Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/18161
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_MartaReginaGamaGonçalves.pdf128,89 MBAdobe PDFView/Open
Title: "Pensar é seguir a linha de fuga do voo da bruxa" : pesquisa sociopoética com estudantes de Direito sobre a arte na formação do jurista
Authors: Gonçalves, Marta Regina Gama
Orientador(es):: Sousa Junior, José Geraldo de
Coorientador(es):: Adad, Shara Jane Holanda Costa
Assunto:: Direito - história
Jurista - formação
Issue Date: 14-May-2015
Citation: GONÇALVES, Marta Regina Gama. "Pensar é seguir a linha de fuga do voo da bruxa": pesquisa sociopoética com estudantes de Direito sobre a arte na formação do jurista. 2013. [374] f., il. Tese (Doutorado em Direito)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: O que pode a arte na formação do jurista? Esta indagação ecoa, reverbera e abre caminho para a trajetória desta pesquisa de doutorado. Na busca pelos infinitos de possibilidades que a arte pode produzir no ensino jurídico, suas potencialidades e seus limites, e com o propósito de investigar tais alternativas, foi realizado o Percurso em Direito e arte em uma abordagem Sociopoética, curso-pesquisa com sete estudantes de Direito – quatro mulheres e três homens –, dos quais seis são alunos na Universidade de Brasília e um da Universidade Católica de Brasília, com o tema-gerador A arte na formação do jurista. São referências para a tese: Deleuze (1976, 1997, 1987, 2009), Deleuze e Guattari (2010), Rolnik (1999, 2002, 2004, 2005), Larossa (2004, 2011), Lyra Filho (1980a, 1980b), Nietzsche (1992, 1998, 2001, 2012), Sousa Júnior (1993, 2011), Warat (1970; 1977, 1985a, 1985b). A Sociopoética, abordagem de pesquisa e aprendizagem, foi o caminho metodológico adotado, à luz da de Gauthier (1999, 2003, 2013), Adad (2005, 2011), Petit (2012, 2013). As análises dos dados levaram a duas linhas ou dimensões do pensamento do grupo-pesquisador. A primeira: o ensino jurídico, linha que desvela o quanto do passado persiste no presente do ensino jurídico; o quanto há linhas de segmentarização constantemente perturbadas, inquietadas, assombradas por práticas e ideias, linhas de fuga, que operam transformações da paisagem. O que demonstra que o ensino jurídico é um terreno conflituoso, um campo de lutas onde práticas arraigadas convivem com ideias e ações educativas transformadoras. Em relação à essa linha, os copesquisadores criaram os confetos: Formação tradicional do Direito, Formação-resultado do jurista; Retalho coisinhas-pretinhas na formação do jurista; Formação do jurista-noautomático; Formação do jurista-espelho; Formação-vertical-hierárquica-reprodutora do jurista; Formação-condutor do jurista; Sala de aula fria-desconfortável; Formação movimentos-sociais do jurista; Lugares da formação-diversão do jurista; Formação do juristacardume; Retalho espinha-dorsal na formação do jurista; Sentido coletivo na formação do jurista é ninho-arena de gladiadores-minhocas para alimentar os passarinhos; Retalho-capado- rei-beleza-vermes na formação do jurista; Formação do jurista-garra-arado-raiz; Jurista- Bardo-artista-completo. A segunda linha: Arte na formação do jurista demonstra que a experiência artística pela violência com que opera, retira o pensamento da sua imobilidade, promovendo o ato de pensar. Porque pensar é sempre seguir a linha de fuga do voo da bruxa, já que o pensamento não pensa sozinho, mas apenas diante de algo que o força a pensar. Mas a questão fundamental do pensamento é a criação. Pois, não existe pensamento sem criação, porque pensar é inventar, pensar é fazer o novo. Assim, a experiência artística na formação do jurista é a possibilidade de reinventar conceitos jurídicos, produzir novas possibilidade para o Direito. Sobre essa dimensão do pensamento, o grupo-pesquisador criou os seguintes confetos: Formação-efêmera-que-tem-movimento-inacabada-porque-sempre-recomeçandocujo- próximo-passo-é-sempre-desconhecido; Formação-Fauno-tronco-de-árvores-vivo-cheiode- bichos-corujas-pousadas; Corpo-quadro; Retalho arte-intervenção-no-natural na formação do jurista; Parangolé-singularização; Formação-movimento; Formação-desalinhavadapartilhada- inexata; Arte-na-formação do jurista; Arte-na-formação-elefante-cachoeira-paracá- estômago-órgão-cavidade do jurista; Formação buraco-no-meio-estável e o personagem conceitual Fauno. Os dados produzidos nesta pesquisa demonstram o turbilhão de ideias e de conceitos desterritorializados e heterogêneos, marcados pelas multifaces presentes no entrelugar entre o Direito e a Arte. ____________________________________________________________________________________ ABSTRACT
