Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/18644
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_CristianoMoreiraRaimundo.pdf2,8 MBAdobe PDFView/Open
Title: Análise da inovação sustentável da indústria de alimentos no Brasil de 2007 a 2012 : aplicação do Método DEA-Malmquist
Authors: Raimundo, Cristiano Moreira
Orientador(es):: Soares, João Batista
Assunto:: Inovações industriais
Método Malmquist
Indústria de alimentos - Brasil
Sustentabilidade
Issue Date: 28-Oct-2015
Citation: RAIMUNDO, Cristiano Moreira. Análise da inovação sustentável da indústria de alimentos no Brasil de 2007 a 2012: aplicação do Método DEA-Malmquist. 2015, 125 f. Dissertação (Mestrado em Agronegócio)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A indústria de alimentos é uma das principais e proeminentes indústrias de transformação presentes no Brasil. Com a emersão de necessidades e exigências socioambientais, urge a necessidade de que a inovação sendo um fator de competitividade considere seus efeitos sobre a sociedade e o meio ambiente, de modo a abranger esses aspectos do ambiente organizacional. Nesse contexto, este estudo buscou analisar quantitativamente a inovação sustentável da indústria de alimentos em relação às demais indústrias de transformação no País, nos anos de 2007 a 2012. As medidas de inovação relacionadas às dimensões econômica, social e ambiental foram extraídas com apoio do método DEA-Malmquist. A análise comparada das medidas de inovação extraídas foi realizada pelo Teste de Wilcoxon (5% de probabilidade) e as suas classificações, conforme grau de desempenho individual, foram realizadas pelo método de agrupamento k-médias (5% de probabilidade). Construíram-se, através da padronização dos dados em distâncias percentuais, o Índice de Inovação Sustentável (IIS) e o Índice de Ajuste à Inovação Sustentável (IAIS). Por último, utilizou-se o coeficiente correlação linear de Spearman (5% de probabilidade) para analisar a associação entre o esforço financeiro em inovar e as medidas de inovação obtidas. Os dados utilizados são provenientes das Pesquisas Industriais Anuais (PIAs) e das Pesquisas de Inovação Tecnológica (PINTECs) promovidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Como principais resultados encontrados, cita-se que não se evidenciou ocorrência de inovação sustentável na divisão indústria de alimentos. Entretanto, isoladamente, observou-se ocorrência de inovação sustentável no grupo fabricação de óleos e gorduras vegetais e animais. Observou-se ocorrência de inovação relacionada às dimensões econômica e social, sendo estas medidas estatisticamente não diferentes entre si, porém, superiores à medida de inovação ambiental. Sugere-se, respectivamente, influências dos aumentos expressivos dos outputs receita líquida, despesas com pessoal e despesas com água e esgoto na divisão indústria de alimentos sobre as suas medidas de inovação obtidas. O IIS e o IAIS da indústria de alimentos foram classificados no grupo de médio desempenho, ambos estatisticamente significativos, sugerindo medidas de inovação sustentável e necessidade de ajuste moderadas. A análise de correlação linear evidenciou, principalmente, uma associação positiva e moderada, estatisticamente significativa, entre o IIS e o total de dispêndios realizados em atividades inovativa, sugerindo que o esforço financeiro em inovar conduz à sustentabilidade, porém, sem uma estratégia aparentemente diferenciada a cada dimensão. Por fim, a ausência de associações estatisticamente significativas entre as medidas de inovação sugerem a ausência de um sistema de gestão coordenado e orientado à inovação sustentável.
Abstract: The food industry is one of the leading and prominent manufacturing industries presented in Brazil. With the emergence of social and environmental needs and requirements is an urgent need for innovation and a competitiveness factor consider its effects on society and the environment, covering aspects of the organizational environment. In this context, this study sought to quantitatively analyze the sustainable innovation of the food industry in relation to other manufacturing industries in the country, in the years 2007 to 2012. The innovative measures related to economic, social and environmental dimensions were extracted with support bye the DEA-Malmquist method. The comparative analysis of the extracted innovation measures was performed using the Wilcoxon Test (5% of probability) and their ratings, as degree of individual performance, were performed by the k-means clustering method (5% of probability). The Sustainable Innovation Index (IIS) and the Adjustment Index for Sustainable Innovation (IAIS) were built through the standardization of data in percentage distances. Finally, we used the Spearman's correlation coefficient (5% of probability) to analyze the association between financial effort to innovate and obtained innovation measures. The data used are from the Annual Industrial Surveys (PIAs) and the Technological Innovation Surveys (PINTECs) promoted by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). As main results, it mentions that was not found sustainable innovation in the food industry division. However, singly, it was observed occurrence of sustainable innovation in the group of manufacturing of oils and fats from vegetables and animals. It was observed occurrence of innovation related to the economic and social dimensions, with non-statistically difference by each other. However, both measures were, statistically, higher than the environmental innovation measure. Respectively, it is suggested the influence by the significant increases in output net revenue, personnel expenses and costs of water and sewage in the food industry division on their innovative measurements. The IIS and the IAIS indexes of the food industry were classified as medium performance group, both statistically significant, suggesting moderate settings of sustainable innovation and its adjustment. The linear correlation analysis showed, mainly, a positive and moderate correlation, statistically significant, between the IIS index and the total expenditures made in innovative activities, suggesting that the financial effort to innovate leads to sustainability, but, without a strategy, apparently, differentiated for each dimension. Finally, there were no, statistically significant, associations between the innovative measures, suggesting a lack of a coordinated management system oriented through sustainable innovation.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronegócios, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.03.D.18644
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronegócios (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/18644/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.