Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/17501
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_VaniaRomaodeSouza.pdf4,45 MBAdobe PDFView/Open
Title: Maura, louca? Não, “cançada” : os desatinos existenciais de uma “hipermulher” nas décadas de 1940/1950
Authors: Souza, Vânia Romão de
Orientador(es):: Loyola, Valeska Maria Zanello de
Assunto:: Saúde mental
Cançado, Maura Lopes, 1930-993 - crítica e interpretação
Loucura - literatura
Literatura brasileira - crítica, interpretação, etc
Issue Date: 30-Jan-2015
Citation: SOUZA, Vânia Romão de. Maura, louca? Não, “cançada”: os desatinos existenciais de uma “hipermulher” nas décadas de 1940/1950. 2014. 182 f., il. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: O presente estudo teve por objetivo apontar e destacar, por meio de análise da vida e obra da escritora mineira Maura Lopes Cançado, os embates, encontros e desencontros desta personagem com os ideais e valores de gênero de sua época, em especial, nas décadas de 1940 e 1950. A compreensão da saúde mental sob o viés de gênero é ainda incipiente no Brasil. No entanto, um olhar deste campo sob esta perspectiva levanta questões importantes, antes invisibilizadas, entre as quais, tem-se o gendramento do sofrimento psíquico – perspectiva apontada pela presente pesquisa, dividida em três momentos. No primeiro momento, fez-se uma introdução às discussões dos diálogos possíveis e necessários entre saúde mental e gênero. No segundo momento, recuperou-se a inquietante biografia da autora e o contexto social/histórico vivenciado pela mesma. E por fim, no terceiro momento, fizeram-se duas análises do livro diário Hospício é Deus, escrito por Maura enquanto esteve internada em uma Instituição Psiquiátrica do Rio de Janeiro, no final da década de 1950. A primeira análise levantou os objetos apontados pela autora na referida obra, e suas frequências de aparição. A segunda análise foi de conteúdo, proporcionando o levantamento de temas e categorias existentes na obra. Através do número de vezes em que os temas e categorias apareceram foi possível perceber quais eram as prioridades e preocupações da autora no momento em que o livro foi escrito. A partir dos dados obtidos foi possível comparar as inquietudes de Maura, e para onde se voltava sua atenção, com o que era esperado socialmente como modelo para uma mulher naquela época. Assim, percebeu-se um grande descompasso entre tais ações, marcadas por uma experiência de “não lugar” e de um forte sofrimento psíquico, levando-a a se autodiagnosticar louca e a passar boa parte de sua vida submersa em manicômios. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study had the objective of pointing and highlighting, through the analysis of the life and the work of the writer Maura Lopes Cançado (born at Minas Gerais – Brazil), the conflicts, disagreements, and also agreements, of this personage with the ideals and values of gender of her period, specially decades of 1940 and 1950. The understanding of mental health under the gender view is still incipient in Brasil, although, the attention from this point under that perspective raises important questions, before invisible. Among them, there is a gendering of psychological surfering, perspective in which this study is located. In the first moment, it was conducted an introduction to the discussion of possible and necessary dialogue between mental health and gender. In the second moment it was recovered the unsettling biography of the authoress and the social/historic context in which she lived. Finally, in the third moment it was done two analyses about the diary book Hospício é Deus, written by Maura while she was hospitalized in a Psychiatric Institution of Rio de Janeiro – Brazil, in end of 1950 decade. The first analysis increase the objects to which Maura refers in her book and their frequency of appearance. The second was a content analysis in which themes and categories present in the work were bring up. Through the number of times that the themes and categories emerged it was possible to realize which was the priorities and concerns of the authoress at the time the book was written. From the obtained data it was possible to compare the concerns of Maura, and where her attention was focused at, with what was expected socially as a woman model at that time. A big disconter between both was realized, marked by a experiency of “nowhere” and of a straight psychological surfering, that leaded Maura to diagnostic herself as crazy and to pass a good part of her life submerged in asylums.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17501/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.