Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/18685
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_CarlosJanssenGomes.pdf2,87 MBAdobe PDFView/Open
Title: Dinâmica cronotrópica pós-esforço e função autonômica cardíaca de repouso em praticantes de dança de salão
Authors: Gomes, Carlos Janssen
Orientador(es):: Junqueira Júnior, Luiz Fernando
Coorientador(es):: Molina, Guilherme Eckhardt
Assunto:: Exercícios físicos - aspectos da saúde
Dança de salão
Sistema nervoso autônomo
Frequência cardíaca
Issue Date: 5-Nov-2015
Citation: GOMES, Carlos Janssen. Dinâmica cronotrópica pós-esforço e função autonômica cardíaca de repouso em praticantes de dança de salão. 2015. xiii, 126 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: Introdução: A prática de dança de salão, devido à sua característica lúdica e social, tem sido considerada uma importante estratégia na árdua tarefa de combate ao sedentarismo, um importante fator de risco associado ao surgimento de doenças cardiovasculares e à mortalidade por todas as causas. Por outro lado, ainda é obscuro se indivíduos envolvidos com a prática recreacional da dança, onde o controle da intensidade durante as sessões é negligenciada, apresentam um perfil cardiovascular mais favorável quando comparados a indivíduos sedentários ou insuficientemente ativos. Objetivos: Proceder a avaliação do comportamento da frequência cardíaca (FC) e da sua variabilidade (VFC) em praticantes de dança de salão (PD) comparativamente a indivíduos sedentários ou insuficientemente ativos (CT). Métodos: 50 voluntários do sexo masculino (CT=25; PD= 25) (Idade: CT= 25,9 ±4,5; PD= 26,6 ± 6,1 anos; IMC: CT= 24,3 ± 2,4; PD= 24,3 ± 2,2 kg/m2), foram submetidos à análise da frequência cardíaca (FC) e de sua variabilidade nas condições de repouso (posições supina e ortostática), durante teste de esforço submáximo e no período de recuperação após esforço. Resultados: O grupo PD apresentou menores valores de FC nas posições supina (p= 0,001), ortostática (p= 0,05) e no estágio inicial do teste de esforço (p= 0,003), maior tolerância ao esforço medida pelo tempo de teste (p= 0,0001) e maior decremento da frequência cardíaca no primeiro (p= 0,007), segundo (p= 0005), terceiro (p= 0,0001), quarto (p= 0,005) e quinto (p= 0,01) minutos de recuperação. Quanto à análise da VFC nas três condições avaliadas verificou - se indícios de maior modulação da função autonômica cardíaca no grupo PD comparativamente ao CT na condição de repouso (supino e ortostático). No esforço, o limiar de VFC ocorreu tardiamente no grupo PD comparativamente ao CT (p= 0,0001). Na recuperação, verificou-se maior grau de modulação autonômica cardíaca no período de recuperação no grupo PD comparativamente ao CT (p=0.01 -0.04). Conclusão: Os praticantes de dança de salão avaliados no presente estudo apresentaram um cronotropismo mais lento em relação ao grupo controle em todas as condições funcionais avaliadas. Adicionalmente, foram observados fortes indícios de que esse grupo também seja contemplado com um maior grau de modulação autonômica cardíaca nas condições de repouso, esforço e recuperação após esforço.
Abstract: Introduction: Ballroom dance practice, due to his playful and social characteristic, has been considered an important strategy in the arduous task of combating sedentary lifestyle, an important risk factor associated with the development of cardiovascular disease and mortality for all causes. On the other hand, it is still unclear whether the individuals involved with the recreational practice of ballroom dance, where the control of the intensity during the sessions is neglected, are endowed with a more favorable cardiovascular profile when compared to sedentary or insufficiently active individuals. Objectives: To evaluate heart rate (HR) and its variability (HRV) in ballroom dance practitioners (PD) compared to sedentary or insufficiently active (CT). Methods: 50 male volunteers (CT = 25; PD = 25) (Age: CT = 25.9 ± 4.5; PD = 26.6 ± 6.1 years; BMI: CT = 24.3 ± 2.4; PD = 24.3 ± 2.2 kg / m2) were subjected to analysis of heart rate (HR) and its variability in resting conditions (supine and standing) during a submaximal exercise test and in recovery period post effort. Results: PD group showed lower HR values in the supine (p = 0.001) and orthostatic (p = 0.05) position, in the initial stage of the exercise stress test (p = 0.003), increased exercise tolerance as measured by test time (p = 0.0001) and increased heart rate decrement on the first (p = 0.007), second (p = 0005), third (p = 0.0001), fourth (p = 0.005) and fifth (p = 0, 01) minute of recovery. The analysis of heart rate variability at rest, although part of the indices have favored the PD group, the findings were inconsistent. However, the HRV threshold was observed in larger effort intensities in PD group (p = 0.0001), which also showed a greater degree of autonomic modulation in the recovery period. Conclusion: The ballroom dance practitioners evaluated in the present study had a slower chronotropism compared to the control group in all evaluated functional conditions. Additionally, we have observed strong evidence that this group is also contemplated with a higher degree of cardiac autonomic modulation in rest conditions, stress and recovery after stress test compared to the control group.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.07.D.18685
Appears in Collections:FMD - Mestrado em Ciências Médicas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/18685/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.