Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/18347
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_JoaoGilbertoAlvesVillela.pdf1,31 MBAdobe PDFView/Open
Title: Tratamento químico de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris L.) para o controle de Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens
Other Titles: Chemical treatment bean (Phaseolus vulgaris L.) seeds for the control of Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens
Authors: Villela, João Gilberto Alves
Orientador(es):: Uesugi, Carlos Hidemi
Assunto:: Sementes - tratamento
Feijão - doenças e pragas
Issue Date: 11-Jun-2015
Citation: VILLELA, João Gilberto Alves. Tratamento químico de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris L.) para o controle de Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens. 2015. vi, 132 f. Dissertação (Mestrado em Fitopatologia)–Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A Murcha de Curtobacterium, causada pela bactéria Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens (Cff), é um importante problema para o cultivo do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) no Brasil. A principal forma de disseminação da bactéria é por sementes contaminadas. No presente trabalho avaliou-se a eficiência de diferentes tratamentos de sementes no controle da Murcha de Curtobacterium em feijoeiro. Inicialmente se avaliou “in vitro” a sensibilidade de Cff a fungicidas e bactericidas cúpricos, casugamicina, cloretos de benzalcônio e ácido peracético. Os tratamentos de sementes realizados foram: imersão em solução de cobre, casugamicina, cloretos de benzalcônio e ácido peracético, exposição a vapor de etanol e metanol, e ozonização. Na avaliação da eficiência dos tratamentos na erradicação de Cff, sementes inoculadas foram tratadas e submetidas ao processo de extração, verificando posteriormente a incidência de sementes contaminadas e número de células bacterianas. Foram realizados experimentos em condições de campo e casa de vegetação. No ensaio em campo foi avaliado o efeito dos tratamentos sobre a qualidade fisiológica das sementes, e em casa de vegetação avaliou-se o efeito dos tratamentos na qualidade fisiológica das sementes, no desenvolvimento vegetativo da planta, na incidência e severidade da Murcha de Curtobacterium, produção de grãos, além da transmissão de Cff via planta – semente. Hidróxido de cobre (30 µg/mL), oxicloreto de cobre (50 µg/mL), óxido cuproso (20 µg/mL), sulfato de cobre (20 µg/mL), casugamicina (100 µg/mL), cloretos de benzalcônio (20 µg/mL) e ácido paracético (200 µg/mL) inibiram o crescimento da Cff “in vitro”. Os tratamentos com cloretos de benzalcônio e vapor de metanol foram os mais eficientes na redução da incidência de sementes contaminadas e do número de células bacterianas em sementes de feijão. Em campo os tratamentos com ácido peracético e ozônio reduziram significativamente a emergência e velocidade de emergência das plântulas. Os resultados obtidos em casa de vegetação mostraram que os tratamentos não interfiram na qualidade fisiológica das sementes, e plantas oriundas de sementes inoculadas tratadas ou não, apresentaram menor desenvolvimento vegetativo e produção de grãos. Nenhum tratamento de sementes foi eficiente na redução da incidência e severidade da Murcha de Curtobacterium. A taxa de transmissão de Cff das plantas para as sementes foi de aproximadamente 24%.
Abstract: Bacterial Wilt, caused by Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens, is an important disease for bean (Phaseolus vulgaris L.) production in Brazil. Seeds are the major way of spread this bacterium. The objective of this study was to evaluate the efficiency of different seed treatments to control bacterial wilt in bean. First an “in vitro” test was conductive to evaluate the sensitivity of Cff to copper formulations, kasugamycin, benzalkonium chlorides and peracetic acid. The seed treatments performed were: immersion in solution of copper, kasugamycin, benzalkonium chlorides and peracetic acid, exposure to vapor ethanol and methanol, and ozonation. In the evaluation of treatments efficiency in eradicating of Cff, inoculated seeds were treated and subjected to extraction process, then checking the incidence of contaminated seeds and number of bacterial cells. Experiments were carried in field conditions and greenhouse conditions. In field experiment was evaluated the effects of treatments on seed physiological quality, and greenhouse was measured the effect of treatments on seed physiological quality, in vegetative plant development, in incidence and severity of bacterial wilt, in production, beyond the transmission of Cff via plant - seed. The products copper hydroxide (30 µg/mL), copper oxychloride (50 µg/mL), cuprous oxide (20 µg/mL), copper sulfate (20 µg/mL), kasugamycin (100 µg/mL), chlorides benzalkonium (20 µg/mL) and peracetic acid (200 µg/mL) inhibited the growth of Cff “in vitro”. Treatments with benzalkonium chloride and vapor methanol were the most effective in reducing the incidence of contaminated seeds and the number of bacterial cells in bean seeds. Under field conditions the treatments with peracetic acid and ozone significantly reduced emergence and seedling emergence speed. The results obtained in the greenhouse showed that the treatments do not interfere in seed physiological quality, and plants grown from seeds inoculated, treated or not, showed lower vegetation development and grain production. The Cff transmission rate of the plants for seeds was approximately 24%.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.02.D.18347
Appears in Collections:FIT - Mestrado em Fitopatologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/18347/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.