Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/1838
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006_Melissa Machado de Moraes.pdf2,4 MBAdobe PDFView/Open
Title: Auto-eficácia e estratégias para criar no trabalho : construção de medidas
Authors: Moraes, Melissa Machado de
Orientador(es):: Lima, Suzana Maria Valle
Assunto:: Criatividade
Trabalho - aspectos psicológicos
Criatividade no trabalho
Auto-eficácia
Issue Date: Nov-2006
Citation: MORAES, Melissa Machado de. Auto-eficácia e estratégias para criar no trabalho: construção de medidas. 2006. 224 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.
Abstract: No contexto atual de turbulência e constante mudança, as organizações engajam se em esforços diversos de inovação para ampliar sua prosperidade ou simplesmente garantir sua sobrevivência. O estudo da criatividade no trabalho pode trazer à tona aspectos que favoreçam a ocorrência desta inovação e, por conseguinte, auxiliem as organizações a lidar melhor com os desafios impostos pela instabilidade vigente. No entanto, ainda são poucos os trabalhos empíricos realizados no Brasil sobre o tema criatividade no trabalho. O presente estudo teve como objetivo construir instrumentos válidos e precisos para mensurar dois importantes aspectos individuais que afetam a criatividade: auto-eficácia para criar no trabalho e estratégias para criar no trabalho. Para tal, foi antes realizada a proposição teórica dos referidos construtos e, adicionalmente, foram investigadas as relações desses dois construtos entre si e com as variáveis sócio-demográficas levantadas. Os dados foram coletados em autarquia vinculada ao governo federal e com projeção nacional, através de formulário eletrônico disponibilizado por mala direta institucional. A amostra foi composta de 878 profissionais que responderam a instrumento contendo 63 itens de estratégias para criar no trabalho, sete itens de auto-eficácia para criar no trabalho e demais questões para caracterizar a amostra. Foram realizadas análises fatoriais exploratórias dos conjuntos de variáveis (Principal Axis Factoring - direct oblimin), validação cruzada de auto-eficácia para criar no trabalho, validação discriminante das medidas propostas e analises de variância (ANOVA). A solução fatorial hierárquica da medida de estratégias para criar no trabalho é composta de 44 itens formando cinco fatores de primeira ordem (α=0,75 a 0,95), um dos quais possui duas facetas e todos se agregam em um único fator geral de ordem superior. A medida de auto-eficácia para criar no trabalho possui fator único composto de sete itens, com α=0,94. As variâncias dessas medidas em termos das variáveis sócio-demográficas coletadas são interpretáveis e coerentes com os estudos prévios da área. Os resultados indicaram a adequação das medidas propostas e validade discriminante das mesmas, atendendo a contento o objetivo estipulado para esta pesquisa. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
In the current context of turbulence and constant change, work organizations engage in varied innovation efforts to augment prosperity or simply guarantee survival. The study of creativity at work may bring about aspects that foster the occurrence of innovation, thereby aiding organizations to better deal with the challenges of present instability. However, there are few empirical studies conducted in Brazil about creativity at work. The purpose of the present research was to develop valid measures of two important aspects at the individual level that affect creativity at work: creative strategies and creative self-efficacy. In order to do so the constructs were theoretically proposed. Additionally, the relationship amongst these two measures and the demographic variables was also investigated. Data was collected in a public sector organization with national projection using an electronic form made available through institutional mailing system. The sample was made up of 878 workers that answered an instrument containing 63 creative strategies items, seven creative self-efficacy items and additional demographic questions. Exploratory factor analyses were conducted with the sets of variables (Principal Axis Factoring - direct oblimin), as well as cross-validation of the creative self-efficacy scale, discriminant validity of the proposed measures and analyses of variance (ANOVA). The hierarchical factor solution for creative strategies' measure contains 44 items distributed in five first-order factors (α=0.75 to 0.95), one of which composed of two facets, and all of them grouping into a single second-order factor. The creative self-efficacy measure is made of a single factor containing the seven original items (α=0.94). The observed variances due to demographic variables were interpretable and coherent with previous research in the area. Results indicate the adequacy of the proposed measures as well as their discriminant validity, pointing to the full attainment of this research's purpose.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006.
Appears in Collections:IP - Mestrado em Psicologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1838/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.