Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/17956
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_LisianeHoldefer.pdf1,47 MBAdobe PDFView/Open
Title: Análise da latência e amplitude dos potenciais evocados auditivos relacionados a eventos Mismatch Negativity em orelhas com e sem zumbido
Authors: Holdefer, Lisiane
Orientador(es):: Oliveira, Carlos Augusto Costa Pires de
Assunto:: Zumbido
Cognição
Ansiedade
Depressão mental
Distúrbios da audição
Fonoaudiologia
Audiometria
Issue Date: 22-Apr-2015
Citation: HOLDEFER, Lisiane. Análise da latência e amplitude dos potenciais evocados auditivos relacionados a eventos Mismatch Negativity em orelhas com e sem zumbido. 2014. 83 f., il. Tese (Doutorado em Ciências Médicas)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: O zumbido é um sintoma causado por várias doenças e pode afetar gravemente a qualidade de vida. As pessoas que apresentam muito incômodo com o zumbido podem ter um déficit em processo de habituação do córtex auditivo central. O Mismatch Negativity (MMN) é um exame que avalia a resposta neural a um som inesperado, capaz de documentar objetivamente a plasticidade neural do sistema auditivo. Este estudo tem como objetivo avaliar o a ansiedade, depressão e o MMN em indivíduos com audição normal e zumbido e comparar os resultados com um grupo de sujeitos sem zumbido (controle). Pacientes com audição normal e zumbido e pacientes com audição normal e sem zumbido foram submetidos ao teste MMN. O Questionário de Repercussão do Zumbido (THI) e da Escala Analógico-Visual (EAV) foram utilizados para avaliar o grau de incômodo com o zumbido. A Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HAD) foi aplicada para triar ansiedade e depressão. O grupo sem zumbido (controle) foi composto por 26 orelhas com audição normal e ausência de zumbido. O grupo com zumbido foi composto por 45 orelhas com audição normal e zumbido. O incômodo com o zumbido resultou em uma média de 8,5 na EAV. A média do THI foi de 52,1%. Na Escala HAD, o grupo com zumbido pontuou a média de 9,2 para ansiedade e 7,3 para depressão e o gupo controle 4,1 para ansiedade e 1,4 para depressão. A média da amplitude do MMN no grupo zumbido foi -0,88 uV na orelha direita (OD) e -1,13uV na orelha esquerda (OE). No grupo controle, a média da amplitude foi de 1,01 uV na OD e -1,19 uV na OE. No grupo zumbido, a média da latência foi de 208,34 ms na OD e 209,92 ms na OE. No grupo controle, a média da latência foi de 217,38 ms na OD e 215,69 ms na OE. Houve diferença estatisticamente significante nas médias latências quando o grupo de pesquisa foi comparado com o grupo controle. Os resultados sugerem que o MMN pode ser uma ferramenta para avaliar o processo auditivo das vias auditivas centrais em pacientes com zumbido. Mais estudos são necessários nesta área para confirmar esses achados.
Abstract: Tinnitus is a symptom caused by various diseases, which can severely affect quality of life. People who have very annoying tinnitus problably have a deficit in habituation process of the central auditory cortex. The Mismatch Negativity (MMN) is a test that evaluates the neural response to an unexpected sound, capable to objectively document the neural plasticity of the auditory system. This study aims to evaluate the MMN in individuals with normal hearing and significant tinnitus, and compare the results with a control group without tinnitus Patients with normal hearing and tinnitus and patients with normal hearing and no tinnitus were submitted to MMN test. Tinnitus Handicap Inventory (THI) and the Visual Analog Scale (VAS) were used to evaluate the tinnitus annoyance. The Hospital Anxiety and Depression Scale (HAD) was applied to screen anxiety and depression. Group without tinnitus consisted of 13 patients with normal hearing and without tinnitus. Tinnitus group had 25 patients with normal hearing and annoying tinnitus. The mean tinnitus annoyance assessed by VAS was 8.5. The average THI was 52.1%. HAD Scale in the tinnitus group scored an average of 9.2 for anxiety and 7.3 for depression and the group without tinnitus score 4.1 for anxiety and 1.4 for depression. The average MMN amplitude in the tinnitus group was -0.88 uV in the right ear (RE) and -1.13 in the left ear (LE). In non-tinnitus group the amplitudes were 1.01 uV in RE and -1.19 uV in LE. In tinnitus group the mean latency were 208.34 ms in the RE and 209.92 ms in the LE. In non-tinnitus group they were 217.38 ms in the RE and 215.69 ms in LE. There was a statistically significant difference in mean latencies when the research group was compared to the group control. The findings suggest that MMN can be a tool to evaluate the habituation process of the central auditory pathways in tinnitus patients. More work is needed in this area to confirm our findings findings.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2014.12.T.17956
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Ciências Médicas (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17956/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.