Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/18129
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_FabianeFurlanetoSouchie.pdf1,19 MBAdobe PDFView/Open
Title: Rebrota de indivíduos lenhosos em área de cerrado sentido restrito como resposta ao fogo
Other Titles: Resprouting from wood individual in a cerrado stricto sensu as a response to fire occurrence
Authors: Souchie, Fabiane Furlaneto
Orientador(es):: Pinto, José Roberto Rodrigues
Assunto:: Fogo
Biomassa
Savanas
Resiliência (Ecologia)
Issue Date: 12-May-2015
Citation: SOUCHIE, Fabiane Furlaneto. Rebrota de indivíduos lenhosos em área de cerrado sentido restrito como resposta ao fogo. 2015. xi, 46 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: O tipo de resposta à passagem do fogo indica a severidade dos danos sofridos, e a dinâmica temporal destas respostas sugere a capacidade de recuperação das espécies às queimadas. Neste estudo, que está dividido em dois capítulos, nós avaliamos para o conjunto de indivíduos lenhosos de espécies nativas do Cerrado: 1) o tipo de rebrota como resposta a um incêndio não prescrito; 2) a importância do diâmetro da base, da altura total e da espessura de casca para o tipo resposta apresentado; e 3) a dinâmica dos indivíduos com rebrotas basais durante o período de 64 meses. O estudo foi desenvolvido no Parque Municipal do Bacaba em Nova Xavantina, Mato Grosso, onde estudamos 485 indivíduos de 26 espécies em área de Cerrado sentido restrito Queimado (CQ); e em área adjacente de Cerrado sentido restrito protegido de fogo por mais de cinco anos (CC), sendo 139 indivíduos de 12 espécies em comum ao CQ. No Primeiro capítulo, após dois anos da ocorrência do fogo, avaliamos o tipo de rebrota como resposta ao fogo (rebrota epígea, hipógea, epígea+hipógea ou mortalidade) e a probabilidade de apresentar essas respostas em função: a) da altura total; b) do diâmetro da base, medido a 30 cm de altura do solo e, c) da espessura de casca. Registramos que 57% dos indivíduos tiveram resposta epígea, 15% resposta epígea+hipógea, 24% morte do tronco principal, mas emitiram brotos hipógeos e apenas em 4% dos indivíduos observamos morte do tronco principal. A espessura de casca, seguida do diâmetro da base foram os melhores preditores do tipo de resposta ao fogo. No segundo capítulo avaliamos e comparamos a dinâmica dos brotos basais (número, mortalidade, altura total e diâmetro da base) dos indivíduos com rebrota basal (hipógeos e epígeos+hipógeos) no CQ durante o período de 64 meses. A mortalidade média dos brotos basais acumulada para indivíduos com rebrota hipógea (64%) foi semelhante ao apresentada por indivíduos com rebrota epígea+hipógea (69%). Entretanto, o número médio de brotos basais emitidos, o incremento em diâmetro e em altura total foram significativamente maiores para os brotos hipógeos em relação aos epígeo+hipógeo e sugere balanço na alocação de recursos, pois não havendo morte do tronco principal, o investimento em rebrotas basais é reduzido. Por meio de regressão linear estimamos que os brotos hipógeos recuperarão a biomassa do tronco principal depois de transcorrido 16 anos da ocorrência de fogo, desde que não haja nova perturbação. Nossos resultados indicaram baixa mortalidade e alta capacidade de rebrota para o conjunto espécies lenhosas nativas avaliadas. Esse comportamento evidencia a elevada capacidade de resiliência da vegetação lenhosa do Cerrado sentido restrito e de persistência das espécies arbustivo-arbóreas frete aos distúrbios provocados pelo fogo, o que garante a perpetuação e manutenção da biodiversidade do bioma Cerrado.
Abstract: The type of response to fire by Cerrado woody individuals can indicates the severity of the fire damage, and the dynamic can indicates the vegetation recover capacity to this disturbance. In this study, which consists of two chapters, we evaluated for group of woody plants: 1) the type of response to a non-prescribed fire; 2) the importance of the diameter, height, and bark thickness for the type response to fire; 3) the dynamics of basal resprouts for 64 months.The study was conducted in a Cerrado stricto sensu in the Bacaba Municipal Park of Nova Xavantina, a municipality in the Brazilian state of Mato Grosso. We studied 485 individuals of 26 woody species in a site burned (CQ) and in an adjacent fire protected site (CC), where we studied 139 individuals of 12 species in common to the CQ. In the first chapter, we evaluate the type of response to fire (aerial, aerial+basal, basal, or mortality) and the probability of different response as a function of: a) the total height; b) diameter and c) the bark thickness. Our results indicated that 56.91% of individuals had only aerial response, 15.46% had aerial+basal, 23.71% only basal, and only 3.92% of individuals had mortality. The bark thickness was the best predictor of the type of response to fire. In the second chapter, we evaluated for a period of 64 months the some dynamic parameters (number, mortality, height and diameter) for individuals with basal resprouts on the CQ site. The cumulative mortality of basal sprouts for individuals with aerial response (64%) was similar to that shown by individuals with aerial+basal response (69%). However, the number of basal sprouts and it increase in diameter and in height was larger for aerial response in relation to the aerial+basal, suggesting a trade off in the allocation of resources. Because there is no death of the main stem, investment in basal resprouts is reduced in individuals with basal+aerial response. We estimated, based on a linear regression, that basal resprouts can recover the biomass of the main stem in 16 year after fire occurrence, since there is no new fire disturbance. These results underlining the high resilience capacity of woody vegetation against fire disturbance, which can ensure the persistence of species and maintenance of high biodiversity of the Brazilian Cerrado.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.03.D.18129
Appears in Collections:EFL - Mestrado em Ciências Florestais (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/18129/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.