What can art in the formation of a jurist? This question echoes, reverberates and makes way for the trajectory of this doctoral research. In search of the endless possibilities that art can have on law education, its potential and its limits, and in order to investigate these alternatives, we held the Path in Law and art in a Sociopoetics approach, a course research with seven law students – four women and three men – six of them are students at the Universidade de Brasília and one from Universidade Católica de Brasília, with generator theme Art in the formation of a jurist. Are references to the thesis: Deleuze (1976, 1997, 1987, 2009), Deleuze and Guattari (2010), Rolnik (1999, 2002, 2004, 2005), Larossa (2004, 2011), Lyra Filho (1980a, 1980b), Nietzsche (1992, 1998, 2001, 2012), Sousa Júnior (1993, 2011), Warat (1970,1977, 1985a, 1985b). Sociopoetics, an approach to research and learning, was the methodological approach adopted, in the light of Gauthier (1999, 2003, 2013) Adad (2005, 2011), Petit (2012, 2013). Data analysis led to two lines or dimensions of the group's thinking-researcher. The first is the law education, a line unveiling how the past persists in the present law education, as there are lines of segmentation constantly disturbed, unquiet, haunted by ideas and practices, lines of escape, operating transformations of the landscape. This demonstrates that law education is a conflicted land, a battlefield where entrenched practices coexist with ideas and transformational educational activities. Regarding this line, the co-researchers created the conffections: Traditional Law Formation, Jurist Result- Formation; Retail little black things in the formation of a jurist; Jurist Formation in-automatic; Jurist-mirror Formation; vertical-hierarchical-reproductive jurist Formation; driver jurist formation; cold-uncomfortable classroom; social-movements jurist formation; Places from jurist fun-formation; jurist-shoal formation; Retail dorsal-spine in the jurist formation; Collective Sense in the jurist formation is nest-arena of gladiator-earthworms to feed the birds; Retail-cover-of-the-king-beauty-worms in the jurist formation; jurist formation-clawroot- plow; Jurist-Bardo-complete-artist. The second line: Art in the jurist formation demonstrates that the artistic experience for the violence with which it operates, removes the thought of his immobility, promoting the act of thinking. Because thinking is always follow the line of escape of witch flight, once thinking does not think by itself, but just before something that forces it to think. But the fundamental issue of thought is the creation. Therefore, there is no thought without creation, because thinking is to invent, to think is to create the new.Thus, the artistic experience in the formation of a lawyer is the ability to reinvent law concepts, to produce new possibilities to Law. About this dimension of thought, the group created the following search confetos: Ephemeral formation that has unfinished movement because is always restarting whose next step is always unknown; Faun live tree trunk full of owls landed Formation; Quadratic Body, Retail-art-intervention in the natural jurist formation; Parangolé-singularity; Formation-motion; Formation-misaligned-sharedinexact formation; Art-in-jurist formation; Art-in-elephant-formation-waterfall-for-here, stomach, organ-cavity of jurist; formation hole-in-stable-environment and conceptual character Faun. The data produced in this study demonstrate the whirlwind of ideas and concepts no territorialized and heterogeneous, marked by multifaceted gifts in middle-place between law and art.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, Programa de Pós-Graduação em Direito, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FD - Doutorado em Direito (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/18161/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.