraining process, most of them claimed not having this orientation. In relation to the coaches, most of them do not provide guidance or orientation to their athletes about the process but they acknowledge that it is important to orientate them regarding their retirement. The researched physicians bear strong knowledge about the studied process and all agree to its importance. Finally we may state that Sports Un-training is a problem present in many countries with the same characteristics, especially lack of knowledge by coaches and athletes and the main fact they do perform this process.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.
Appears in Collections:FS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1899/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.