Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/18058
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_EderStolbenMoscon.pdf3,05 MBAdobe PDFView/Open
Title: Cinética de secagem e propriedades físicas de quinoa e amaranto e qualidade de sementes de quinoa
Other Titles: Drying kinetics and physical properties of quinoa and amaranth and quinoa seed quality
Authors: Moscon, Eder Stolben
Orientador(es):: Martin, Samuel
Coorientador(es):: Spehar, Carlos Roberto
Assunto:: Sementes - qualidade
Sementes
Sementes - processo de secagem
Quinoa
Grãos de quinoa e amaranto - propriedades físicas
Amaranto
Issue Date: 30-Apr-2015
Citation: MOSCON, Eder Stolben. Cinética de secagem e propriedades físicas de quinoa e amaranto e qualidade de sementes de quinoa. 2015. xii, 72 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.
Abstract: A necessidade de diversificação de cultivos se torna maior, principalmente em função da demanda por alimentos, tanto para humanos como para animais. Algumas culturas, como a quinoa e o amaranto já são produzidas há milênios e por apresentarem, dentre outros atributos, elevado potencial nutricional, se tornam alternativas interessantes. Porém, existem na literatura poucos trabalhos demonstrando técnicas que propiciem um produto final com qualidade. O processo de secagem, que é responsável pela remoção do excesso de água das sementes, colabora na manutenção da qualidade, estabilidade, poder germinativo, vigor, além de influenciar diretamente suas propriedades físicas. Objetivou-se, com esse trabalho, determinar e modelar as curvas de secagem por meio de modelos matemáticos e determinar e ajustar as propriedades físicas dos grãos de quinoa e amaranto, durante o processo de secagem; avaliar o efeito da colheita em diferentes estádios de maturação na qualidade de sementes de quinoa durante o armazenamento. O trabalho foi desenvolvido na Fazenda Água Limpa e nos laboratórios de Sementes e Análise de Alimentos da Universidade de Brasília/DF, utilizando as variedades de quinoa BRS Syetetuba e amaranto BRS Alegria, durante o período de Abril a Dezembro de 2014. A quinoa foi colhida em quatro estádios de maturação diferentes. O amaranto foi colhido sem distinção de estádios. Para o ajuste das curvas de secagem, os produtos foram secados em diferentes temperaturas. Para qualidade de sementes e para as propriedades físicas, foram secados apenas a 40°C. Page foi o modelo que melhor representou as curvas de secagem de quinoa em todas as temperaturas. Em amaranto nenhum foi totalmente eficiente, porém os modelos de Wang e Shing (30°C e 50°C) e Midilli (70°C) foram selecionados. A secagem afeta as propriedades físicas, causando redução do ângulo de repouso, peso de 1000 grãos e porosidade (quinoa), aumento da massa especifica aparente e real (quinoa e amaranto). Tanto a maturação das panículas quanto o período de armazenamento influenciam na qualidade fisiológica das sementes de quinoa.
Abstract: Diversification of cropping systems has become necessary to supply the increasing demand for food and raw materials to humans and livestock. Crops such as quinoa and grain amaranth have been grown for millennia, showing interesting attributes, especially their nutritional quality. This turns them into candidates to integrate world’s agriculture. However, there is scarce work to define cultivation techniques leading into high seed and grain quality. Drying of seeds has been responsible to remove excess water, contributing to maintain their quality, stability, germination power and vigor, influencing directly their physical properties. This work aimed at determining and modeling drying curves by the use of mathematical models to define and adjust the physical properties during the process. It also aimed at measuring the effect of harvesting at different maturation phases on the quinoa seed quality during storage. Quinoa, cv. BRS Syetetuba, and grain amaranth, cv. BRS Alegria, weregrown in FazendaÁguaLimpa during April and December 2013, while the respective seeds were analyzed in the seed and food laboratories of the Universidade de Brasília. Quinoa was harvested at four maturation phases, while the harvest of grain amaranth was at physiological maturity. To adjust the drying curves and the physical properties, harvested seeds of both species were dried at different temperatures. The seed quality estimates were based on drying at 40°C.The model that best represented the drying curves for quinoa was the one by Page, whereas in grain amaranth there was no efficient model to represent the drying process. Drying has shown to affect the physical properties, by reducing the resting angle, 1,000 seed weight, and porosity (quinoa only), and increase in the specific and real seed mass (quinoa and amaranth). In quinoa, the panicle maturation phase and the storage period influenced the seed physiological quality.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2015.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2015.02.D.18058
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronomia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/18058/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.