Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/17890
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_MarcioSousaJeronimo.pdf1,53 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação da ativação de células dendríticas murinas por isolados de Paracoccidioides brasiliensis diferindo em virulência
Authors: Jerônimo, Márcio Sousa
Orientador(es):: Bocca, Anamélia Lorenzetti
Coorientador(es):: Tavares, Aldo Henrique Fonseca Pacheco
Assunto:: Micoses - Paracoccidioides brasiliensis
Micoses sistêmicas
Resposta imunológica
Issue Date: 15-Apr-2015
Citation: JERÔNIMO, Márcio Sousa. Avaliação da ativação de células dendríticas murinas por isolados de Paracoccidioides brasiliensis diferindo em virulência. 2014. 79 f., il. Tese (Doutorado em Patologia Molecular)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: O Paracoccidiodis brasiliensis (Pb) é o agente etiológico da principal micose sistêmica da América Latina, a Paracoccidiodemicose (PCM). Desde a sua descrição, o Pb vinha sendo descrito como a única espécie, mesmo existindo uma grande diversidade em relação a sua virulência. A infecção se inicia pela inalação de propágulos presentes no ar derivados da forma miceliana do fungo. Após a inalação, os propágulos se alojam principalmente nos pulmões. A reposta imunológica observada pode estar relacionado à resposta Th1 ou Th2 e ultimamente tem se mostrado de grande importância para o hospedeiro a resposta Th17. Nosso trabalho objetiva apontar a resposta imunológica promovida contra dois isolados de virulência variável, o Pb265 (pouco virulento) e o Pb18 (muito virulento) em células dendríticas (DCs) e in vivo. DCs infectadas com Pb265 ou Pb18 tiveram seu mRNA extraído para análise em PCR Array para genes da resposta anti-fúngica e da imunidade inata. DCs de camundongos C57bl/6, com ou sem inibidores de receptores PRRs e de vias de sinalização e DCs de camundongos TLR2-/-, TLR4-/-, Dectina-1-/- foram submetidas à infecção com os mesmos isolados, após 6 horas tiveram o sobrenadante coletado para dosagem das citocinas TNF-α, Il-12, Il-6, CCL-2, Il-10, Il-23. Um co-cultivo de DCs, esplenócitos totais e os dois isolados foi feito e depois de 5 dias o sobrenadante foi coletado para dosagem de Il-13, IFN-γ, Il-17. Por último, camundongos WT e Dectina-1-/- foram infectados intra traquealmente e sacrificados depois de 45 dias seus pulmões coletados e analisada a expressão de células CD3+CD4+, CD3+CD8+, F4/80+ além de dosagem das citocinas TNF-α, IFN-γ, Il-10. A modulação positiva para o gene da Dectina-1 nas DCs infectadas com Pb265, associado a outros genes de moléculas adaptadoras dessa via (Card9, Malt1 e SyK) sugerem uma ativação clássica de reconhecimento e resposta a esse isolado do P. brasiliensis, corroborando com esse fato está a produção mais acentuada de Il-12 e IFN-γ e uma maior produção de Il-10 e Il-17 pelo Pb18 sem a expressão do gene para Dectina- 1 mas modulando positivamente o gene do CLR mincle e apontam para uma resposta Th17, diferente do isolado menos virulento. A análise in vivo apresentou diferença na produção de citocinas indicando que o processo inflamatório desenvolveu-se distintamente entre os camundongos infectados com os dois isolados com maior produção de Il-10 e Il-17 no camundongo infectado com o Pb18 e que a produção de citocinas e a migração celular é fortemente influenciada pelo reconhecimento pela Dectina-1. Esses dados nos fazem crer que o padrão de resposta imunológica Th1 para o Pb265 e Th17 para o Pb18 com maior produção de Il10 nesse segundo sejam os principais parâmetros para diferença imunológica entre esses isolados, abrindo assim novas perspectivas para o entendimento da imunopatologia da PCM.
Abstract: The Paracoccidiodis brasiliensis (Pb) is the main etiological agent of systemic mycosis in Latin America, Paracoccidiodemicose (PCM). Since your description, the Pb was being appointed as a single species, although there are a great diversity in relation to virulence. The infection starts by inhalation of propagules in the air derived from the mycelial form of the fungus. After inhalation, the seedlings are housed mainly in the lungs. The immune response observed may be related to Th1 or Th2 response and has lately shown to be of great importance to the host Th17 response. Our work aims to point the immune response brought against two strains of variable virulence, the Pb265 (little virulent) and Pb18 (very virulent) in dendritic cells (DCs) and in vivo. Infected with Pb18 or Pb265 DCs had their mRNA extracted for analysis by PCR Array for genes of the anti-fungal response and innate immunity. DCs from C57BL / 6 mice, with or without inhibitors and receptors PRR signaling pathways and DCs TLR2 - / - mice, TLR4 - / -, Dectin-1 - / - were subjected to infection with the same isolated after 6 hours the supernatant were collected for measuring cytokine TNF-α, Il-12, Il-6, CCL-2, Il-10, Il-23. A culture of DC, splenocytes and two isolates was made and after 5 days the supernatant was collected for determination of Il-13, IFN-γ, Il-17. Finally, WT mice and Dectin-1 - / - were infected intra-tracheally and sacrificed after 45 days yours lungs were collected and analyzed the expression of CD3 + CD4 +, CD3 + CD8 + and F4 / 80 + to measurement of TNF cytokines α, IFN-γ, IL-10. The upregulation gene for Dectin-1 in DCs infected with Pb265, associated with other genes of adapter molecules of this pathway (Card9, MALT1 and Syk) suggest a classical activation of recognizing and responding to that isolated from P. brasiliensis, corroborating this fact is more pronounced IL-12 and IFN-γ production and a higher IL-10 and IL-17 without the Pb18 gene expression Dectina- 1 but positively for modulating gene CLR and suggest mincle Th17 response, other less virulent isolate. The in vivo analysis showed differences in cytokine production suggesting that inflammation has developed distinct from mice infected with two strains with increased production of IL-10 and IL-17 in mice infected with Pb18 and cytokine production and cell migration is strongly influenced by the recognition by the Dectin-1. These data lead us to believe that the pattern of immune response to Th1 and Th17 Pb265 for Pb18 with increased production of IL10 in the second is the key parameters for immunological differences between these isolates, thus opening new perspectives for the understanding of the immunopathology of PCM.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
DOI: http://dx.doi.org/10.26512/2014.12.T.17890
Appears in Collections:FMD - Doutorado em Patologia Molecular (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17890/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.